[Resenha] Peter Pan Tem Que Morrer - John Verdon | Minha Vida Literária
30

jul
2015

[Resenha] Peter Pan Tem Que Morrer – John Verdon

peter-pan-tem-que-morrer-minha-vida-literaria

Título: Peter Pan Tem Que Morrer
Autor: John Verdon
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 400
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ Americanas ♦ CulturaSubmarinoTravessa

“Peter Pan tem que morrer” traz de volta o detetive Dave Gurney, protagonista de “Eu sei o que você está pensando”, “Feche bem os olhos” e “Não brinque com fogo”. No mais tortuoso romance policial escrito por John Verdon, o especialista em mistérios David Gurney dedica sua mente brilhante à análise de um assassinato terrível que não pode ter sido cometido da forma como os investigadores responsáveis pelo caso afirmam que foi. Detetive aposentado do Departamento de Polícia de Nova York, ele precisa cumprir uma espinhosa tarefa: determinar a culpa ou a inocência de uma mulher condenada pela morte do próprio marido. Ao descascar as diversas camadas do caso, Dave logo se vê travando uma perigosa guerra de inteligência contra um investigador corrupto, um cordial e desconcertante chefe da máfia, uma jovem linda e sedutora e um assassino bizarro que tem a altura e os traços de uma criança – aparência que lhe rendeu o apelido de Peter Pan. A uma velocidade assombrosa, reviravoltas assustadoras começam a ocorrer e Dave é sugado com força cada vez maior para dentro de um dos casos mais sombrios de sua carreira.

peter-pan-tem-que-morrer1-minha-vida-literaria

John Verdon e seu personagem, David Gurney, me conquistaram desde Eu Sei O Que Você Está Pensando, primeiro volume da série protagonizada por Gurney. Peter Pan Tem Que Morrer é o quarto livro, pelo qual estava ansiosa desde que finalizei Não Brinque Com Fogo.

Uma das características que mais chamam minha atenção nos livros de Verdon é a maneira de como ele consegue aliar muito bem a trama da história com a vida pessoal de seu detetive aposentado, de forma que ambas as partes estejam não só conectadas como também sejam igualmente importantes no enredo.  Em Peter Pan Tem Que Morrer isso não é diferente: em terceira pessoa, o autor constrói sua narrativa de forma a apresentar todas as questões psicológicas e emocionais de suas personagens, bem como expõe, aos poucos, o caso a ser construído. Conforme Gurney avança pelas pistas em busca de uma solução, seu processo de dedução e investigação se alia a sua vivência com sua esposa.

 

“Mas e se ele estivesse ligando os pontos errados, criando uma imagem totalmente equivocada? E se os supostos pontos fossem apenas ocorrências aleatórias isoladas? Em ocasiões assim ele sempre se lembrava, inquieto, que todos os habitantes do planeta, numa latitude específica, veem as mesmas estrelas no céu, mas não há duas criaturas que vejam as mesmas constelações. Ele vira evidências desse fenômeno repetidamente: os padrões que percebemos são determinados pelas histórias em que desejamos acreditar.” 

página 132

 

Assim, John Verdon se mostra mestre em expor ao leitor todo o processo psicológico de seus personagens: é possível acompanharmos a maneira de como pensam, o motivo para que seus pensamentos sejam formados como são, a forma de como estão atrelados a suas emoções e relacionamentos. Nessa série, não temos apenas David Gurney solucionando um caso, mas também acompanhamos a evolução de seu casamento com Madeleine, bem como os pontos altos e baixos desse matrimônio. Apesar de termos a visão de Gurney sobre tudo, mesmo que em terceira pessoa, o perfil de Madeleine é muito bem traçado pelo autor, de forma que ela seja tão sólida quanto o protagonista.

peter-pan-tem-que-morrer3-minha-vida-literaria

Sobre o caso policial de Peter Pan Tem Que Morrer, novamente John Verdon deu um show ao criar sua trama. Em primeiro lugar, o crime aqui investigado é complexo por envolver diversas questões que, juntas, não parecem fazer sentido. Depois, conforme o detetive vai se aprofundando, outras pistas vão surgindo, dando forma ao caso, que continua sem solução até quase as últimas páginas, quando o leitor já não consegue parar de ler a fim de encontrar todas as respostas.

 

Nossas percepções dos acontecimentos são deformados mais pela força das nossas emoções do que pela fraqueza dos nossos dados.

página 157

 

Não apenas o suspense funcionou muito bem, dando adrenalina nos momentos certos e criando expectativas e questionamentos por parte do leitor ao longo da trama, como também foi impossível, ao menos para mim, chegar à solução correta, o que demonstra o quão bem o enredo foi construído.

Peter Pan Tem Que Morrer foi mais um livro da série policial Dave Gurney capaz de me conquistar, ficando ao lado de Feche Bem Os Olhos como meus favoritos, até então. Uma leitura envolvente, instigante, inteligente e, sobretudo, surpreendente, como os melhores thrillers devem ser.

peter-pan-tem-que-morrer2-minha-vida-literaria





Deixe o seu comentário

22 Respostas para "[Resenha] Peter Pan Tem Que Morrer – John Verdon"

Larissa Oliveira - 30, julho 2015 às (13:48)

Oi, Aione! Eu estava ansiosa por essa resenha. Tenho muita vontade de ler os livros do autor, mas não sei porquê ainda não li. Adoro o gênero, é um dos meus preferidos. Achei a capa do livro instigante e a premissa, incrível. Sua resenha só fez aumentar minha vontade de conhecer as histórias do detetive Dave Gurney. A trama parece bem envolvente e recheada de suspense, daquelas que te viciam desde a primeira página. Quero muito ler, sem dúvida.

Responder

Mariana Fieri - 30, julho 2015 às (16:28)

Oi Aione! Tudo bem?
Eu ainda não tive oportunidade de ler algum livro desse autor. Mas fiquei com vontade depois da sua resenha. Os livros, pelo o que eu entendi, mesmo contando a história do mesmo policial, são independentes.. então posso começar por uma ordem aleatória? Ou você sugere seguir à risca a sequência?
Bjoos!

Responder

Aione Simões 31 jul 2015

Oi Mariana!
Você pode ler fora de ordem porque os casos são independentes, mas não recomendo que você leia dessa maneira. Há toda uma sequência de fatos sobre a vida pessoal do personagem e muito da forma em que ele conduz as investigações está ligado à personalidade e ao histórico de vida dele, então é interessante ler na ordem pra acompanhar tudo isso e pra você se aproximar dele, compreendendo-o o melhor!
Beijão!

Responder

Tamara Costa - 30, julho 2015 às (17:53)

Adoro livros policiais mas não conhecia esse autor ainda mas agora que vi que você mencionou esse livro anterior, percebi que conheço ao menos de nome. Desde que saíram os lançamentos, o nome desse livro me chamou a atenção e me intrigou. Quero conhecer.

=*

Responder

Mariele Antonello - 30, julho 2015 às (21:01)

Quero muito ler este livro, e adoro livros desse gênero, ainda não li nada do John Verdon, mas pretendo ler Peter Pan Tem Que Morrer, e depois de ler sua resenha super positiva sobre o livro fiquei ansiosa demais para ler, pretendo ler em breve.

Responder

Patrini Viero - 30, julho 2015 às (21:04)

Preciso admitir que ainda não li nenhum livro da série, mas por falta de oportunidade apenas, porque vontade tenho de sobra. Além das capas serem instigantes, eu adoro o gênero literário e tenho muita curiosidade com relação às premissas, principalmente porque a série acompanha um só protagonista, o que muito me agrada, ficamos mais próximos do personagens dessa forma.

Responder

rudynalva - 30, julho 2015 às (21:48)

Aione!
Jamais imaginaria pelo título do livro que seria um livro policial.
E gostei de saber que o autor aborda os aspectos psicológicos das personagens, muito bom principalmente em livro desse estilo, porque temos de conhecer o lado de cada um.
“Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.”(Mahatma Gandhi)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
Participe no nosso Top Comentarista!

Responder

Becca Martins - 30, julho 2015 às (23:12)

Oi Aione!
Eu não sabia que este livro era na verdade uma série. Eu o tinha colocado na listinha, mas agora vou ter que ler os livros anteriores.
E se ficou entre os seus favoritos eu tenho certeza que vou amar!
Beijos!

Responder

Alfredo - 30, julho 2015 às (23:16)

Esse livro me atraiu pelo nome, E AGORA POR SUA RESENHA <3. Nunca li nenhum livro policial, esse parece um ótimo para começar. Mais um pra wishlist! Hahahaha

Abraços,

Alfrêdo – http://paginou.blogspot.com.br/

Responder

Gabriela Malavolta - 30, julho 2015 às (23:38)

Oi, Mi!
Estou meio sumida,mas não fiquei distante do blog. Conheci a série do Verdon por aqui e desde então minha curiosidade só aumenta. Adoro investigações criminais, ainda mais aquelas que mexem com o psicológico. Estou super atrasada na leitura, já que a série está no quarto volume. Não vejo a hora de ler a série e não largar até o final para descobrir todos desfechos das investigações. Além disso, fiquei curiosa para descobrir e acompanhar a vida do detetive David Gurney e sua esposa. Beijão, Gabi 🙂

Responder

Franciele Ribeiro - 31, julho 2015 às (08:36)

Nossa faz tempo que não leio um romance policial e esse parece ser interessante. Sua resenha passa que o livro foi instigante e emocionante, assim dar mais vontade de ler, mais como é série terei que os outros 3 primeiros, obrigada.

Responder

Any - 31, julho 2015 às (09:45)

Desde que vi o lançamento desse livro fiquei com vontade de o ler, gosto de romance policial. Uma história onde o caso só é solucionado quase nas últimas páginas deve ser bastante empolgante ou frustrante para alguns leitores, mas curto histórias assim. Não conhecia a série mas vou anotar a dica com certeza.
Bjos!

Responder

emanoelle souza - 31, julho 2015 às (13:48)

gostei de conhecer o livro, to lendo bastante romance policial ultimamente e fiquei curiosa pra ler esse e espero gostar.

Responder

Cristiane Oliveira - 31, julho 2015 às (15:32)

Oi Aione. Eu não conhecia a série. O título me deixou super curiosa, e depois de ver sua resenha achei muito original. Que bom que você gostou da leitura, este tipo de livro é ótimo pra prender a atenção até o fim…
Beijos

Responder

Leticia - 31, julho 2015 às (15:46)

Oi Aione..
Você gosta mesmo das criações de John. E ele parece saber criar muito bem seus personagens. Diante dos elogios ao autor e a trama, logicamente que eu quero ler. Eu nem sabia que esse livro era de uma série.
Adoro um bom suspense, e investigações. Só queria saber se ler este livro isolado tem algum problema?

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

Aione Simões 31 jul 2015

Oi Leticia!
Problema não tem, você vai entender toda a história. Só que você não vai, provavelmente, conseguir captar toda a intensidade do relacionamento dele com a Madeleine, nem o relacionamento deles em si. São várias situações e problemas que vêm acontecendo ao longo dos livros até chegar nesse, então não sei o quanto é possível compreender os personagens sem as leituras dos demais.
Beijão!

Responder

Fernanda Mendonça - 31, julho 2015 às (23:38)

Foi esse o cara que escreveu Branca de Neve Tem que Morrer?
Anyway, eu não li nada dele ainda, e tanto esse livro quanto o que eu citei acima (que eu tenho quase certeza que é dele também) eu tenho MUITA vontade de ler, mas nao posso comprar livros no momento (nao até sobrar só 10 na minha lista de leitura hahaha), então ainda nao li.
Enfim, a maior parte dos livros de suspense e/ou policial me agradam bastante…Ou eu dei sorte de só ler bons, né… hahaha

Responder

Aione Simões 01 ago 2015

Oi Fernanda!
Na verdade não. “Branca de Neve Tem Que Morrer” (tem resenha dele aqui, se quiser conferir) é da Nele Neuhaus, uma autora alemã, e, por coincidência, também o 4º livro de uma série policial. No Brasil, infelizmente, só foram lançados esse e “Lobo Mau” dessa série da Nele.
Independentemente de ser de outra série, o livro é excelente também e um dos meus favoritos do gênero!
Beijos!

Responder

Diego - 28, agosto 2015 às (11:40)

Já estava bem curioso sobre o autor e suas obras e acabei “caindo” por aqui. Gosto muito do gênero, mas faz algum tempo que não encontro obras que me satisfaçam (me acostumei com Conan Doyle, o que para mim, acaba elevando a barra de nível rs).

Bom, então vou aproveitar uma promoção de ebooks da Sextante na Cultura que inclui alguns trabalhos do Verdon.
Beijos 🙂

Responder

Eduardo - 03, setembro 2015 às (11:37)

Gostei muito da resenha que você fez.
Acabei de ler o último livro (Peter Pan tem que morrer) e achei sensacional.
John Verdon me surpreendeu desde o Primeiro livro.
Parabéns pelo seus trabalho.

*Você já deve saber, mas vou contar mesmo assim…
– No site do John Verdon já está disponível o trailer do filme DAVID GURNEY.

Responder

Aione Simões 03 set 2015

Oi Eduardo!
Muito obrigada por me contar, eu não sabia não hahaha!
Vou lá conferir!
Beijos

Responder

Aione Simões 03 set 2015

Acabei de assistir! Só uma coisa: pelo que entendi, é apenas um book trailer, não trailer do filme, viu?
Beijos!!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por