[Resenha] Eu odeio te amar - Liliane Prata | Minha Vida Literária
12

ago
2015

[Resenha] Eu odeio te amar – Liliane Prata

eu-odeio-te-amar-minha-vida-literaria

Título: Eu odeio te amar
Autor: Liliane Prata
Editora: Gutenberg
Número de Páginas: 240
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ CulturaSaraiva

Débora estava prestes a viver o dia mais feliz de sua vida. Tudo estava pronto para o casamento perfeito com Felipe, o noivo mais lindo e fofo que alguém poderia ter. O apartamento estava arrumado, e todos os detalhes da lua de mel na Grécia, acertados. Até um novo emprego na redação de uma revista feminina a esperava na volta da viagem. Seria o começo de uma nova etapa de uma vida com a qual ela sempre sonhou. Na véspera da cerimônia, o noivo precisou ficar até mais tarde no escritório para resolver as últimas pendências, e ela resolveu fazer uma surpresa e aparecer sem avisar. Mas quem foi surpreendida foi ela: pegou Felipe em flagrante com a irmã do sócio, na situação mais comprometedora possível. O que fazer? Armar um escândalo e terminar tudo? Esquecer o que viu, casar e ser feliz para sempre? O que fazer quando se sente, ao mesmo tempo, um amor profundo e um ódio avassalador? Para Débora, a resposta é: criar um plano maluco para sair dessa situação e dar a volta por cima!

eu-odeio-te-amar1-minha-vida-literaria

Sendo fã de chick-lits, não demorei a me interessar por Eu odeio te amar, romance nacional assinado por Liliane Prata, ex-colunista da revista Capricho e atual editora da revista Claudia. Não apenas a premissa da obra é cativante, como também sua capa é completamente atrativa – o primeiro indício do ótimo trabalho realizado pela editora Gutenberg.

Em primeira pessoa, quem narra a história é Débora, jovem de 24 anos que flagra uma traição de seu noivo em plena véspera de casamento e decide se vingar, incapaz de conter todos o sofrimento e humilhação gerados pela cena presenciada.

 

“Uma parte de mim (a parte mais racional, acho) me diz para eu terminar tudo. Mas o resto de mim, eu preciso admitir… O resto de mim não quer admitir que esse sonho acabou, sabe?”

página 21

 

Desde as primeiras páginas, é notória a habilidade da autora em envolver o leitor. Através de uma escrita fluida, rápida e divertida, o avançar da leitura é natural, bem como a proximidade com a protagonista. Além disso, os vários diálogos entre os personagens, especialmente através de SMS e redes sociais, contribuíram ainda mais com a fluidez da leitura.

eu-odeio-te-amar3-minha-vida-literaria

Embora o livro seja bastante leve e divertido, foi impossível não me envolver com os sentimentos de Débora, o que culminou em uma leitura angustiante em muitos momentos: ao mesmo tempo em que me compadeci de seu sofrimento, fiquei inquieta com suas atitudes e escolhas, desejando que ela passasse a enxergar os fatos com mais maturidade e clareza, e tomasse melhores decisões. Ainda assim, tudo isso apenas tornou a história mais envolvente e, também, mais divertida, considerando-se o absurdo do plano criado pela protagonista. Vale dizer, também, que a presença de sua melhor amiga, Sofia, contribuiu muito com a trama, devido à sensatez característica dessa e aos conselhos por ela dados à Débora. Sofia é quem exerce o papel da razão e da maturidade no enredo.

 

“Eu queria desabafar, falando que minha chefe pede para as leitoras terem ‘autoestima’ e ‘gostarem de si mesmas do jeito que são’ enquanto ela própria se xinga de todos os nomes quando come meia colher de café de Nutella, mas melhor deixar quieto.”

página 106

 

Eu odeio te amar apenas me decepcionou, em partes, ao chegar nos últimos capítulos. Senti que tanto a velocidade dos acontecimentos aumentou próximo do fim como também as emoções de Débora, trabalhadas de forma tão intensa ao longo da obra, pareceram um tanto quanto superficiais nesses capítulos. Embora a ideia do livro seja sobretudo a de ser leve e divertido, acredito que a maneira, de certa forma, informal com que seus sentimentos  foram expostos não me permitiu realmente acreditar neles. Ainda, a explicação dada aos fatos que originaram a história em nada me convenceram, fazendo com que eu tenha me sentido insatisfeita com a resolução da trama.

De qualquer maneira, mesmo que o final tenha deixado um pouco a desejar para mim, Eu odeio te amar me proporcionou uma gostosa e divertida leitura, algo que não teria sido possível não fosse a habilidade e criatividade de Liliane Prata ao desenvolver sua obra.

eu-odeio-te-amar2-minha-vida-literaria





Deixe o seu comentário

15 Respostas para "[Resenha] Eu odeio te amar – Liliane Prata"

Leticia - 12, agosto 2015 às (11:55)

Oi Aione…
Com uma premissa, e capa dessas, como não desejar a obra?
Eu gosto de chick-lits, mesmo lendo pouco nos últimos tempos. Narrativas assim sempre tornam mesmo mais ágeis a leitura, mas que pena que foi meio corrido no final, e pouco convincente. Mesmo assim, ainda desejo ler o livro.

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

Livros com café - 12, agosto 2015 às (12:34)

Ainda não conhecia esse livro flor, mas me interessei bastante, parece divertido e trágico ao mesmo tempo, ninguém merece estar na pele dela, e passar por isso ainda mais estando prestes a realizar o sonho de toda mulher

Mil beijocas
http://amolivroscomcafe.blogspot.com.br/

Responder

Larissa Oliveira - 12, agosto 2015 às (14:16)

Oi, Aione! Não sou muito fã do gênero, mas gosto muito desse lado divertido das histórias. Não gosto também quando os acontecimentos da trama parecem se desenrolar de uma hora pra outra. Isso me incomoda. De toda forma, achei a premissa interessante e me agradou saber que a obra possui uma narrativa rápida e fluida.

Responder

Aline Stroeher - 12, agosto 2015 às (16:47)

Eu simplesmente amo chick-lits! E adoro a escrita da Liliane Prata! Desde a época da Capricho! Hehe!
Quando o livro foi lançado eu me apaixonei de cara pela capa! A Editora Gutenberg capricha muito né?
E eu julgo um livro pela capa sim! Eu sei que é errado, mas… 😡
Só de ler a sinopse eu já fiquei curiosa! Como assim ela não sabe se termina com o cara ou não? O que ela vai fazer? Ela vai casar mesmo assim?
E depois da resenha só fiquei mais curiosa!
Haja bolso para aguentar tantos livros desejados nesse mês! Eu não aguento! Hehe!
Adorei a resenha Aione!
Beijinhos!!!

Responder

Ceile - 12, agosto 2015 às (18:22)

Oi, Mi!
Lembro da Liliane da época da Capricho, então fiquei surpresa em vê-la publicando um chick-lit (o outro livro dela é diferente, né?).
Assim como você, acabo envolvida dramaticamente com as personagens, mesmo o livro sendo engraçado e divertido (falo de maneira geral, pq acredito que este não é o único caso que vc tenha ficado assim rs).

Eu adorei a capa e a premissa, então já está na lista de desejados.

Beijos,
Ceile.

Responder

Aciclea Vieira - 12, agosto 2015 às (19:17)

Aione,parece uma estória bastante envolvente ,pena que o final tenha deixado a desejar,mesmo assim parece que as atitudes de Débora vai divertir bastante ao longo da trama inclusive o seu plano e parece que seu comportamento só será atenuado através da personagem Sofia que será a voz da razão.Beijos!!!!

Responder

Cristiane Oliveira - 12, agosto 2015 às (22:36)

Oi Aione. Este livro parece super fofo. A capa é linda. É uma pena que o final tenha deixado um pouco a desejar na sua opinião, mas parece ser bem divertido.
Beijos

Responder

Bruna Costabeber - 13, agosto 2015 às (09:33)

Olá Mi,
Admiro seu amor por chick-lits e queria tê-lo também.
Já tinha visto esses livros nas redes sociais e achava que a história não teria um ‘quê’ mais pensado em relação aos sentimentos da protagonista.
Não sei se é um livro que eu leria no momento – estou mais ligada a thrillers, suspenses, enfim. Mas, vou anotar a dica 😉
Beijos ♥

Responder

Vanessa Sueroz - 13, agosto 2015 às (09:55)

Olá,
não conhecia o livro, mas já me chamou atenção pela capa, parece um ótimo chikilit.
Vou anotar a dica, mesmo com a sua ressalva do final do livro

bjos
http://blog.vanessasueroz.com.br

Responder

Mariele Antonello - 13, agosto 2015 às (12:14)

Achei super fofa essa capa a diagramação ta linda.
Que pena que em algumas formas o livro te decepcionou, eu achei bem interessante a história e acho que leria esse livro, por ser uma leitura leve, sua resenha está muito boa.

Responder

Kelen Vasconcelos - 13, agosto 2015 às (13:09)

Olá Aione!

Ahhhhhhhh como curto esses chick-lits. Na maioria das vezes são bem engraçados e eu adoro sorrir enquanto leio. Pena que você não gostou muito do final.

Bjoss
http://kelenvasconcelos.blogspot.com.br/

Responder

Maria Alves - 13, agosto 2015 às (15:20)

Parece ser uma historia muito divertida e triste ao mesmo tempo. Ela quer se vingar, mas também ainda gosta dele pelo visto, assim fica difícil decidir o que fazer. É uma pena que te decepcionou, mas mesmo assim gostaria de ler.

Responder

DEISE FERNANDA - 14, agosto 2015 às (14:32)

Boa tarde Aione,

li poucos chick-lits e confesso que nenhum de autor nacional. A obra da Liliane Prata parece interessante e a capa é realmente linda, muito atrativa. Gostei de saber que a história é envolvente, pois sou o tipo de pessoa que não consegue prosseguir com uma leitura se a mesma não me chamar a atenção desde o começo. Apesar das falhas citadas, acredito que a leitura seja válida até pra conhecer mais a escrita de autores brasileiros.

Abraços.

Responder

Larissa Santos - 18, agosto 2015 às (10:02)

Oi Aione,
Amo chick lit, e mesmo o final sendo um pouco corrido acho que vale a pena ler esse livro, só espero não me envolver tanto com as emoções da personagem haha.
Beijocas ^^

Responder

Suzzy Chiu - 27, agosto 2015 às (21:24)

Esse livro vi esses dias na loja e claro q eu ja peguei nele pra ver do q se tratava, pq chick lit é comigo mesmo.
Eu amei a sinopse, fiquei doida de curiosidade sobre oq ela fez com esse safado de noivo!
Nao sabia q se tratava de um nacional e fiquei ainda mais interessada pra conhecer.
So fiquei com o pé atrás porque vc nao ficou mto contente com o final.. Mas ainda sim quero saber oq ela fez.. Hehe.
Bjus

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil