[Resenha] Para Onde Vai O Amor? - Fabrício Carpinejar | Minha Vida Literária
18

ago
2015

[Resenha] Para Onde Vai O Amor? – Fabrício Carpinejar

para-onde-vai-o-amor-minha-vida-literaria

Título: Para Onde Vai O Amor?
Autor: Fabrício Carpinejar
Editora: Bertrand Brasil
Número de Páginas: 176
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ Americanas ♦ CulturaFnac ♦ Saraiva ♦ Submarino ♦  Travessa

O amor não é uma propriedade de quem sente, é uma transferência total para quem é amado Você que está vendo este livro com dúvida se precisa dele, você não precisa dele, precisa de si, vive caçando uma palavra que confirme o que deseja, está atrás de um escritor que possa lhe recomendar de volta para quem brigou, com capacidade de explicar o que sente e traduzir seus tormentos. Mas já sabe o que deseja, não há como convencer do contrário, os amigos mostraram que seu relacionamento não tem futuro. Não acredita neles, acredita somente no milagre. E como justificar um milagre, ainda mais para quem não tem mais fé? Eu entendo o que está passando: sua raiva, sua amargura, seu cinismo, seu desencanto. Percebeu que a razão não conforta, que a vingança ou o perdão não ressuscita a tranquilidade, que o fundo do poço nunca se equivale ao nosso fundo. Você parece normal, mas todo mundo deixa de ser normal quando se apaixona e se separa. Se sua expectativa é por uma solução, eu guardo apenas uma certeza que trará alívio mais adiante: você não vai desistir. Quando diz que acabou a relação, é que está procurando um outro jeito de recomeçar. Em seu novo livro de crônicas, Carpinejar apresenta 42 textos que sobre amor, desilusão amorosa, casamento, divórcio, saudade e outros sentimentos que compõem os relacionamentos.

para-onde-vai-o-amor3-minha-vida-literaria

Por gostar muito de crônicas e nunca ter lido alguma obra de Fabrício Carpinejar, apenas citações aleatórias principalmente pela internet, não demorei a me interessar por Para onde vai o amor? – e demorei menos ainda para concluir sua leitura.

 

“Mas não adianta procurar o beijo que você ama em outra mulher. O gosto do beijo não é o gosto da boca. O gosto do beijo é o gosto do amor.” 

O gosto do amor, página 28

 

Composta por crônicas, a obra pode ser lida rapidamente, sobretudo devido à escrita do autor: não só é fluida, como também não demora a aproximá-lo do leitor, de forma característica desse gênero literário.

para-onde-vai-o-amor2-minha-vida-literaria

Como o próprio título indica, o amor e as relações humanas são as principais temáticas aqui, e Carpinejar se aprofunda nelas com extrema intensidade, revelando sentimentos e atitudes completamente passionais. Ainda, a sinceridade do autor se sobressai por conta da maneira direta com que trata cada questão.

 

“Eu sou influenciável, maleável, não permaneço com a personalidade imutável. Águas paradas não são profundas, apenas têm o maior risco de dengue.” 

Supermercado das paixões, página 57

 

Além disso, foi notório como me identifiquei, durante a leitura, de maneiras diferentes com o que foi exposto: em alguns momentos, me vi na pele do narrador, compartilhando seus sentimentos e impressões. Em outros, me vi naquela sobre quem ele discorre, assumindo o papel do alvo de suas reflexões. Mais ainda, revi paixões diversas entre suas palavras, tanto as minhas próprias – atual e antigas -, quanto as de amigos, conhecidas por mim a partir de seus relatos e de nossas convivências. Tal identificação foi possível porque Carpinejar traz uma temática universal, que se apresenta de diferentes formas e em diferentes contextos. Dessa maneira, o leitor assume diversos papéis durante a leitura e, por consequência, é capaz de assumir óticas distintas sobre cada situação – algo extremamente positivo, em minha opinião.

 

“Durante a discussão do relacionamento, a mulher senta no divã enquanto o homem se acomoda no tribunal. 

Só as dúvidas são certas, página 94

 

De modo geral, Para onde vai o amor? me proporcionou uma leitura agradável, envolvente e, ao mesmo tempo, leve e reflexiva, além de ter me deixado curiosa para conhecer outros trabalhos de Fabrício Carpinejar. Sem dúvidas, recomendo a leitura, ainda mais aos apreciadores de crônicas.

para-onde-vai-o-amor1-minha-vida-literaria





Deixe o seu comentário

14 Respostas para "[Resenha] Para Onde Vai O Amor? – Fabrício Carpinejar"

Leticia - 18, agosto 2015 às (09:46)

O autor parece ter uma escrita bem profunda mesmo, não tem uma resenha que não veja desse livro que não diz o mesmo. Acho até que dá para se colocar nas reflexões dele, sem dúvidas. Devem ser lindas essas crônicas. Gosto de crônicas, e estou cada vez mais curiosa para ler este livro.

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

Aciclea Vieira - 18, agosto 2015 às (11:55)

Aione,gosto muito desse escritor e esse livro vai falar do amor de diversas maneiras,quando estiver aqui ou quando se for e isso tocou meu coração,essa forma dele trazer uma temática universal,faz realmente com que se reveja paixões diversas,tanto as nos próprias ,atuais ou antigas como de amigo que conhecemos e acompanhamos suas histórias,tudo a partir de seus relatos e nossas convivências,ressalto que amo ler crônicas também e com certeza lerei essa obra e outras.Beijos!!!!

Responder

Larissa Oliveira - 18, agosto 2015 às (14:39)

Oi, Aione! Há tempos quero ler Fabrício Carpinejar e seria maravilhoso começar por esse livro. As poucas coisas que li do autor foram na internet, apenas algumas citações também. Gosto bastante de crônicas e fiquei muito contente em saber que o livro tem essa capacidade de fazer com que o leitor se identifique e assuma diversos papéis durante a leitura, como você disse.

Responder

Mariele Antonello - 18, agosto 2015 às (20:55)

Adorei sua resenha.
Deu para perceber que a escrita do autor é bem profunda, achei bem interessante o livro.
A capa está muito bonita e o nome me chamou a atenção, talvez futuramente eu resolva ler.

Responder

Luana - 19, agosto 2015 às (15:31)

Curti sua resenha, geralmente não leio livros de crônicas, mas nessa gostaria de me arriscar.
Bjuss, Luh

Responder

Maria Alves - 20, agosto 2015 às (20:27)

Ainda não li nenhum livro do autor. Parece ser uma leitura muito prazerosa e que trás vários pensamentos e sentimentos enquanto lemos. As cronicas devem ser bem profundas.

Responder

Bruna Costabeber - 21, agosto 2015 às (14:09)

Olá Mi,
Estou vendo muitas pessoas falarem muito bem desse livro.
A princípio, achei que não gostaria, mas estou em uma fase de ler bastante crônicas e contos, então, acho que apreciarei a leitura.
Acredito que a escrita deva mesmo ser profunda.
Vou correndo adicionar à listinha.
Beijos

Responder

DEISE FERNANDA - 23, agosto 2015 às (14:50)

Olá Aione,

quando comecei ler a sinopse o livro me pareceu ser de autoajuda, um estilo de leitura que particularmente não curto muito.. mas logo sua resenha acabou explicando bem do que se trata. Não costumo ler crônicas, no entanto essas parecem possuir uma certa intensidade em seu conteúdo, do tipo que nos faz reconhecer situações vivenciadas e na minha opinião isso é muito interessante, tanto para as lembranças boas, quanto para aquelas não tão legais assim.. Mas ler sobre o amor é sempre uma boa pedida.

Responder

rudynalva - 25, agosto 2015 às (23:30)

Aione!
Os livros do Carpinejar são sempre inspirativos, ele tem um pensamento diferente, não que concorde com tudo que ele diz, mas tem umas coisas muito engraçadas e outras bem profundas.
Sempre é lindo falar sobre o amor.
“A alegria evita mil males e prolonga a vida.”(William Shakespeare)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
Participem do nosso Top Comentarista!

Responder

Suzzy Chiu - 28, agosto 2015 às (09:58)

Não é muito o meu gosto livro de crônicas, por isso nao tinha me interessado por Para onde vai o amor?.
Mas gostei de saber que a leitura foi fluida, pq para quem gosta desse tipo de livro é sempre bom tem uma resenha positva. Não gosto mto desse tipo de livro, prefiro ficção mesmo, me prende mais a atenção.
Mas achei a capa mto linda, achei criativa o desenho.

Responder

Mariana Fieri - 28, agosto 2015 às (13:07)

Oie! Fiquei curiosa! Romântica como sou acho que vou curtir! Entrou para a minha wishlist!!!
Bjos!!!

Responder

Cristiane Oliveira - 29, agosto 2015 às (00:14)

Oi Aione. Gosto muito de Crônicas e adorei a proposta deste livro. Parece ser muito bom.
Beijos

Responder

Taísa - 29, agosto 2015 às (09:03)

Já li algumas frases do autor e não sabia que ele tinha um livro, fiquei maravilhada com a sua resenha e espero um dia lê-lo e poder me aprofundar nos sentimentos tratados no livro.

Responder

MICHELE - 18, julho 2016 às (10:00)

AMEI ESSE LIVRO, MUITO ROMÂNTICO E BEM EXPRESSADO, GOSTO MUITO DELE QUANTO DA OBRA INTEIRA DE (CARPINEJAR). :*

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil