[Resenha] Zoo - James Patterson e Michael Ledwidge | Minha Vida Literária
04

set
2015

[Resenha] Zoo – James Patterson e Michael Ledwidge

Zoo Capa

Título: Zoo
Autor: James Patterson e Michael Ledwidge
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 288
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonCulturaMartins FontesTravessa

Uma misteriosa doença começa a se espalhar pelo mundo. Inexplicavelmente, animais passam a caçar humanos e a matá-los de forma brutal. A princípio, parece ser algo que se dissemina apenas entre as criaturas selvagens, mas logo os bichos de estimação também mostram suas garras e as vítimas se multiplicam. A humanidade é presa fácil. Apavorado, o jovem biólogo Jackson Oz assiste à escalada dos acontecimentos. Ele já prevê esse cenário alarmante há anos,mas sempre foi desacreditado por todos. Depois de quase morrer em uma implausível emboscada de leões em Botsuana, a gravidade da situação se mostra terrivelmente clara. O fim da civilização está próximo. Com a ajuda da ecologista Chloe Tousignant, Oz inicia uma corrida contra o tempo para alertar os principais líderes mundiais, sem saber se as autoridades acreditarão em um fenômeno tão surreal. Mas, acima de tudo, é necessário descobrir o que está causando todos esses ataques, pois eles se tornam cada vez mais ferozes e orquestrados. Em breve não restará nenhum esconderijo para os humanos…


Zoo1

Desde os primórdios, o efeito do homem sob a natureza se dá de forma imediata e cada vez mais intensa. Com o passar do tempo, as consequências das alterações realizadas na natureza ficam ainda mais visíveis e agudas. Nesse sentido, a mais recente obra de James Patterson em conjunto com Michael Ledwidge nos leva a refletir sobre as nossas ações no meio em que vivemos e, sobretudo, em relação àquelas direcionadas aos animais com os quais convivemos, sejam os de estimação ou aqueles que são mantidos em cativeiro mundo a fora. É um livro que nos faz pensar sobre a condição dos animais e sobre a nossa condição enquanto detentores das ações que têm modificado o planeta em tantos aspectos. Será que há uma real harmonia nessa relação? E se os animais pudessem de algum modo demonstrar suas opiniões em relação ao domínio que exercemos sobre eles?

Nessa história conhecemos o biólogo Oz, que há algum tempo desenvolve estudos sobre uma possível teoria a qual se baseia no fato de estarem havendo comportamentos fora do comum em diversos animais, bem como eles estarem se tornado cada vez mais agressivos em relação aos homens. Em diversos países os animais têm apresentado comportamentos estranhos e aguerridos, e Oz é a única pessoa que presume o que pode estar ocorrendo: será que esses ataques são casos isolados ou estaria ocorrendo em todo o mundo uma verdadeira conspiração dos animais contra os homens?

 

” Era mesmo um zoológico, pensei, fechando o chuveiro, observando a rua abaixo pelas grades da janela. Só que agora começava a parecer que o Homo Sapiens era o único animal confinado em jaulas “

página 184

 

Um dos maiores desafios de Oz é o de convencer o governo da veracidade de sua teoria para que pensem em estratégias a fim de encontrarem a solução dessa questão, antes que seja tarde demais. Em uma viagem à África, Oz acaba presenciando um ataque organizado de leões e ele nota que os leões pareciam soldados disciplinados, coordenados, coreografados e sincronizados a cada passo que davam para o ataque. É lá também que ele conhece a ecologista Chloe, e, juntos, eles começam uma corrida contra o tempo para alertar as autoridades do mundo inteiro sobre tais fenômenos e o perigo que eles proporcionam aos seres humanos.

zoo2

A maior parte da narrativa é em primeira pessoa sob o ponto de vista de Oz, e em alguns momentos, em terceira pessoa, acompanhamos, em diferentes lugares pelo mundo, o que está ocorrendo com os animais e os diferentes ataques orquestrados por eles. Os capítulos são curtos e rápidos, a escrita dos autores é muito dinâmica, além de simples e direta, sendo fácil se envolver com a história e concluí-la rapidamente.

 

“Às vezes a vida é assim. Ela vai fluindo como um conto de fadas, aí a gente vê uma coisa que não consegue classificar, que começa a permear todos os seus pensamentos, todos os seus sonhos, todos os momentos de vigília. “

página 15

 

A leitura como um todo foi bastante proveitosa para mim, por vezes me senti vendo um daqueles documentários do Discovery Channel, só que, dessa vez, com uma pitada a mais de aventura e de riscos. Em outros momentos, me recordei um pouco do filme Planeta dos Macacos, mas, aqui, todos os animais passam a ter ações planejadas entre eles: cachorros, leões, ratos, formigas, gaivotas, gorilas e até golfinhos. Quem gosta muito de animais, como é o meu caso, pode sentir um pouquinho de aperto no coração quando os animais domésticos se revoltam e começam a atacar seus donos e eles, para sobreviverem, precisam revidar. De fato, eu não conseguiria revidar contra meu gato, caso ele resolvesse me atacar, provavelmente apenas sairia correndo. Mas as situações descritas na história são extremas demais e não possuem muitas saídas possíveis; os humanos se encontram totalmente encurralados.

Gostei bastante do tema central do livro e do modo como ele foi conduzido, é impossível não nos indagarmos: e se fosse verdade? E se os animais começassem a agir desse modo? Será que eles estariam satisfeitos com o modo como os seres humanos os tratam? A rede de televisão americana CBS adaptou Zoo para uma série homônima, que contará com 13 episódios na primeira temporada, cujos direitos foram adquiridos pela Netflix. Assisti a três episódios e gostei bastante; até onde vi, a série está sendo bastante fiel à obra literária, salvo algumas alterações em relação à vida pessoal dos personagens. De qualquer forma, é muito dinâmica e empolgante, assim como o livro. Fica a reflexão e a dica de uma leitura interessante e muito atrativa.

zoo3
 

ASSISTA AO TRAILER DA SÉRIE

 





Deixe o seu comentário

13 Respostas para "[Resenha] Zoo – James Patterson e Michael Ledwidge"

Leticia - 04, setembro 2015 às (11:59)

Oi Clivia…
Como estudante de Biologia, já bati o olho na trama desse livro e me interessei. Essa relação entre homem e animal é bem interessante. Acho que subestimamos demais os animais, nos achando donos do mundo!
Adorei saber que a narrativa é boa, e que gostou tanto. Acho que ia me dar um aperto também saber que os animais domésticos também se revoltaram. Ai, gente, já estou até me vendo lendo esse livro. Amei, amei sua resenha!!
Adorei o trailer também! Estou me sentindo que meu bolso vai ficar um pouquinho mais pobre.

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

Aciclea Vieira - 04, setembro 2015 às (12:58)

Clívia,esse livro além de trazer uma situação para refletirmos e pensar e se isso realmente acontecesse ele nos traz uma atmosfera totalmente tensa,principalmente quando nossos bichinhos de estimação nos atacassem,nossa!!!Gostei muito de saber da série e curti o trailer,vou procurar acompanhar.Beijos!!!!

Responder

Pandora - 04, setembro 2015 às (13:25)

Oi Clivia!Gostei da indicação, gosto do James Patterson, só não acompanho ultimamente os livros que saíram, gostei da ideia proposta, não sabia nem da série!(Eu deveria estar em coma, só pode, ando vendo muitas novidades meio atrasada aqui hahahaahah)
eu acho que eu ficaria bem angustiada se meus gatos arquitetassem um ataque, mas eu não conseguiria revida =/ só correr mesmo, são uns queridos hahaha
vou conferir a série e depois tento o livro, parece bacana s2
um ótimo dia!
Acesse o Pan’s Mind
Loja Virtual Geeku Line

Responder

Diane Ramos - 04, setembro 2015 às (15:52)

Olá …
A premissa do livro é bem interessante , fiquei bastante tentada a ler .
Também tenho um gato de estimação e acho que nunca revidaria se ele me atacasse , acho que o melhor é sair correndo rsrs
Beijos

http://coisasdediane.blogspot.com.br/

Responder

Maria Alves - 04, setembro 2015 às (22:03)

Quando vi esse livro pela primeira vez não me interessei achei a capa sem graça (sou daquelas que julgam um livro pela capa kkk) Mas ele foi muito elogiado no grupo de livro que faço parte. Não tinha lido nenhuma resenha sobre ele. Mas agora mudei de ideia e foi pra minha lista de compras. É um caso a se pensar esse dos animais estarem agressivos em relação ao homem, muitos são maltratados e até mortos por humanos, será que um dia vão revidar isso. Não sabia que tinha essa série vou procurar pra assistir.

Responder

rudynalva - 05, setembro 2015 às (01:06)

Clívia!
Lembrei um pouco do Planeta dos macacos…
Corremos mesmo o risco dos bichos se revoltarem contra nós e fazerem um ataque, estão perdendo seu habitat natural diante da natureza e quem garante que os bichos são ‘irracionais’ e não entendem o que acontece com eles?
Quero demais poder ler.
“Torna-te aquilo que és.”(Friedrich Nietzsche)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

Responder

Ycaro Brito - 05, setembro 2015 às (19:59)

Oi, Clivia. Bom, eu não dei nada ao livro quando vi sua capa, meses atrás. Porém, prestando atenção nesta resenha pude perceber coisas que não havia notado: uma espécie de chono que transborda no animal da capa do livro, a estória envolvente e avassaladora de animais literalmente selvagens e a reflexão sobre o real e a fantasia. Bom, pude perceber bastante coisa do livro com a resenha ao ponto de me interessar pela leitura.

Responder

Suzzy Chiu - 05, setembro 2015 às (20:48)

Gosto mto dos livros do James Patterson, acho que nos prendem a leitura como ninguem.
Quando vi o lançamento de Zoo, me animei mto a ler e como vc tb amoo animais e tenho 2 cachorrinhas.
Acho que se fosse verdade tb nao faria nada contra as meninas, sairia correndo e ia chorar mtooooooo, pq elas sao a minha paixao, nao tem um dia que nao aperte elas, hehe.
Nao sabia da série e animei demais a conhecer, vc tem razao da um aperto no peito ne?1 Acho que no final o ser humano é o pior mesmo, a gente caça por diversão!!
Eu ja tentei ser vegetariana, queria mto parar com esse habito por amor aos animais.
Gostei mto do post, deu uma ideia de como é o livro e claroooo que continuo desejando mto ler.
Bjus Aione.

Responder

Priscila Gonçalves - 06, setembro 2015 às (14:45)

Eu amo livros com essa pegada de mistério, meio policial, é inclusive, um dos meus gêneros favoritos, desse autor ainda não li nenhum, mas só por falta de oportunidade mesmo, amei a estória desse livro e de como o fato dos animais serem os “personagens principais” do livro.

Responder

Theresa Cavalcanti - 07, setembro 2015 às (13:27)

Caramba, deve ser foda.

Responder

Bianca Freire - 11, setembro 2015 às (19:57)

Gente, mas que tema interessante!
Eu gosto muito de ver os documentários sobre animais, sempre tem algo de novo para sabermos.
Fiquei muito ansiosa para ler o livro, mas não acho que conseguiria ver a série

Responder

Taísa Quemel - 16, setembro 2015 às (19:23)

Quando vi a capa do livro confesso que não me interessei nem um pouquinho, mas depois de ler sua resenha fiquei muito interessada. É uma história bem diferente de tudo que já li e fiquei bem curiosa para saber como ela se desenrola. Com certeza eu iria ficar me questionando como seria se isso realmente ocorresse rs

Responder

Cristiane Oliveira - 22, setembro 2015 às (16:14)

Oi Clivia! Adorei a resenha. Não tinha me atentado a este lançamento, mas fiquei super curiosa. Assunto muito interessante, já quero ler o livro e assistir à série! Eu procurei na Netflix, mas não tem a série aqui no Brasil ainda, vou tentar procurar. Obrigada pela dica!
Beijos

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por