[Resenha] Cinco dias - Julie Lawson Timmer | Minha Vida Literária
09

set
2015

[Resenha] Cinco dias – Julie Lawson Timmer

Five Days Left.indd

Título: Cinco dias
Autor: Julie Lawson Timmer
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 368
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ CulturaExtra ♦ Livraria da Folha ♦ Travessa

Até que ponto você estaria disposto a se sacrificar por amor?

Mara Nichols é uma advogada bem-sucedida, esposa e mãe dedicada. Ela está doente. Uma doença devastadora. Ela precisa colocar um fim ao sofrimento dos últimos tempos.

Scott Coffman é um professor do ensino fundamental que precisa cuidar de um garoto de oito anos enquanto a mãe do menino cumpre pena na prisão.

Mara e Scott têm apenas cinco dias para dizer adeus àqueles que amam. Essa talvez seja a maior prova de amor que poderiam dar a essas pessoas.

cinco-dias-minha-vida-literaria1

Se eu tivesse julgado Cinco dias pela capa, provavelmente não teria me interessado pela leitura. Entretanto, minha curiosidade pela obra foi instantaneamente atiçada no momento  em que li sua sinopse.

Em terceira pessoa, a narrativa intercala os pontos de vista de Mara e Scott, cujas vidas são entrelaçadas de uma única forma: um fórum anônimo sobre arranjos familiares nada convencionais, no qual ambos são membros e amigos, ainda que apenas virtualmente. Mesmo que a narrativa não se dê em primeira pessoa, ela se faz extremamente próxima dos personagens, de forma a aproximar suas emoções e pensamentos do leitor e, consequentemente, fornecer uma visão parcial das situações e demais personagens, já que essa é dependente dos protagonistas.

 

“Mara disse às outras mulheres que não sabia ao certo por que estava tão chocada. Ela sabia havia algum tempo, intelectualmente, que só poderia existir uma razão para aqueles sintomas. Já sabia, é lógico, que esse seria o resultado. Gina fez que sim com a cabeça e Neerja deu uma risadinha de compaixão, enquanto Steph serviu a todas mais um drinque e disse:
– Acho que o intelecto e a lógica não sabem merda nenhuma de como é ser diagnosticado com uma doença incurável.
 

página 88

 

Não demorei a me envolver com a trama; além de sua premissa ser interessante, sua característica emocional presente desde o início foi capaz de me tragar para as páginas, despertando diversos sentimentos e reflexões em mim. Ainda, não temos apenas a história desenvolvida ao longo dos cinco dias que compõem o enredo, mas também todos os fatos pregressos que culminaram nesse ponto. Por conta disso, há toda uma bagagem de conflitos que transpassa a temática central da despedida, muito vinculada aos relacionamentos familiares e, acima de tudo, ao amor.

cinco-dias-minha-vida-literaria3

Embora a parte da trama pertencente a Scott seja interessante e envolvente, foi principalmente a de Mara a responsável por me cativar e me emocionar, devido a sua situação. A personagem convive em meio a uma decisão impossível de se pensar, e a maneira de como a autora trabalhou a questão foi capaz de expor todas as dificuldades, todos os sentimentos conflitantes envolvidos, demonstrando o quanto essa escolha – da mesma forma que muitas outras com que nos deparamos em nossas vidas – se distancia de um certo ou errado. Pelo contrário, Julie Lawson Timmer demonstra que uma situação como essa acaba por resultar em uma decisão que será preferível a cada um de acordo com suas próprias vivências e personalidades, permitindo ao leitor, assim, compreender Mara ao invés de julgá-la, mesmo se discordar de sua forma de pensar.

 

“Lembrou-se de que o lance com o suicídio é que o preço, pelo menos para quem vai se suicidar, tem que ser pago adiantado. Não haveria um ‘depois’ durante o qual ela pudesse parcelar seu sentimento de perda. Pensar em Tom com outra mulher, a dor de tudo o que perderia na vida de Laks, tudo se acumularia nesses últimos quatro dias.

página 121

 

Iniciei a leitura interessada pelo enredo. Aos poucos, me encantei por cada personagem apresentado – e vale dizer que a concentração de figuras apaixonantes foi grande –  e sofri com as dificuldades descritas. Fiz uma leitura frenética e envolvente, completamente absorta e interessada em acompanhar cada desenrolar, sem saber exatamente o que eu desejava, de fato, encontrar no desfecho de Mara e torcendo por Scott. No fim, terminei a leitura aos prantos, completamente tocada pela trama criada por Timmer, feliz e triste ao mesmo tempo, com o coração, tanto sensibilizado quanto destruído. Aos que procuram uma leitura emocionante, com uma questão polêmica por conta de seu nível de dificuldade de resolução, Cinco dias é completamente recomendado, tendo entrado para minha lista de livros favoritos.

cinco-dias-minha-vida-literaria2





Deixe o seu comentário

9 Respostas para "[Resenha] Cinco dias – Julie Lawson Timmer"

Diane Ramos - 09, setembro 2015 às (11:38)

Olá …

Tenho que confessar que não fiquei interessada na leitura justamente pela capa sem graça …
Mas , após ler sua resenha fiquei bastante interessada , principalmente , pela recomendação no final .
Beijos

http://coisasdediane.blogspot.com.br/

Responder

Aciclea Vieira - 09, setembro 2015 às (12:03)

Aione,quero muito ler esse livro ,que possui com certeza uma intensa carga emocional,gosto muito de histórias que nos fazem ter diversos sentimentos e reflexões,amo temáticas relacionadas aos relacionamentos familiares e ao amor e quando se trata de uma polêmica em que o tempo de vida está relacionado,muito melhor.Beijos!!!!

Responder

Leticia - 09, setembro 2015 às (12:06)

Ah, que lindo parece ser este livro. Fiquei curiosa quando coce disse que estava gostando, e ainda mais depois da resenha. Nunca se deve julgar um livro pela capa rs
Adorei a trama descrita também, e fiquei com vontade de ler. Parece ser bem a minha cara, e adorei saber que você achou tão envolvente assim. Costumo gostar das leituras que me deixam aos prantos, acho que sem dúvidas, eu ia gostar desse livro. Linda resenha!

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

Theresa Cavalcanti - 09, setembro 2015 às (17:14)

Amo livros assim! Louca para ler. <3

Responder

Suzzy Chiu - 10, setembro 2015 às (11:54)

Vc falou tudo, julgando pela capa tb nao leria o livro, mas depois da resenha, acho que daria uma tentativa.
Gostei de saber que apesar da narrativa, ainda consegue nos aproximar dos personagens, gosto qdo a escrita nos fazem ficar intimos.
Fiquei curiosa agora com o livro, ainda mais sabendo que entrou para sua lista de favotitos!
Acho que temos um gosto parecido para a leitura, pelo que percebi nas outras resenhas.
Bjus

Responder

Maria Alves - 10, setembro 2015 às (22:12)

Parece ser uma historia bem comovente e triste, ter apenas cinco dias para se despedir de todos que se ama não é fácil. Há situações que podem fazer toda a diferença em nossas vidas. Acho que nos ajuda a refletir sobre nossos sentimentos. Gostei do livro, a capa não diz muito sobre ele.

Responder

rudynalva - 12, setembro 2015 às (00:39)

Aione!
Será uma das minhas próximas leituras.
Gostei muito de toda trama e drama e espero me envolver e emocionar também.
A capa realmente é bem fraqunha.
“Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos.”(Antoine de Saint-Exupéry)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

Responder

Cristiane Oliveira - 22, setembro 2015 às (17:17)

Oi Aione. Já fiquei interessada! Este tipo de livro nos emociona e faz pensar, eu gosto bastante de livros dramáticos, mesmo que eu fique me sentindo com o coração destruído rsrs.
Beijos

Responder

Taísa Quemel - 29, setembro 2015 às (20:38)

Só precisei ler a sinopse para ficar interessada, assim como você Aione. E lendo sua resenha já senti um aperto no peito, tendo a certeza que essa história irá me tocar bastante quando eu lê-la. Esse já va entrar para a minha lista de futuras leituras, sem dúvida alguma.

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por