[Resenha] Vá, coloque um vigia - Harper Lee | Minha Vida Literária
30

out
2015

[Resenha] Vá, coloque um vigia – Harper Lee

go-set-a-watchman-va-coloque-um-vigia-harper-lee-minha-vida-literaria

Título: Vá, coloque um vigia
Autor: Harper Lee
Editora: José Olympio
Número de Páginas: 252
Data de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanas ♦ CulturaExtraFnacSaraivaSubmarinoTravessa

Jean Louise Finch, mais conhecida como Scout, a heroína inesquecível de O sol é para todos, está de volta à sua pequena cidade natal, Maycomb, no Alabama, para visitar o pai, Atticus. Vinte anos se passaram. Estamos em meados dos anos 1950, no começo dos debates sobre segregação, e os Estados Unidos estão divididos em torno de questões raciais. Confrontada com a comunidade que a criou, mas da qual estava afastada desde sua mudança para Nova York, Jean Louise passa a ver sua família e amigos sob nova perspectiva e se espanta com inconsistências referentes à ética e a pensamentos nos âmbitos político, social e familiar.Vá, coloque um vigia é o segundo romance de Harper Lee, mas foi escrito antes do mítico O sol é para todos, que recebeu o Prêmio Pulitzer em 1961. Este livro inédito marca o retorno, após 65 anos de silêncio, de uma das maiores escritoras americanas do século XX.

go-set-a-watchman-va-coloque-um-vigia-harper-lee-minha-vida-literaria1

O Sol É Para Todos é um dos grandes clássicos modernos de língua inglesa, sendo considerado pelo Library Journal como o melhor romance do século XX, e um dos melhores livros que já tive a oportunidade de ler. Após quase 60 anos de sua publicação, foi anunciado em 2015 o lançamento de Vá, coloque o vigia, escrito por Harper Lee na década de 50, anteriormente ao seu outro grande sucesso, porém nunca publicado – por desejo da própria autora.

Aqui, encontramos os mesmos personagens de O Sol É Para Todos, contudo 20 anos após os eventos desse. Dessa maneira, Vá, coloque o vigia, em um primeiro momento, pode ser considerado como uma espécie de continuação, inclusive por citar eventos de O Sol É Para Todos. Entretanto, ao avançar da leitura, fica nítido não só que esse não pode ser encarado como uma sequência como também a hipótese de que Vá, coloque o vigia serviu de base para a criação de O Sol É Para Todos, ainda que ambos sejam estruturados de maneiras diferentes.

 

“Se fosse mais perspicaz, se tivesse sido capaz de romper as barreiras de seu mundo insular e altamente seletivo, talvez tivesse descoberto que tivera desde sempre um defeito de visão que passara despercebido a ela e aos mais próximos: era incapaz de distinguir as cores.

página 113

 

Jean Louise, a eterna Scout, agora com 26 anos, retorna a Maycomb para visitar seu pai, Atticus Finch. Durante a viagem, começa a perceber que, talvez, tudo aquilo que aprendeu e sempre acreditou podem não ser verdade, e passa a questionar não apenas suas próprias convicções como também as daqueles que a cercam. E a força da história esteve, para mim, justamente nesse ponto.

go-set-a-watchman-va-coloque-um-vigia-harper-lee-minha-vida-literaria2

Em Vá, coloque o vigia também temos o preconceito como um dos assuntos centrais da obra e é justamente esse o motivador da revolução interna de Scout. Contudo, diferentemente de O Sol É Para Todos, perde destaque para o amadurecimento da protagonista, não tendo, assim, a mesma força que apresenta na outra obra de Harper Lee – um dos motivos que me levaram a crer que a autora repensou Vá, coloque o vigia e, a partir disso, escreveu O Sol É Para Todos. De qualquer maneira, as questões levantadas por Scout são de extrema relevância e tão atuais quanto em O Sol É Para Todos.

 

“Se um homem diz ‘essa é a verdade’ e você acredita, mas depois descobre que é mentira, fica desapontada e toma cuidado para nuna mais ser enganada por ele. Mas quando você se decepciona com um homem que sempre se pautou pela verdade – e em cuja maneira de encarar as coisas você acreditava -, você não fica apenas ressabiada, fica sem nada.” 

página 166

 

Também, é importante destacar os pontos relevantes na afirmação de que Vá, coloque o vigia não pode ser considerado uma sequência da outra obra de Harper Lee. Em primeiro lugar, o grande caso em torno do qual se desenvolve O Sol É Para Todos é citado em Vá, coloque o vigia como um evento passado, contudo com diferenças significantes em como se deu no outro livro, inclusive com relação ao próprio fechamento do caso. Assim, é possível identificar que a autora modificou o rumo dessa história em particular, visto que é muito mais coerente com a mensagem trabalhada a forma em que acontece em O Sol É Para Todos. Em segundo lugar, logo nos primeiros capítulos de Vá, coloque o vigia temos a informação de que Jem, irmão de Scout, faleceu há alguns anos, mas sem grandes aprofundamentos sobre o fato, apenas alguns poucos detalhes. É verdade que o personagem volta a aparecer conforme Scout relembra acontecimentos de sua infância e adolescência em Maycomb, porém, sem mais ênfases para um personagem que foi tão importante em O Sol É Para Todos. Se Vá, coloque o vigia fosse, de fato, uma continuação, esse ponto teria que ser abordado de outra maneira, considerando-se que os leitores teriam se apegado a Jem no primeiro livro. Por fim, o próprio Atticus Finch, célebre personagem em O Sol É Para Todos, não tem o mesmo carisma em Vá, coloque o vigia, além de uma personalidade sutilmente diferente da apresentada no outro livro. É claro que parte dessa diferença pode ser considerada pela forma em que Scout vê o próprio pai nos dois livros; a partir do momento em que ela o enxerga de um jeito diferente, uma vez que Finch é, de certa forma, “humanizado” em Vá, coloque o vigia, assim o verá também o leitor, já que os fatos são narrados pela visão de Scout – em primeira pessoa em O Sol É Para Todos e em terceira, em Vá, coloque o vigia. Entretanto, para mim, as diferenças vão além disso, como se a autora tivesse repensado o personagem e suas características ao escrever O Sol É Para Todos. Atticus Finch é, indiscutivelmente, admirável e inesquecível no grande clássico; em Vá, coloque o vigia, apenas alguém de certa notoriedade. Em minha experiência pessoal, acabei decepcionada com o personagem, considerando-se o quanto ele me conquistou no outro livro – algo, infelizmente, negativo em minha leitura.

Seria mentira dizer que Vá, coloque o vigia consegue atingir a qualidade e a grandiosidade de O Sol É Para Todos, visto que esse consegue ser muito mais profundo, emocionante e melhor desenvolvido. Entretanto, seria injusto não dar àquele seu devido valor; a revolução vivida por Scout é, no mínimo, extremamente sensível, trazendo ao leitor reflexões de inegável relevância, além de um novo ritmo à própria leitura, um tanto quanto lenta para mim até cerca de metade da trama. Sendo assim, considero Vá, coloque o vigia como um significativo complemento à obra de Harper Lee, que demonstrou nesse livro todo seu potencial que viria a ser elevado ao máximo na escrita de O Sol É Para Todos.  

go-set-a-watchman-va-coloque-um-vigia-harper-lee-minha-vida-literaria3





Deixe o seu comentário

8 Respostas para "[Resenha] Vá, coloque um vigia – Harper Lee"

Aciclea Vieira - 30, outubro 2015 às (12:18)

Aione,ainda não li O Sol é para todos ,quero muito ler e também essa outra obra da autora,que apresenta a personagem 20 anos após os eventos de O Sol é para todos.Legal a personagem fazer questionamento de suas convicções e também as daqueles que a cercam.Pena o personagem que foi tão importante em O Sol é para Todos,não mais ter enfase.O pai de Scout é visto por ela de forma diferente ,o que achei uma pena.Realmente pelo que você diz a autora deve ter repensado sobre o personagem.Realmente achei chato esse aspecto.Mil beijinhos!!!!

Responder

Diane Ramos - 30, outubro 2015 às (14:42)

Oi …
Ainda não li O SOL É PARA TODOS , mas , quero ler o mais breve possível , ainda mais com o lançamento desse livro resenhado .
Ele é meio que uma continuação , né ?

Responder

Daiele - 31, outubro 2015 às (08:12)

Olá.
Fiquei um pouco confusa agora. Se não é uma continuação, então o que é?! Li a resenha por partes, porque fiquei com medo de pegar spoilers já que ainda não tive a oportunidade de ler O sol é para todos. é possivel ler vá, coloque um vigia, antes de o sol é para todos?
Realmente fiquei um pouco perdida..

Beijos

Responder

Maria Alves - 31, outubro 2015 às (16:26)

Ainda não tive oportunidade de ler o sol é para todos, embora seja muito elogiado. Ih viver achando que tudo é verdade e depois descobrir que pode não ser é complicado e uma decepção muito grande, coitada da protagonista. Gosto quando os personagens amadurecem no decorrer da historia. Ah adorei o seu aparador de livros roxinho com passarinho (não lembro se ´esse o nome kkk).

Responder

Fernanda Carla Barbosa 06 nov 2015

Oi, não, para você entender o livro tem que ler o sol é para todos, o livro é excelente!

Responder

Fernanda Carla Barbosa 06 nov 2015

Desculpe essa resposta é para Daiele.

Responder

Leticia Golz - 31, outubro 2015 às (20:08)

Oi, Aione. Fiquei sabendo dessa história toda da publicação só depois desse lançamento este ano e fiquei bem interessada em ler. Você não foi a única a dizer que O sol é para todos realmente é um livro melhor. Acho que estou mais curiosa para ler este outro do que Vá, coloque uma vigia. Talvez se você tivesse lido esse primeiro, poderia ter gostado mais. Adorei seu ponto de vista.

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

Maria Faria - 13, março 2016 às (23:40)

Concordo quando diz que as obras não podem ser continuações, o enredo e os desfechos são diferentes. Achei as duas obras maravilhosas, cada uma com suas particularidades e por incrível que pareça Atticus não me decepcionou, acho que consegui enxergar o personagem em cada momento de cada livro. Para mim O sol é para todos pode ser um texto reescrito a partir de Vá, coloque um vigia. 😉

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil