[Resenha] No Escuro - Elizabeth Haynes | Minha Vida Literária
03

nov
2015

[Resenha] No Escuro – Elizabeth Haynes

no-escuro-elizabeth-haynes-minha-vida-literaria

Título: No Escuro
Autor: Elizabeth Haynes
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 334
Data de Publicação: 2013
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: AmazonLivraria da Folha ♦ Travessa

Catherine aproveitou a vida de solteira por tempo suficiente para reconhecer um excelente partido quando o encontra: lindo, carismático, espontâneo… Lee parece bom demais para ser verdade. Suas amigas concordam plenamente e, uma por uma, todas se deixam conquistar por ele.

Com o tempo, porém, o homem louro de olhos azuis, que parece o sonho de qualquer mulher, revela-se extremamente controlador e faz com que Catherine se sinta isolada. Amedrontada pelo jeito cada vez mais estranho de Lee, Catherine tenta terminar o relacionamento, mas, ao pedir ajuda aos amigos, descobre que ninguém acredita nela. Sentindo-se no escuro, ela planeja meticulosamente como escapar dele.

Quatro anos mais tarde, Lee está na prisão e Catherine, agora Cathy, tenta reconstruir a vida em outra cidade. Apesar de seu corpo estar curado, ela tornou-se uma pessoa bastante diferente. Obsessivo-compulsiva, vive com medo e insegura. Seu novo vizinho, Stuart Richardson, a incentiva a enfrentar seus temores. Com sua ajuda, Cathy começar a acreditar que ainda exista a chance de uma vida normal. Até que um telefonema inesperado muda tudo.

Ousado e poderoso, convincente ao extremo em seu retrato da obsessão, No escuro é um thriller arrebatador.

No Escuro chamou minha atenção desde seu lançamento, em 2013, tanto por sua sinopse intrigante quanto por suas recomendações mais do que positivas. Agora, ao finalmente ter tido a oportunidade de lê-lo, pude constatar todo seu renome.

no-escuro-minha-vida-literaria2

O livro traz a história de Catherine em dois diferentes momentos de sua vida: o atual, em 2008, e o passado, em 2003, ano no qual os acontecimentos por ela vividos desencadearam sua vida presente. Em capítulos intercalados entre passado e presente, sempre em primeira pessoa, acompanhamos duas Catherines praticamente opostas. A atual sofre de TOC e síndrome do pânico, amedrontada por conta do relacionamento abusivo que viveu e da agressão por ela sofrida em decorrência de tal relacionamento. A Catherine de 2003, por sua vez, é desinibida e feliz, aproveitando sua vida de solteira, e temos, aos poucos, as modificações passadas por ela ao conhecer Lee – aquele que viria a ser seu agressor.

Como logo no início da trama temos a transcrição do julgamento de Lee, ocorrido em 2005, sabemos que Catherine foi agredida por ele. Porém, o que Elizabeth Hayes faz é nos mostrar a forma de como isso acaba por acontecer, permitindo que o leitor, acima de tudo, compreenda a posição da protagonista – algo extremamente importante principalmente com relação a essa temática. Assim, Catherine representa milhares de outras mulheres que, infelizmente, se encontram ou já se encontraram em situações semelhantes, e muitas vezes julgadas por se “permitirem” viver dessa maneira. O que a autora faz é justamente quebrar essa visão, demonstrando o quão complicada é a questão da violência contra a mulher e dos relacionamentos abusivos. E a narrativa atual da protagonista não é menos angustiante. Encarar todas as dificuldade que ela ainda enfrenta e conhecer os traumas deixados por seu passado é, no mínimo, aterrorizante.

no-escuro-minha-vida-literaria

Conforme os acontecimentos atuais se desenvolvem, vamos nos perguntando o quanto eles são reais e o quanto são frutos dos medos de Catherine, comprovando, assim, a força desse thriller psicológico, que cumpre muitíssmo bem seu papel no gênero. Embora, de certa forma, alguns desenrolares tenham sido previsíveis, achei o desenvolvimento da trama como um todo bastante satisfatório, além de ter me envolvido muito com a leitura e ter me sentido compelida a avançar nela.

De modo geral, a leitura de No Escuro foi válida não só por sua qualidade como thriller psicológico, mas principalmente pelo assunto nele abordado. Uma leitura, mais do que viciante, extremamente marcante e digna de atenção no contexto da violência contra a mulher.

no-escuro-minha-vida-literaria3





Deixe o seu comentário

21 Respostas para "[Resenha] No Escuro – Elizabeth Haynes"

Leticia Golz - 03, novembro 2015 às (08:51)

Oi, Aione! Também achei que o livro cumpriu muito bem seu papel para o gênero. A autora trabalhou tudo tão bem, que não consegui mais parar de ler. E, acredito que como foi a intenção da autora, ela com certeza quebrou minha visão sobre o assunto, pois não é tão fácil assim abandonar seu parceiro.
Que bom que também gostou da obra, ela é muito boa mesmo! Já estou até procurando outros livros da autora rs

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

Aciclea Vieira - 03, novembro 2015 às (08:57)

Aione,esse thriller é bastante intrigante e a sinopse bastante arrebatadora.Quero muito conhecer a história de Catherine no atual momento 2008 e no passado 2003.A com toc e síndrome do pânico e a alegre , desinibida e feliz.Achei importante e interessante a autora trazer esse tipo de tema em um livro que é a agressão da mulher. Legal você ter gostado,e tê-la colocado como marcante e digna de atenção no contexto da violência contra a mulher.Mil beijinhos!!!!

Responder

Priscila Gonçalves - 03, novembro 2015 às (10:25)

Olá, eu amo livros nessa temática, a maioria dos livros que li envolvendo o psicológico foram livros arrasadores, que realmente me tiraram o chão, e todas as resenhas que li deste livro em questão, me fizeram me interessar muito por ele, mas infelizemente ainda não tive a oportunidade de ler.

Responder

Mari - 03, novembro 2015 às (10:43)

Tenho esse livro, mas fico com medo de ler. Acho o assunto forte e tenho medo de ficar impressionada demais, isso acontece comigo às vezes. Mas ainda assim, tenho curiosidade de saber como a autora aborda o assunto.

Responder

Paloma Monteiro - 03, novembro 2015 às (10:54)

Me interessei por esse livro desde que li a sinopse dele no Skoob, me chamou a tenção ver tantas resenhas falando bem e tantas notas altas, apesar de já ter lido outras resenhas me interessei mais ainda ao ler o livro pois em nenhuma das outras que li haviam abordando tanto assim o tema da violência da mulher, deve ser um livro muito intrigantes mesmo.

Responder

Maria Luiza - 03, novembro 2015 às (11:52)

Me parece ser um livro incrível mas, infelizmente, com uma temática forte demais para o meu gosto…
Lê-lo deveria ajudar quem fez a redação do ENEM, né? Haha

http://somaisumapaginamae.blogspot.com.br

Responder

Andréa Bistafa - 03, novembro 2015 às (14:15)

Olá!!

As fotos estão lindas, primeiro de tudo!
Eu tenho esse livro faz um tempo já e nunca li!! Tem todos os elementos que gosto, preciso adianta-lo na minha filinha rsrs
Sua resenha ficou muito boa!

Bjus

Responder

Diane Ramos - 03, novembro 2015 às (14:17)

Oi …
Estou de olho nesse livro já faz um tempão . Achei a sinopse bem interessante 🙂
Quero muito ler !
Bjo

Responder

rayane colomes - 03, novembro 2015 às (18:34)

com sua resenha me deu muita vontade de ler o livro….acompanhei mtas outras dele mas nenhuma despertou meu interesse… achei bacana retratarem alguem com toc, pois tambem tenho e sei o quao complicado isso é… tbem achei pioneiro o tema de violencia pois desconheço algum que trate de violencia contra a mulher e a dificuldade de abandonar o parceiro…

Responder

rudynalva - 04, novembro 2015 às (00:43)

Aione!
Abuso sexual é tema forte e que bom que a autora mostra a consequência psicológica que acontece nesses casos.
Gosto do artifício de passado e presente.
Deve ser um livro muito bom.
“Jamais se desespere em meio as sombrias aflições de sua vida, pois das nuvens mais negras cai água límpida e fecunda.”(Provérbio Chinês)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

Responder

Luis Carlos - 04, novembro 2015 às (16:40)

Primeiramente, o livro me atraiu por conta da sua capa, por ter esse aspecto misterioso. Ao ler sua resenha, minha atração por ele só aumentou! Vendo que ele é um thriller psicológico, um dos estilos de livros que eu mais gosto, eu fiquei com muita vontade de lê-lo. Além disso, o fato de que a protagonista tem TOC e Síndrome de Pânico me agradou bastante, pois fazem com que nós, leitores, podemos compreender melhor sobre essas doenças. Adorei a resenha!

Responder

Sara - 04, novembro 2015 às (16:45)

Pobre Catherine :/ ficou doente por conta da violência contra a mulher! Nunca tinha ouvido falar no livro, mas agora fiquei um tanto quanto interessada! :O PRECISO. gosto muito de thrillers psicológicos… e esse deve ser chocante! ):

Responder

kethellen Valentim - 04, novembro 2015 às (17:29)

Oi Aione!! TB ?
E muito bom falarmos desse assunto e muito importante milhares de outras mulheres estao nas mesmas situações , essa questao é complicada violência contra a mulher e dos relacionamentos abusivos. Encarar todas as dificuldades deixados por seu passado é muito dificil , concordo com vc aterrorizante. as aparencias enganam muita gente como o homem louro de olhos azuis, , revela-se controlador e muito dificil escapar .Estou muito anciosa para ler e quero muito descobrir que telefone inesperado muda td tchau !!bjs

Responder

Maria Alves - 04, novembro 2015 às (18:57)

Adoro thriller psicológicos ,meche muito com a gente. Esse também parece ser assim e aborda um tema muito comentado e delicado que é a agressão contra a mulher que acontece muito no dia a dia das pessoas. Esse Lee é um safado que se fez de bonzinho para ninguém acreditar em Catherine.

Responder

Jéssica Fernanda - 04, novembro 2015 às (22:32)

Lendo a matéria sobre violênicia me bateu curiosidade sobre esse livro, não o conhecia, apesar de ter marcador dele, não imaginei que tratasse de violência! Obrigada pela resenha e indicação.

Responder

Natália Caroline Kiel - 06, novembro 2015 às (14:42)

Olá, Aione.

Este é um livro que me chamou bastante atenção, pelo fato de Catherine ter síndrome do pânico, o que eu também tenho. Mas confesso que livros nessa temática, me dão um pouco de medo de ler(imaginação pra lá de fértil rsrs).

Vou me arriscar a ler este livro. 🙂

Responder

Luisa Fernandes - 07, novembro 2015 às (10:54)

Confesso que apesar de terem ouvido falaram sobre esse livro, ele não me chama a atenção nem pela capa e nem pela sinopse. Infelizmente não é um estilo que eu curta ler, mas quem sabe um dia?

Responder

Karol Nascimento - 08, novembro 2015 às (12:27)

parece um livro…… angustiante,nao sei….. foi isso que ele me passou….essas doencas que sufocam principalmente a sindrome do panico…..Aione linda obg pela dica do livro e beijocas..

Responder

Isabella Paiva - 12, novembro 2015 às (18:04)

Oi Aione 🙂 Eu não sabia que existia esse gênero psicológico, e ultimamente venho escutado muito sobre ele. Eu não conhecia o livro e nem a autora! Mas, mesmo sem saber muito sobre o gênero, nem sobre o modo de escrita da leitora, me interessei muito sobre a história contada no livro! Eu achei bastante interessante e fiquei curiosa porque nunca me interessei por um livro assim. Estou querendo ler e espero conseguir concluir a leitura, e encontrar opiniões boas sobre o livro 😉

Responder

Sara - 24, Janeiro 2017 às (09:54)

Eu estou louca por esse livro há 2 anos!! Alguém poderia me dizer aonde posso comprar? em site nenhum consigo encontrar, pesquisei em vários lugares. Que souber, me mande E-mail por favor!! Obrigada!!!

Responder

Aione Simões 24 jan 2017

@Sara, você encontra ele em eBook, na Amazon (http://amzn.to/2ke1q9s) ou então no Estante Virtual (https://www.estantevirtual.com.br/b/elizabeth-haynes/no-escuro/2611390596). É bastante confiável, fique tranquila 😉
Beijos e boa sorte!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por