[Resenha] A Metamorfose - Franz Kafka | Minha Vida Literária
08

dez
2015

[Resenha] A Metamorfose – Franz Kafka

a-metamorfose-franz-kafka-minha-vida-literariaTítulo: A Metamorfose
Autor: Franz Kafka
Editora: Companhia das Letras
Número de Páginas: 104
Data de Publicação: 1997
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraivaTravessa

“A Metamorfose” é a mais célebre novela de Franz Kafka e uma das mais importantes de toda a história da literatura. Sem a menor cerimônia, o texto coloca o leitor diante de um caixeiro viajante – o famoso Gregor Samsa – transformado em inseto monstruoso. A partir daí, a história é narrada com um realismo inesperado que associa o inverossímil e o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel na condição humana – tudo no estilo transparente e perfeito desse mestre inconfundível da ficção universal.

Há muito tempo tinha curiosidade de fazer a leitura de A metamorfose, célebre novela de Franz Kafka, e uma das mais famosas e importantes da história da literatura.

a-metamorfose-franz-kafka-minha-vida-literaria3

A história se inicia com Gregor Samsa, caixeiro-viajante, acordando metamorfoseado em um gigantesco inseto. A partir de então, toda a narrativa trará os desenrolares desse impacto em sua vida e na vida de sua família, uma vez que ele mora com os pais e a irmã de 17 anos, além de ser o provedor do lar.

 

“Quando certa manhã Gregor Samsa acordou de sonhos intranquilos, encontrou-se em sua cama metamorfoseado num inseto monstruoso.

página 7

 

Sempre em terceira pessoa, com uma perspectiva mais próxima da de Gregor, impera desde os primeiros parágrafos a característica hoje denominada “kafkiana” justamente por ser tão típica da obra e do autor: a narrativa do absurdo em meio à quase total indiferença e normalidade do dia a dia. Não há interesse em compreender o porquê da transformação ter ocorrido, nem há um grande desespero de Gregor por sua situação – ele mais se preocupa com sua família e com suas obrigações profissionais do que consigo próprio. Ainda, ao mesmo tempo em que despontam momentos de humor na escrita de Kafka (muitas vezes pela combinação do inverossímil com o quotidiano), há também o cruel e o trágico, intensificando ainda mais os paradoxos que compõe a obra.

a-metamorfose-franz-kafka-minha-vida-literaria2

Algo que se destacou em minha leitura foi a maneira de como a temática da transformação foi abordada: não simplesmente à metamorfose sofrida por Gregor, ela se refere muito mais à passada por seus familiares, que não só têm a dinâmica familiar alterada como também modificam suas formas de pensar e sentir ao longo da narrativa.

 

“Sem dúvida não eram mais as conversas animadas dos velhos tempos, nas quais Gregor sempre pensava com alguma nostalgia quando, nos pequenos quartos de hotel, tinha de se atirar cansado à cama úmida. Agora as coisas só aconteciam na maioria das vezes com muita quietude.” 

página 60

 

De modo geral, a leitura de A metamorfose, embora rápida e curta, não se faz rasa de conteúdo. A cada página, há um detalhe a ser observado, há um novo incômodo ou encantamento que saltam por entre as palavras. Sem dúvida alguma, uma obra a ser recomendada. 

a-metamorfose-franz-kafka-minha-vida-literaria1





Deixe o seu comentário

19 Respostas para "[Resenha] A Metamorfose – Franz Kafka"

Mariana - 08, dezembro 2015 às (16:12)

Com certeza esse é um clássico da literatura mundial, mas infelizmente foi um livro que não funcionou pra mim. O pior é que não sei nem explicar a razão… não sei se li quando era muito nova e o momento não era o ideal… não sei. Penso um dia, tentar ler novamente. De todas as formas, ótima resenha.

Responder

Maria Alves - 08, dezembro 2015 às (18:23)

Não conhecia esse livro, parece ser interessante apesar do que aconteceu o protagonista não se preocupa com sua condição e sim com o sustento da família, além de ter humor, que é bom dar umas risadas enquanto se lê rs.

Responder

Luisa Fernandes - 08, dezembro 2015 às (19:52)

Até antes dessa resenha não conhecia o livro ou o autor.
Fui ler a resenha para saber mais a respeito mas acho que não é o tipo de livro que me conquistaria.
Não tive o interesse sendo despertado.

Responder

Fernanda Martins - 08, dezembro 2015 às (19:53)

Oi Aione, eu nunca tinha ouvido falar desse autor e nem desse livro lendo a sinopse e a resenha tenho que confessar que o livro não me chamou a atenção não é o tipo de gênero literário que eu leio bjs.

Responder

Larissa Dutra - 09, dezembro 2015 às (13:09)

Não conhecia este livro ainda. Apesar da sua resenha ter ficado boa, acho que este livro não faz muito o meu “tipo”, hehe. Beijos!

Responder

Larissa Dutra - 09, dezembro 2015 às (13:10)

Não conhecia este livro ainda. Apesar da sua resenha ter ficado boa, acho que este livro não faz muito o meu “tipo”, hehe. Beijos!

Duas Livreiras

Responder

Juliana Mattos - 09, dezembro 2015 às (14:33)

Sempre tive vontade de ler esse livro e não o fiz até hoje. Me sinto até mal pelo tamanho dele, tão curtinho e eu enrolando hahaha! Mas como tu disse, não é uma leitura rasa, acho melhor esperar pelo momento certo, do que pegar logo só porque tem poucas páginas! ;*

Responder

Leticia Golz - 10, dezembro 2015 às (13:31)

Oi, Aione
Sempre quis ler também, mas ainda não tive oportunidade. Esse é um dos clássicos que ainda não li e tenho muita curiosidade. Queria entender como foi colocado o humor na obra, apesar de parecer mesmo tão trágico.
Gostei do seu ponto de vista!

Responder

Larissa Oliveira - 10, dezembro 2015 às (13:57)

Olá, Aione! Já coloquei como meta pro ano que vem tentar ler mais clássicos, e quero muito poder fazer a leitura de A metamorfose. É um livro tão aclamado e tenho muita curiosidade em ler algo do autor. Gostei muito do que você mencionou na resenha, uma leitura rápida mas cheia de conteúdo.

Responder

Lara Cardoso - 10, dezembro 2015 às (21:48)

Muito interessante. Mais um livro que quero ler. Parece do tipo realmente inquietante. Descobri que tem um filme russo. Lerei e depois verei o filme.

Responder

Lindsay Leão - 12, dezembro 2015 às (00:34)

Oi Aione,
Sempre quis ler algo de Franz Kafka, e esse livro em especial estava com preço super barato
na black friday (se não me engano). Mesmo assim, vou procurar e ver se encontro algum exemplar com valor mais em conta, até porque nunca é demais conhecer as obras de um escritor tão influente.
Beijos

Responder

rudynalva - 14, dezembro 2015 às (02:23)

Aione!
A leitura de Metamorfose a meu ver, é algo mais filosófico em relação as próprias mudanças que ocorrem com o dia a dia mesmo e nem percebemos.
Ele nos alerta para nossas próprias mudanças interiores.
“Somente quando encontramos o amor, é que descobrimos o que nos faltava na vida.” (John Ruskin)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
Participem do nosso Top Comentarista de Dezembro, serão 6 livros e 3 ganhadores!

Responder

Rhoana Lersch - 23, dezembro 2015 às (14:06)

Oi Aione!!
Tenho esse livro há algum tempo, li ele e confesso que não gostei, apesar de gostar das questões que a história retrata, ele não me cativou muito, mas vou tentar ler de novo!!

Responder

SUZZY CHIU - 27, dezembro 2015 às (22:51)

Nunca ouvi falar do livro A metamorfose, e aqui é primeiro blog que eu leio uma resenha do mesmo.
Não é muito o meu gosto literário esse tipo de livro, que parece ter uma escrita mais rebuscada que descreve muito o conteúdo e até de forma poética.
Bom, não devo ler não.
Beijos.

♥ Blog Livros e Sushi ♥
https://livrosesushi.wordpress.com/

Responder

Patricia Moreira - 28, dezembro 2015 às (01:17)

Pretendia ler esse livro esse ano, mas acabei esquecendo e só lembrei agora com a sua resenha.
Só a sinopse já é um absurdo! Imagina se transformar num inseto da noite pro dia?! Como você reagiria e as pessoas ao seu redor?
Deve existir um motivo pra esse livro ser considerado clássico então de 2016 não passa!

Responder

suzana cariri - 28, dezembro 2015 às (15:09)

Oi!
Sempre tive vontade de ler esse clássico do Franz Kafka de tanto ouvi falar e de referencias a esse livro, mas essa é a primeira resenha que leio dele e adorei o livro ele apresenta um modo ironicamente nova para mim de lidar com o absurdo !!

Responder

Liliane Furtado - 30, dezembro 2015 às (14:37)

Eu penso que a leitura dos livros do Kafka são sempre complexas e densas e esse clássico incrível é a prova disso.
Já li um livro dele com cartas suas para o pai e super recomendo,amei a resenha muito bem feita.
Bjs

Responder

Patrini Viero - 31, dezembro 2015 às (14:56)

Para mim, o mais encantador nessa obra é a quantidade de reflexões que ela permite se comparado à sua pouca extensão. Como tu mesma disse, em nenhum momento o livro é raso de conteúdo, muito pelo contrário, e esses paradoxos que existem só nos fazem pensar em nossas próprias discrepâncias. As metáforas utilizadas pelo autor também são elementos interessantes e indispensáveis na compreensão da história como um todo.

Responder

Eduardo Nunes Raposo - 06, janeiro 2016 às (12:11)

Além de A Metamorfose (1912), sugiro a leitura de O Processo (1925) e Um Artista da Fome (1922). São livros obrigatórios para quem quer conhecer a literatura de Franz Kafka.

Neste mesmo universo de personagens e situações, recomendo também a leitura de O Estrangeiro (1942), de Albert Camus. Leiam o parágrafo inicial: “Hoje mamãe morreu. Ou talvez ontem, não sei. Recebi um telegrama do asilo: “Mãe morta. Enterro amanhã. Sinceros sentimentos.” Isso não quer dizer nada. Talvez tenha sido ontem.” Incrível, não?

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por