[Resenha] Fazendo Meu Filme 2: Fani na Terra da Rainha - Paula Pimenta | Minha Vida Literária
21

jan
2016

[Resenha] Fazendo Meu Filme 2: Fani na Terra da Rainha – Paula Pimenta

fani-na-terra-da-rainha-fazendo-meu-filme-2-paula-pimenta-minha-vida-literaria

Título: Fazendo Meu Filme 2: Fani na Terra da Rainha
Autor: Paula Pimenta
Editora: Gutenberg
Número de Páginas:  328
Ano de Publicação: 2009
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonExtraFnacSaraivaTravessa

Depois de conquistar milhares de leitores e leitoras, a nossa doce e querida Fani volta ainda mais divertida e encantadora. O segundo volume do livro Fazendo meu filme apresenta as aventuras de Estefânia Castelino Belluz na terra da rainha. Sim, na Inglaterra! Longe do grande amor, ela passa por momentos de alegria, dor, saudade, tristeza e, mais do que isso, pode conhecer melhor a si mesma. Sem deixar de lado suas amigas inseparáveis e sua família, ela consegue, no outro continente, viver momentos cheios de suspense, revelações, aventuras, descobertas e emoções fortíssimas! Feliz, triste, preocupada, ansiosa, temerosa, otimista, insegura, cheia de si, apaixonada, desiludida, seja como estiver, Fani mostra a cada página deste livro que não é mais aquela menina tão frágil que muitas vezes se escondia por trás de sua timidez.
Mais do que a história de uma adolescente que se encoraja a fazer intercâmbio e morar fora por um ano, este livro fala de um grande e delicado amor. Em meio a uma avalanche de sentimentos e acontecimentos surpreendentes, ela consegue viver intensamente na Inglaterra, conhecendo pessoas que conquistam seu coração e sua amizade para toda a vida. Porém, o melhor filme de sua vida ainda está para ser contado, ou melhor, vivido.

fani-na-terra-da-rainha-fazendo-meu-filme-2-paula-pimenta-minha-vida-literaria1

Acredito ser quase impossível não se apaixonar pela história de Fani e pela série Fazendo Meu Filme ao se iniciar sua leitura. Se Paula Pimenta já havia me conquistado com A Estreia de Fani, em Fani Na Terra da Rainha ela reafirmou meu apreço pela história que a tornou best-seller brasileira.

Nesse segundo volume, Fani está indo cumprir seu intercâmbio na Inglaterra, onde ficará por cerca de um ano. Não apenas lidar com a saudade e as mudanças próprias da situação, ela precisará enfrentar momentos de dúvidas e escolhas, capazes de fazê-la crescer e se conhecer como nunca.

 

“Aquela voz fez com que eu sentisse exatamente o que não queria. Saudade. E saudade, eu descobri, não tem nada de romântico, como os poetas costumam descrever. Saudade é ruim, dói, sufoca, faz com que nada tenha graça e que a gente fique pensando na pessoa que a provocou o tempo todo.”

página 60

 

A escrita de Paula Pimenta é daquelas que até parece mágica, pela forma de como consegue envolver, entreter e agradar. Não são necessárias muitas palavras para que estejamos completamente imersos na trama e, pouco a pouco, estamos compartilhando das emoções de Fani e, no meu caso, revivendo muitas de suas angústias.

fani-na-terra-da-rainha-fazendo-meu-filme-2-paula-pimenta-minha-vida-literaria2

Embora eu jamais tenha feito um intercâmbio e vivenciado toda a intensidade dessa fase da vida da protagonista, ainda assim pude me identificar com ela por conta da avalanche emocional proporcionada por esse período da adolescência. Todas as angústias, receios e alegrias que Fani encara também estiveram presentes em mim, quando tive sua idade, e certamente fizeram parte e continuam a fazer de boa parte das experiências das garotas com essa idade. Assim, ao mesmo tempo em que foi divertido ver todo o drama com que Fani e suas amigas encaram alguns momentos (da mesma forma que eu minhas amigas fizemos um dia, e hoje rimos deles), pude também compreendê-la e torcer por ela, sentindo por suas dificuldades e me alegrando com suas conquistas. O processo de aprendizagem de Fani, aliás, é delicioso de se acompanhar, além de bastante satisfatório na trama em si.

 

“Eu me sinto diferente. Deixei de querer me esconder atrás da minha mãe a cada vez que uma situação exige que eu tome uma decisão, aprendi a entender melhor os meus sentimentos e agora eu sei que o medo nunca deve nos impedir de tentar o que quer que seja. A coragem sempre é recompensada. E quanto maior é a ousadia, melhor é a realização.”

página 319

 

Ainda que o livro tenha seus momentos previsíveis, isso não faz dele menos gostoso de ser lido, e uma leitura mais do que recomendada aos que procuram um bom entretenimento e diversão. Fani Na Terra da Rainha foi a companhia perfeita para mim quando busquei uma leitura mais leve, e não apenas fiquei morrendo de vontade de viajar pela Inglaterra, como também quis, enormemente, viajar de novo pelas páginas dessa história.

fani-na-terra-da-rainha-fazendo-meu-filme-2-paula-pimenta-minha-vida-literaria3

 





Deixe o seu comentário

18 Respostas para "[Resenha] Fazendo Meu Filme 2: Fani na Terra da Rainha – Paula Pimenta"

Aciclea Vieira - 21, Janeiro 2016 às (12:01)

Aione,li já essa série e é puro amor para mim.A história de Fani e Léo (casal mais que fofo) nesse volume ficam separados devido ao intercâmbio da Fani na Inglaterra,acontecem muitas coisas na vida da Fani,saudades,novas amizades…e surpresas,enfim é um livro previsível em algumas partes ,mas delicioso e leve de se ler.Gostei desse em especial,pois se passa na Terra da Rainha!Mil beijinhos!!!

Responder

Dan Igor - 21, Janeiro 2016 às (12:25)

Quero muito ler os livros da Paula Pimenta, só ouço falar bem de todos! A leitura parece mesmo muito leve e divertida, sua resenha me deixou ainda mais ansioso para ler, já por se tratar de um livro que também fala sobre viagens e Inglaterra ♥ Abraços!
bookdan.blogspot.com

Responder

Larissa Oliveira - 21, Janeiro 2016 às (17:33)

Olá, Aione! O livro realmente parece ser bem gostoso de ser lido. Possui um enredo leve, divertido que, aliados a uma escrita envolvente e agradável, tornam a leitura ainda mais prazerosa. Fani, pelo visto, é daquele tipo de personagem que a gente fica na torcida durante toda a história e não se cansa até que o livro acabe.
Adorei sua resenha!

Responder

Déborah Duarte - 21, Janeiro 2016 às (17:57)

Cada vez mais fico com ansiedade de começar a ler algo sobre a Paula Pimenta, e um dos primeiros livros que eu gostaria de começar é com essa série que todo mundo fala bem. Sua resenha me fez querer mais ainda ler os livros, espero futuramente ter esta oportunidade. Beiijos

Responder

Lara Cardoso - 21, Janeiro 2016 às (20:59)

Ahhhhhhhhhhhhh como amo essa série, meu Deus haha
Simplesmente maravilhosa.
Que bom que gosta muito também haha
Sua resenha ficou ótima, amei.

Responder

Ana I. J. Mercury - 24, Janeiro 2016 às (11:01)

Aiiiiii sou looooouca para ler Paula Pimenta, principalmente a série da Fani e a Minha vida fora de série, porém, ainda não li nenhuma =/
mas desse ano, não pode passar!!!
O que mais gostei que você falou, é que mesmo tendo momentos previsíveis o livro encanta e diverte! Preciso demais conhecer essa histórias, rsrs
Li da PP só o conto do Livros das Princisas, e amei muito, foi meu conto preferido do livro e fiquei encantada com a escrita e criatividade dela!!!
bjooos

Responder

Amanda Ferreira - 24, Janeiro 2016 às (22:51)

Já vi esse livro pelas redes sociais e ele nunca me chamou atenção. A história não me cativou a ponto de eu ficar com vontade de lê-lo e ultimamente estou fugindo de séries, pretendo terminar as que comecei.

Responder

Leticia Golz - 25, Janeiro 2016 às (09:29)

Oi, Aione!
Eu sempre ouvi falar muito bem da escrita da Paula, mas infelizmente nunca li nenhuma obra dela. Apesar de não ser uma prioridade, eu tenho curiosidade.
Pelas suas descrições, acredito que facilmente me apaixonaria pela história da Fani. Acho que ser previsível é normal, quando bem desenvolvido, não tira o encanto de um livro.
Gostei de ver sua opinião, espero ler um dia.

Responder

Micheli Pegoraro - 25, Janeiro 2016 às (20:04)

Olá Aione,
Ainda não tive a oportunidade de ler um livro da Paula Pimenta, mas tenho curiosidades, pois só ouço falar bem da escrita dela. Essa série parece ser uma leitura bem agradável e apaixonante, apesar de não estar na minha lista de leituras prioritárias, espero ler algum dia.
Beijos

Responder

Cristiane Oliveira - 26, Janeiro 2016 às (11:51)

Oi Aione! Morro de vontade de ler esta história, só ouço elogios e parece ser super fofa e divertida.Eu sou apaixonada pela Inglaterra e já imagino que este livro vai me deixar com mais vontade ainda de conhecer este país rsrs
Beijos

Responder

Jéssica Fernanda - 27, Janeiro 2016 às (22:44)

Aione não consigo me interessar por esses livros, e são seus favoritos né?

Responder

Kayna Barra - 28, Janeiro 2016 às (03:29)

Eu quero muito ler os livros da Paula Pimenta , mas sempre fico adiando porque na hora de compra eu esqueço dos livros que eu quero ler e quando eu compro não tem promoções dela 🙁 mas desde ano não passa porque eu fiz minha lista em todo lugar pra não esquecer kkkkk
Bjss

Responder

Fe Fernanda - 29, Janeiro 2016 às (10:15)

estou lendo o livro 1 e me apaixono pela escrita de paula pimenta

Responder

suzana cariri - 29, Janeiro 2016 às (12:14)

Oi!
Faz um tempo que li esse livro minhas amigas me indicaram ele e foi uma historia que me surpreendeu é leve e cativante, os personagens me conquistam e tenho que termina de ler essa serie !!

Responder

Maria Alves - 30, Janeiro 2016 às (19:51)

Ainda não li nenhum livro da autora, mas já visto essa série, só não tinha lido nenhuma resenha, parece ser muito bom e o interessante é que mostra a insegurança, receios e medos da personagem, assim como todos nós passamos ou vamos passar um dia. Muita coragem dela viajar para um país desconhecido.

Responder

rudynalva - 31, Janeiro 2016 às (00:49)

Aione!
Acredita que não li ainda nenhum dos livros da Paula?
Pois é… mas sei que ela é um fenômeno de vendas, principalmente entre os adolescentes que se identificam com a Fani.
“A parte que ignoramos é muito maior que tudo quanto sabemos.” (Platão)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

Responder

Geórgia - 03, agosto 2016 às (20:32)

Gostaria de saber qual é exatamente o tempo que acontece a história(Passado ou nos dias de hoje)

Responder

Aione Simões 07 ago 2016

@Geórgia, O livro é contemporâneo, Geórgia! 🙂

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por