[Livros Na Telona] Quarto - Emma Donoghue | Minha Vida Literária
01

mar
2016

[Livros Na Telona] Quarto – Emma Donoghue

Livros Na Telona é uma coluna na qual analiso filmes que foram baseados em livros!

o-quarto-de-jack-quarto-emma-donoghue-minha-vida-literaria

Sobre o Livro

quarto-emma-donoghue-minha-vida-literariaTítulo: Quarto
Autor: Emma Donoghue
Editora: Verus
Número de Páginas: 350
Ano de Publicação: 2011
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ Americanas ♦ FnacSaraiva ♦ SubmarinoTravessa

Há muito tinha curiosidade de ler Quarto, principalmente pela positiva indicação que recebi de diversas pessoas que tiveram a oportunidade de lê-lo. Agora, com o lançamento de O Quarto de Jack, filme adaptado da obra de Emma Donoghue, finalmente pude não apenas lê-la quanto, também, assistir ao filme nos cinemas.

Jack é um garoto de cinco anos que mora desde seu nascimento no quarto, um lugar mágico compartilhado por ele e sua Mãe, cujo nome não nos é informado em momento algum da trama. Enquanto o lugar é, para ele, todo seu mundo, para sua mãe é um verdadeiro inferno, já que ela está há sete anos mantida em cativeiro pelo Velho Nick, seu sequestrador e estuprador. Com todo seu amor e criatividade, a jovem mãe faz de tudo para manter o filho tão saudável e feliz quanto possível, ao mesmo tempo em que, diariamente, pensa em formas de finalmente se libertar de sua terrível prisão.

quarto-emma-donoghue-minha-vida-literaria3

Além da premissa ser interessante por si só, o que torna Quarto ainda mais incrível é a sua narrativa. A trama é contada a nós em primeira pessoa por Jack, trazendo consigo todos os elementos típicos da mente e da voz de uma criança de sua idade: encontramos erros gramaticais, pensamentos, no mínimo, inusitados e, acima de tudo, uma sensibilidade e inocência únicos dessa fase da vida. Ao mesmo tempo em que me vi rindo em diversos momentos, me peguei também refletindo sobre diversos aspectos que, talvez, passem despercebidos a quem já deixou de ser criança, além de ter me sentido aflita e emocionada por tantas incríveis situações.

Algo também proporcionado pelo fato da história ser narrada por Jack é sua incapacidade de compreender ou enxergar certos fatos, ou por acreditar em mentiras contadas por sua mãe para protegê-lo ou por não entender a gravidade de muitos momentos, já que desconhece as verdades do mundo.

quarto-emma-donoghue-minha-vida-literaria1

A trama me surpreendeu por trazer, também, aspectos extras do que eu imaginava quando li a premissa. A história vai bastante além do quadro inicial e adorei que a autora tenha a escrito assim, porque, dessa forma, foi possível se aprofundar ainda mais em diversas questões abordadas no enredo, como, por exemplo, de que maneiras a mãe de Jack foi tão profundamente afetada nesses sete anos em cativeiro. Assim, ainda que seja Jack quem conta a história, conseguimos também enxergar e compreender todos os pesos carregados por sua mãe, além das dificuldades enfrentadas por todos aqueles afetados pelo sequestro. Aquilo que o menino não consegue ver salta aos nossos olhos, intensificando ainda mais cada momento.

Quarto, sem dúvida alguma, já é um dos melhores livros lidos por mim esse ano; sua leitura me proporcionou momentos de alegria e tristeza, de angústia e reflexão, sem nunca deixar de ser envolvente e cativante. Seu trunfo está justamente pela ótica em que os fatos são trazidos até nós, e certamente recomendo a obra àqueles que procuram leituras comoventes, sensíveis e fascinantes.

quarto-emma-donoghue-minha-vida-literaria2

 

Sobre o Filme

o-quarto-de-jack-quarto-emma-donoghue-minha-vida-literaria4

O Quarto de Jack é o filme irlandês-canadense adaptado de Quarto. Concorreu a 4 Oscars em 2016 (Diretor, Filme, Atriz, Roteiro Adaptado), tendo vencido na categoria de Melhor Atriz.

o-quarto-de-jack-quarto-emma-donoghue-minha-vida-literaria3

Desde o início fica claro o quanto filme conseguiu manter, dentro do possível, a perspectiva de Jack. É incrível o quanto sua visão do Quarto, inicialmente, seja diferente da do final, além de haver uma leveza por toda trama típica da fase infantil, mesmo nos momentos mais tristes e emocionantes da história.

o-quarto-de-jack-quarto-emma-donoghue-minha-vida-literaria1

Brie Larson fez jus à estatueta ganhada, estando incrível no papel de Mãe, o que contribuiu demais para que o filme seja comovente como é. A atriz traz a carga emocional necessária para o papel, sendo capaz de mudar inteiramente de acordo com as alterações sofridas pelas personagens, permitindo ao espectador compreender as dificuldades por ela enfrentadas. E Jacob Tremblay, que deu vida ao pequeno Jake, também merece destaque por sua brilhante atuação, que lhe rendeu o Critics’ Choice Movie Award como melhor ator juvenil. O garoto consegue transmitir toda inocência de seu personagem e suas resistências e dificuldades encontradas nas situações que precisa enfrentar.

o-quarto-de-jack-quarto-emma-donoghue-minha-vida-literaria2

Muitas das falas originais estão presentes na adaptação, que inclusive é quase 100% fiel em toda primeira metade do filme. Após a segunda metade, algumas alterações foram realizadas, como de costume ao se mudar a mídia pela qual uma história é narrada, mas a essência da trama e seus principais aspectos foram mantidos.

o-quarto-de-jack-quarto-emma-donoghue-minha-vida-literaria5

Em linhas gerais, O Quarto de Jack é tão emocionante e sensível quanto o livro, sendo um excelente complemento a ele, mas não seu substituto. Como sempre, o livro traz elementos extras que não puderam ser transpostos ao filme, assim como esse também tem suas interessantes particularidades. Sem dúvida alguma, recomendo ambos a todos e, se possível, que a leitura aconteça previamente ao filme.

 

Assista ao Trailer!

 





Deixe o seu comentário

18 Respostas para "[Livros Na Telona] Quarto – Emma Donoghue"

Ana I. J. Mercury - 01, março 2016 às (12:12)

Aii estou loooouca para ler/assistir o Quarto!
Não conhecia até mês passado, quando começou a se falar muito dele por causa do filme e tal.
Amei as resenhas que li, achei uma história bem diferente,principalmente por ser narrado por uma criança, e parece ser emocionante!
Quero lê-lo ainda este mês.
bjooss

Responder

Maria fernanda pinheiro - 01, março 2016 às (12:21)

Amo livros que se tornam filmes, tomara que a adaptação siga o livro, esperando para assistir

Responder

Thais Moreira - 01, março 2016 às (14:20)

Simplesmente maravilhoso, como esse é meu primeiro comentário no blog queria falar que a cada dia me alegro e fico muito feliz, por todas as suas resenhas maravilhosas, videos, promoções e mais ainda pelo sucesso que o blog Minha Vida Literária está ganhando… Nossa é um privilégio estar comentando pois esse blog é um dos poucos que me cativaram e ensinam que a leitura é um meio de se absorver conhecimento, muito obrigado e felicidades pra todos que contribuem para que o Minha Vida Literária cresça a cada dia.
Bem, em relação ao livro nunca tinha conhecido, e só por meio do filme e suas indicações ao Oscar que comecei a observar que é maravilhoso, com toda certeza está em minha meta de leitura e para assistir o filme também, queria destacar que os personagens me cativaram de uma forma totalmente maravilhosa e surpreendente, e estou apaixonada pelos atores que interpretam Jack e sua mãe. E para finalizar gostaria de agradecer novamente por ter conhecido o blog e Aione Simões seus videos são maravilhosos e excepcionais, beijos e que esse comentário seja o primeiro de muitos que estão por vir.

Responder

Aione Simões 01 mar 2016

Owhnn seja muito bem vinda, Thais, e obrigada pelo seu carinho ♥
Beijos!

Responder

Lise - 01, março 2016 às (14:54)

Esse é um daqueles momentos emocionantes, em que você sente que dividiu uma das coisas mais especiais da vida com alguém especial.
Chorei aqui lendo a resenha. Que bom que agora você está dentro da minha redoma de ter lido o livro. Obrigada por dividir comigo a história do Jack, mesmo que com anos de distância 😉

Lili

Responder

Maria Alves - 01, março 2016 às (17:35)

Preciso ler e assistir esse filme, esta sendo muito elogiado. E o tema abordado é importante e acontece na vida real infelizmente. Fico imaginando como é a vida de Jack sem conhecer o mundo do lado de fora e sem o contato com outras crianças. mas mesmo assim ele parece ser feliz e aproveitar as pequenas coisas ao seu redor.

Responder

Raynara Soares - 01, março 2016 às (18:49)

Meu deus Aione!!!! Me apaixonei muito pela sua resenha, e do trailer. Me deu uma grande vontade de ler este livro e poder assistir esse filme, e tenho certeza que vou chorar horrores. Eu amo historias deste tipo, que conta sobre como uma pessoa pode ter garra para conseguir o que quer, principalmente uma criança que normalmente não sabe nada o que esta acontecendo de verdade a sua volta. Falo de novo, e repito… Amei, amei e amei. Pode ter certeza que vou fazer o máximo para ler este livro rapidamente kkkk
Beijoos

Responder

Lara Cardoso - 01, março 2016 às (19:18)

Ainda não conhecia esse livro, mas me interessei logo de cara. O assunto é bem diferente dos que estou acostumada a ler. Não gostei muito de saber que é narrado em primeira pessoa pelo garoto. Geralmente livros assim prefiro que seja em terceira pessoa. Mas quem sabe eu leia, pois me interessei bastante.

Responder

Aciclea Vieira - 02, março 2016 às (12:44)

Aione,quero também muito ler Quarto tanto quanto ver o filme e acompanhar todo o drama vivido por essa mãe aprisionada com seu filho em um quarto e ela faz de tudo para que esse lugar tão pequeno seja um lugar agradável.Amei que a história é narrada por Jack,além de ser uma história que nos dá momentos de alegria e tristeza ,angustia e reflexão.Gostei de saber que no filme foram mantidas muitas das falas originais.Certamente lerei primeiro e assistirei depois.Beijos!!!

Responder

Leticia Golz - 02, março 2016 às (15:27)

Oi, Aione
Estou bem curiosa para ler e ver o filme. Confesso que só sabia da existência do livro quando surgiu o filme.
Já imagina que a leitura seria assim, muito comovente e adorei saber que você aprovou. Por um momento achei que a narrativa seria pela visão da mãe, mas me enganei. Acho que só uma narrativa aos olhos de Jack, vai trazer trazer reflexões.
Achar um filme tão bom quanto o livro não é algo tão comum..rs Vou tentar ler o livro antes.

Responder

Micheli Pegoraro - 03, março 2016 às (15:53)

Olá Aione,
Esse livro é lindo! Foi uma das minhas primeiras leituras de 2015 e é uma das melhores leituras do ano passado, está no top 5, e com certeza vou levar essa história para sempre, pois fiquei completamente envolvida com a história do Jack e sua Mãe, um livro tão tocante e intenso. Sua resenha transmitiu tudo o que senti lendo o livro, com momentos de alegria e tristeza, de angústia e reflexão, foi simplesmente cativante poder acompanhar a descoberta do mundo aos olhos de Jack, com sua sensibilidade tão tocante e a sua inocência.
Ainda não tive a oportunidade de assistir o filme, sabe como é, cidade sem cinema :/ mas estou muito ansiosa pra ver, especialmente depois de ver no trailer “Uma adaptação do livro feita com maestria”, o que me deixou muito animada.
Beijos

Responder

rudynalva - 03, março 2016 às (21:55)

Aione!
Desde o lançamento do livro, fiquei intrigada o porque de mãe e filho viverem dentro do quarto e gostaria de saber realmente o que aconteceu.
E com o filme agora, melhor ainda de visualizar toda história.
“Quando todo mundo quer saber é porque ninguém tem nada com isso.” (Millôr Fernandes)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
TOP Comentarista de março com 4 livros 3 ganhadores, participem!

Responder

Dan Igor - 05, março 2016 às (21:33)

Uma história sensível, forte, tocante e angustiante…acho que isso define o livro e o filme só pelas resenhas que já li de ambos haha Quero muito poder ler e assistir Quarto, parece ter um enredo fantástico e original. Abraços!

Responder

Daiele - 09, março 2016 às (06:38)

Oii

Eu nunca tinha ouvido falar desse livro até pouco tempo. Fiqei curiosa e nao resisti, comprei e já li. É um livro incrivel, diferente de tudo o que já li. Não tem como nao se encantar com o Jack e com a “mãe”. A unica coisa que meio que me decepcionou, foi a falta do ponto de vista da “mãe” no livro. Gostaria muito que tivesse, pelo menos na parte do quarto, seria interessante entender melhor o “sofrimento” dela la dentro…
E infelizmente o filme não saiu aqui na minha cidade, é uma pena mesmo. E olha que moro em cidade grande, não sei pq a empresa de cinemas daqui não lançou o filme…

beijos

Responder

Cristiane Oliveira - 10, março 2016 às (14:53)

Oi Aione! Eu amei o filme, mas infelizmente ainda não li o livro, mas estou muito curiosa. Amei o filme, o Jack é a criança mais fofa que vi no cinema nos últimos tempos, que talentoso!
Beijos

Responder

Jéssica Fernanda - 12, março 2016 às (15:28)

Como não costumo dar bola pra modinhas, eu meio que tava ignorando resenhas e tudo que tinha haver com esse livro. Mas dps de ler a resenha da Pah e agora a sua, eu tô quase entrando na amazon e comprando esse livro pra ontem. Eu fiquei arrepiada ao ler essas resenhas. Obgda Aione.

Responder

suzana cariri - 17, março 2016 às (12:29)

Oi!
Conhecia o livro pelo filme que quero muito assisti e vendo o trailer gostei muito, o livro parece bem interessante ainda mais sendo narrado pelo Jack e tendo a readaptação da mãe dele e sua descoberta do mundo, parece um livro bem emocionante e se tiver oportunidade quero ler !!

Responder

Talita Beccalli - 16, maio 2016 às (13:17)

Li o livro logo que soube do filme, mas ainda não assisti à adaptação. Em geral foi muito bem comentado e eu gostaria muito de ver a atuação do Jacob que todos falam ter sido incrível <3

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por