[Resenha] A Indomável Sofia - Georgette Heyer | Minha Vida Literária
11

mar
2016

[Resenha] A Indomável Sofia – Georgette Heyer

a-indomável-sofia-georgette-heyer-minha-vida-literaria

Título: A Indomável Sofia
Autor: Georgette Heyer
Editora: Record
Número de Páginas: 406
Data de Publicação: 2016
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ Saraiva ♦ Travessa

Sofia Stanton-Lacy é alegre, impulsiva e de uma franqueza desconcertante, características que não combinam com o que se espera de uma mulher em sua posição na sociedade londrina do início do século XIX. Educada durante as viagens de seu pai, órfã de mãe, ela chega à casa de sua tia em Berkeley Square para derrubar as convenções e surpreender a todos com seus modos independentes e sua língua afiada. E Sophy parece ter chegado no momento certo: seus primos estão com muitos problemas. O tirânico Charles está noivo de uma jovem tão maçante quanto ele, já Cecilia está apaixonada por um poeta, e Hubert tem sérios problemas financeiros.

A prima recém-chegada decide então ajudar a todos com sua determinação e impetuosidade, e acaba enfrentando agiotas, roubando os cavalos de seu primo e atirando de raspão em um honrado cavalheiro. Embora sejam sempre mirabolantes e arriscados, seus planos sempre dão certo e tudo parece estar sob seu controle. O que ela não espera, porém, é que seu primo Charles, que aparentemente não vê a hora de arrumar um marido para ela, de repente passa a enxergá-la com outros olhos…

a-indomável-sofia-georgette-heyer-minha-vida-literaria3

Esperava de A Indomável Sofia um romance de época divertido, com uma protagonista de personalidade forte e um intenso romance na história. Ao encontrar parte dos elementos inicialmente pressupostos e, ao mesmo tempo, me surpreender com uma história ligeiramente diferente do que imaginei, tive certeza de que fui presenteada com essa leitura deliciosa de Georgette Heyer.

Quando Sir Horace precisa partir para o Brasil, deixa sua filha, Sofia, sob os cuidados de sua irmã, Lady Ombersley, que deve arranjar um casamento para a jovem. Descrita como “pequena” e “dócil”, Sophy acaba por surpreender a todos em Berkeley Square com sua personalidade alegre, impulsiva e extremamente franca – qualidades completamente destoantes do esperado para uma dama da sociedade londrina do início do século XIX. Pouco a pouco, a jovem passa a ajudar seus familiares e se envolve nas mais inusitadas situações, alterando por completo tanto a atmosfera do lugar quanto as relações ali existentes.

Foi impossível não me apaixonar pela leitura desde a primeira página. A escrita de Georgette Heyer é completamente deliciosa, mesclando, magistralmente, detalhes que dão riqueza as suas descrições com um humor irônico e sutil, capazes de proporcionar prazerosos momentos de divertimento. Foram muitas as passagens em que me peguei sorrindo e me deleitando com a leitura, além de ter adorado a maneira de como a autora compõe o cenário da trama, apresentando os costumes próprios da sociedade.

a-indomável-sofia-georgette-heyer-minha-vida-literaria1

Além de uma escrita primorosa, Georgette Heyer construiu uma história complexa, que tanto prende a atenção do leitor quanto aguça sua curiosidade pelos próximos acontecimentos. Quando Sophy chega à Berkeley Square, Charles, seu primo mais velho, é visto como tirano pelos irmãos, que enfrentam, cada um a seu modo, diferentes obstáculos. E a protagonista não perde tempo: com seu jeito distinto, trata de por em prática seus planos ardilosos e ousados, dando um caráter singular à história. Ao invés de encontrarmos uma heroína envolvida com seus próprios problemas e se envolvendo em uma situação amorosa, como centro da trama, temos Sophy ocupada com as situações de seus familiares e, indiretamente, desenvolvendo sua própria história e romance. Não só esse panorama me agradou por ser diferente da maioria dos livros do gênero, como também proporcionou grande parte da satisfação oferecida pela obra, já que as atitudes de Sophy são completamente corajosas, inovadoras e, consequentemente, divertidas, por serem tão chocantes à época.

Como Georgette Heyer faleceu na década de 70 e A Indomável Sofia foi originalmente publicado em 1950, as características do livro diferem de boa parte dos romances de época escritos atualmente. Sendo assim, a obra se aproxima muito mais do estilo de Jane Austen – a quem Heyer foi bastante comparada -, o que implica no romance do enredo ser extremamente sutil e completamente distante dos tórridos envolvimentos dos usuais romances de época adultos a que estamos acostumados. Sendo assim, quem procura diálogos intensos, grandes declarações de amor ou, até mesmo, cenas eróticas, pode se frustrar ao não encontrar tais elementos em A Indomável Sofia. De minha parte, fiquei extremamente satisfeita pela obra não ser assim; como mencionei, ela adquiriu seu aspecto singular justamente por esse não ser o foco da trama, além das cenas mais picantes normalmente tornarem a leitura mais monótona para mim quando aparecem em demasia. Isso, entretanto, não significa que o livro não tenha sua pitada de romance; ao contrário, ele está sim presente, porém de forma sutil, mais evidente nas entrelinhas, e amei a maneira de como ele foi pouco a pouco construído e apresentado, por meio de olhares e sentimentos mascarados pelos próprios personagens.

Em linhas gerais,  A Indomável Sofia entrou para minha lista de favoritos do gênero, me conquistando pelo divertimento proporcionado; pela história rica e bem elaborada; pelas personagens encantadoras e, por fim, por suas características que o tornam único. Leitura obrigatória aos fãs de romances de época que buscam uma leitura leve e extremamente cativante! Só consigo pensar no quanto demorei para conhecer Georgette Heyer, e no quanto desejo ler mais de suas obras.

a-indomável-sofia-georgette-heyer-minha-vida-literaria2





Deixe o seu comentário

19 Respostas para "[Resenha] A Indomável Sofia – Georgette Heyer"

rayane colomes - 11, março 2016 às (09:52)

nossa nao fazia ideia que o livro tinha sido publicado antes. achava que era um super lançamento! adorei. me deu super vontade de ler obrigada pela dica

Responder

Aione Simões 11 mar 2016

Oi flor!
Aqui no Brasil acredito que ele seja inédito mesmo. A publicação a que me referia resenha foi a original, lá fora 🙂
Beijos!

Responder

Maria fernanda pinheiro - 11, março 2016 às (10:04)

Já li esse livro, e simplesmente AMEI, escrita perfeita, amei o jeito da autora tratar os outros personagens, amei tudo, livro perfeito

Responder

Lara Cardoso - 11, março 2016 às (23:35)

Estava louca de curiosidade pelas resenhas desse livro pois o titulo, a capa e a sinopse já chamam atenção de qualquer um que seja apaixonado/apaixonada por romances históricos e sabendo que a autora era apaixonada pela diva Jane Austen, nossa não tem como não colocar o livro na lista de desejados, preciso ler urgentemente!

Responder

Jéssica Fernanda - 12, março 2016 às (13:55)

MDS Aione! Onde faz tratamento pra parar de desejar todos os romances de epoca que aparecem? Já quero <3

Responder

Maria Alves - 12, março 2016 às (18:01)

Gostei da resenha, a historia parece ser muito boa e divertida essas personagens que falam e fazem o que quer sem se preocupar com as regras de etiqueta da sociedade é bem divertidos. E esse é bem diferente por ter sido escrito faz tempo e só agora que veio para o Brasil, achei que era novo no mundo e não sabia que a autora já faleceu.

Responder

Leticia Golz - 12, março 2016 às (20:59)

Nossa, Aione, você já leu? Você é rápida hein mulher rs
A autora parece que te conquistou mesmo, e esses aspectos singulares que o livro possui. Mudar um pouco o foco do romance pode ser algo bem positivo em um romance de época, ainda mais sendo bem desenvolvido como parece que foi.
Tantos elogios e eu cada vez mais curiosa. Adoro essas mocinhas corajosas e que estão a frente de seu tempo, isso costuma ser muito divertido mesmo no gênero.
Linda resenha, Aione! Quero o livro para ontem!

livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Responder

Aciclea Vieira - 13, março 2016 às (12:24)

Aione,amo livros de época e esse com certeza já está na minha lista,quero muito ler e conhecer essa tão peculiar personagem de perto,conhecer todas as situações que se envolve ao tentar ajudar seus familiares e também ver nas entrelinhas o que acontece quando seu primo Charles passa a vê-la de outra forma .Que bom que a leitura foi apaixonante.Amo histórias que aguçam nossa curiosidade pelos próximos acontecimentos.Gostei muito de saber que as atitudes de Sophy são completamente corajosas,inovadoras e divertidas.Amei saber que o romance é extremamente sutil,estilo Jane Austen. Ansiosa para ler essa e outras da autora também.Beijos!!!

Responder

Nessa - 13, março 2016 às (13:37)

Oi Mi
Gostei muito da sua resenha, pois me deu uma boa visão do contexto da história. Vc pontuou fatos importantes que me deixaram com mais vontade de ler o livro.
Parece ser uma história gostosa de ser lida.

Beijos
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

Responder

Ana Carolina - 13, março 2016 às (21:01)

Oi, Aione!
Eu estou vivendo uma fase muito apaixonada por romances de época, então, acho que esse já foi parar na minha lista de leitura.
Gosto da forma como é um gênero bem versátil e amei saber que ela tem um jeito meio Jane Austen.
Beijos,
Ana.
http://www.umlivroenadamais.com/

Responder

Micheli Pegoraro - 14, março 2016 às (19:55)

Olá Aione,
Estava esperando essa resenha, é a primeira que leio, e como sempre, fez com que colocasse o livro no top da minha lista de desejados. Sou fã de romance de época, mas adorei saber que esse livro difere dos escritos atualmente por trazer um romance sutil, mais estilo Jane Austen. Sem falar, que adoro mocinhas fortes e determinadas, com personalidades marcantes que não são esperadas para uma dama da sociedade. Preciso desse livro urgentemente!
Beijos

Responder

Daiele - 15, março 2016 às (06:27)

Oii

Fico feliz em ver vc lendo o gênero favorito da sua gêmea! Até pq eu tbm amo romance de época!
O título por si só, ja me intriga. Estou querendo muito ler essa historia. A sinopse me encantou muito
beijos

Responder

Cailes Sales - 15, março 2016 às (16:23)

Oii Aione! Adorei a resenha, penso que A indomável Sofia é diferente dos livros de época que li até hj, mas que carrega a essência dos mesmos…por isso não vejo a hora de conhecer essa história e experimentar algo novo e diferente no gênero! Bj!

Responder

suzana cariri - 17, março 2016 às (12:00)

Oi!
Ainda não conhecia esse livro, mas lendo a resenha gostei bastante da historia e principalmente por ser um livro bem diferente dos romances de época que estou acostumada, Sophy com certeza parece ser uma protagonista marcante e se tiver oportunidade quero muito ler !!

Responder

Carla Jeanine F da Silva - 17, março 2016 às (17:08)

Comecei a leitura essa semana e já estou apaixonada! Ainda não tive a oportunidade de procurar mais informações sobre a autora, e o que você disse aqui esclareceu um pouco. Nas primeiras páginas também senti uma pegada de Jane Austen, e uma história muito mais embasada no contexto social e com um foco mais leve no romance em si, o que eu acho positivo pra variar mesmo um pouco dos romances de época atuais, essa pegada mais clássica chama muito minha atenção. Depois que acabar comento mais!
Beijos

Responder

Helen Dutra - 18, março 2016 às (01:48)

Que bom saber que essa foi uma boa leitura para você e que o livro se destaca um pouco dos demais romances de época, gênero que me conquistou. ❥

Responder

Ana I. J. Mercury - 30, março 2016 às (21:37)

Já amoooo romances de época, desses engraçados com protagonistas fofas e determinadas ainda, me animo que só!!
Adorei a resenha e a capa, fiquei curiosíssima agora pra lê-lo. PRECISO!
Me lembrou da Sofia de Perdida kkkkk
bjoos

Responder

Lis Volpe - 11, abril 2016 às (12:11)

Não tenho muito o costume de ler narrativas de época, não que é que não gosto, acabo sempre colocando outros na frente.
Gostei muito do enredo desse e sua resenha me ganhou, vou colocar na minha lista de próximas leituras

beijos

Responder

Juliane - 26, novembro 2016 às (10:47)

Amei a resenha, penso exatamente desta forma, prefiro livros que te levem para atmosfera do lugar, com passagens divertidas e conversas intereligentes, além de uma escrita interessante, isso se sobrepõe de forma indiscutível a livros de romance de época que se excedem nas cenas eróticas.
Vou ler este livro com certeza!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por

Blogs Brasil