[Resenha] O Céu Noturno em Minha Mente - Sarah Hammond | Minha Vida Literária
17

abr
2016

[Resenha] O Céu Noturno em Minha Mente – Sarah Hammond

o-ceu-noturno-em-minha-mente-sarah-hammond-minha-vida-literaria

Título: O Céu Noturno em Minha Mente
Autor: Sarah Hammond
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 288
Data de Publicação: 2016
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ Fnac ♦ Saraiva

Mikey Baxter tem 14 anos, mas muitas coisas o diferenciam dos outros garotos da sua idade. Para começar, o pai está na prisão e a mãe se recusa a falar sobre o assunto. Ele sabe que, de alguma forma, isso está ligado à cicatriz em sua cabeça e ao fato de ele parecer ter mais dificuldade em entender certos assuntos do que os outros. Quando um misterioso assassinato ocorre em sua cidade e Mikey é o primeiro a chegar à cena do crime, ele não sabe o que pensar. O que o levou até ali? Quem teria matado o morador de rua da cidade, que parecia nunca ter feito mal a ninguém? E quem era o homem caipira que estava nos arredores?

o-ceu-noturno-em-minha-mente-sarah-hammond-minha-vida-literaria1

São muitos os livros infanto-juvenis que chamam minha atenção. Normalmente, essas histórias são carregadas de sensibilidade, trazendo símbolos e metáforas para diversos assuntos a fim de transmitirem mensagens diversas por meio de suas tramas, e adoro interpretar essa linguagem figurada – além da leveza da história, como um todo, me proporcionar agradáveis e descontraídos momentos de leitura. Assim, eu não pude evitar me interessar por O Céu Noturno Em Minha Mente, tanto por ele prometer conter os elementos por mim mencionados quanto por seu enredo compreender uma dose extra de mistério, irresistível a mim.

Aqui conhecemos a história de Mikey, um garoto de 14 anos que convive com diferenças consideráveis em sua vida, com relação aos demais jovens de sua idade. Primeiro, pai de Mikey está preso há vários anos e, por isso, eles não têm contato, além de sua mãe não tocar jamais no assunto. Depois, Mikey tem uma cicatriz na cabeça, a qual ele sabe ter alguma ligação com a prisão de seu pai – embora ele não tenha certeza – e influenciar em seu entendimento das coisas, que parecem mais difíceis a ele. Sobretudo, Mikey, muitas vezes, é tomado pelas sombras, em decorrência de sua cicatriz, que o permitem ver o Para Trás, como ele chama os segredos e mistérios do passado, muitos dos quais Mikey desejaria não saber. E justamente por isso, Mikey acaba chegando, sem entender como, a uma cena de assassinato em sua cidade, além de ter praticamente certeza de que seu pai está por perto. Teria ele tido algo a ver com a morte do misterioso morador de rua?

o-ceu-noturno-em-minha-mente-sarah-hammond-minha-vida-literaria2

Fui tragada para o livro desde os primeiros parágrafos. A narrativa se dá em primeira pessoa, trazendo a voz de Mikey sobre os fatos, o que garante uma visão completamente especial à história, uma vez que toda ingenuidade e sensibilidade do protagonista se fazem presente na escrita de Sarah Hammond. Como o garoto tem dificuldades de aprendizagem, ele também não carrega consigo a típica malícia que, pouco a pouco, desenvolvemos com relação ao mundo, principalmente como um instrumento de defesa. Assim, Mikey enxerga tudo e todos com bondade, sem compreender as más intenções inclusive daqueles que dele caçoam e zombam, por sua condição diferenciada. Ainda, a narrativa traz as construções mentais do garoto, suas conversas consigo próprio e com Timmer, seu fiel cachorro, além de ser naturalmente poética por suas muitas aproximações com elementos da natureza, considerando-se que esse é o cenário no qual a história se desenvolve.

Não bastasse a escrita em si ter me encantando, fiquei completamente envolvida pelo mistério criado pela autora. Inicialmente, pouco sabemos sobre o passado de Mikey e os motivos por trás de sua atual condição, o que, por si só, desperta a curiosidade do leitor. Ainda, os fatos envolvendo o assassinato e as misteriosas visões de Mikey sobre o passado apenas aumentam a tensão narrativa e a sensação de suspense, garantindo mais fluidez à leitura. E embora esse seja um livro infanto-juvenil e, portanto, a trama seja esperadamente menos complexa, ainda assim permaneci alheia por bastante tempo à verdade, compreendendo o mistério apenas quando pistas mais claras foram dadas no enredo.

o-ceu-noturno-em-minha-mente-sarah-hammond-minha-vida-literaria3

De um modo geral, O Céu Noturno em Minha Mente aborda questões mais delicadas do que, talvez, o esperado em um livro do gênero e que foi capaz de me conquistar tanto por seu enredo quanto por sua primorosa escrita. A autora foi muito feliz na maneira em que criou e desenvolveu a trama, além de ter trazido personagens apaixonantes, que tornam a leitura ainda mais encantadora. Certamente recomendo aos leitores de todas as idades!





Deixe o seu comentário

6 Respostas para "[Resenha] O Céu Noturno em Minha Mente – Sarah Hammond"

Lara Cardoso - 17, Abril 2016 às (15:51)

Oi
nunca vi divulgarem esse livro, por isso nem conhecia e o enredo parece ser interessante, fiquei curiosa para saber o porque o garoto não lembrava de algumas coisas.

Responder

mauro jardim - 17, Abril 2016 às (22:06)

oi Aione gostei do enredo,não havia lido ainda sobre esse livro,mas vi que na capa vem uma referencia a;o estranho caso do cachorro morto,se for na mesma linha é muito bom.abraço

Responder

rayane colomes - 20, Abril 2016 às (09:03)

parece ser um livro bem bacana e que capa diferente. adorei! nao conhecia mas com ctz vou colocar na minha estante… adorei a capa tbem mto difeente.

Responder

Diego Transpadini - 21, Abril 2016 às (15:04)

Eu estou simplesmente louco para ler este livro. Depois desta resenha minha vontade só aumentou.

*.*

Responder

Micheli Pegoraro - 23, Abril 2016 às (14:29)

Olá Aione,
A sensação que tive ao terminar de ler a resenha foi uma surpresa e tanto, que livro mais encantador! Também gosto de livros infanto-juvenis, eles trazem uma certa leveza que sempre me agrada, e suas histórias, como você comentou, são carregadas de sensibilidade. Fui fisgada pelo livro, adoro uma história com mistério e esse parece ter um bom suspense envolvido, já adicionei na minha wish list.
Beijos

Responder

Cailes Sales - 05, Maio 2016 às (11:22)

Oi Aione!
Desde que você mencionou esse livro nos recebidos do mês, fiquei bastante curiosa. Agora, após ler sua resenha, percebi que parece um livro um tanto complexo (apesar de você ter dito o contrário rsrs), pois traz diversos elementos, como o mistério, as dificuldades enfrentadas pelo protagonista, a questão familiar… Enfim, parece um infanto-juvenil diferente dos que li até o momento, penso que deve ser uma leitura bem interessante.
Bj!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por