[Resenha] Na Estrada Jellicoe - Melina Marchetta | Minha Vida Literária
10

maio
2016

[Resenha] Na Estrada Jellicoe – Melina Marchetta

na-estrada-jellicoe-melina-marchetta-minha-vida-literaria

Título: Na Estrada Jellicoe
Autor: Melina Marchetta
Editora: Seguinte
Número de Páginas: 296
Data de Publicação: 2016
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ Saraiva ♦ Travessa

A pequena cidade de Jellicoe, na Austrália, vive uma guerra territorial travada entre três grupos: os estudantes do internato, os adolescentes da cidade e os alunos de uma escola militar que acampa na região uma vez por ano. Taylor é líder de um dos dormitórios do internato e foi escolhida para representar seus colegas nessa disputa.

Mas a garota não precisa apenas liderar negociações: ela vai ter que enfrentar seu passado misterioso e criar coragem para finalmente tentar compreender por que foi abandonada pela mãe na estrada Jellicoe quando era criança. Hannah, a única adulta em quem Taylor confia e que poderia ajudar, desaparece repentinamente e a pista sobre seu paradeiro é um manuscrito que narra a história de cinco crianças que viveram em Jellicoe dezoito anos atrás

Na Estrada Jellicoe é o romance Young Adult de Melina Marchetta publicado originalmente em 2006. Agora, dez anos após seu lançamento, a editora Seguinte trouxe a obra para o Brasil a pedido de fãs – e certamente a aposta não poderia ter sido mais certeira!

na-estrada-jellicoe-melina-marchetta-minha-vida-literaria2

A história se passa em Jellicoe, uma pequena cidade australiana na qual ocorre uma guerra territorial travada entre três diferentes grupos adolescentes que lá habitam: os estudantes de um internato, os citadinos (adolescentes da cidade) e os cadetes, alunos do colégio militar que acampam na região uma vez por ano. Taylor, protagonista, é a líder de um dos dormitórios do internato e uma das responsáveis por mediar a disputa, representando seus colegas. Em meio a esse contexto, ela precisa lidar com seu próprio passado, uma vez que foi abandonada pela mãe na estrada Jellicoe quando criança e até hoje não entende os motivos para isso. Quando Hannah, sua tutora e única figura adulta em quem Taylor confia, desaparece misteriosamente deixando para trás um manuscrito contando a história de cinco adolescentes que viveram em Jellicoe há quase vinte anos, Taylor se vê obrigada a encarar seus próprios fantasmas.

 

“As páginas estão espalhadas, como se alguém tivesse lido. Como se alguém tivesse passado por ali, o que me deixa tensa. Não há numeração nas páginas, então não sei se estou com o começo ou com o fim, nem se está na sequência certa, mas, ultimamente, não estou procurando muito por continuidade.
Só estou procurando algo que faça sentido para mim.

página 25

 

A primeira característica a chamar a atenção na narrativa é o quanto ela é fragmentada, e não apenas por intercalar o relato em primeira pessoa de Taylor com o da história contada no manuscrito de Hannah, em terceira pessoa. Mais do que isso, temos intersecções entre descrições e relatos presentes com os pensamentos, sonhos e lembranças de Taylor. Como a própria personagem tem um passado fragmentado, essa característica perpassa o enredo, atingindo a narrativa, construída pela escrita intensa, poética e bem trabalhada de Melina Marchetta.

na-estrada-jellicoe-melina-marchetta-minha-vida-literaria3

Ainda, inicialmente a história pode parecer confusa, visto que não há muitas explicações sobre os motivos que levaram à guerra territorial travada entre os adolescentes, além de diversos elementos da trama também aparecerem sem uma prévia explicação, sendo necessário ao leitor insistir na leitura a fim de recolher as peças que, pouco a pouco, formam o quebra-cabeça criado pela autora – e quando ele se mostra, a história, de repente, atinge um novo significado, e toda sua configuração inicial é alterada, de forma a, realmente, compreendermos a temática do enredo, que vai muito além do dito na sinopse.

 

“Lembro do amor. É do que preciso ficar me lembrando. É engraçado como esquecemos tudo, menos de sermos amados. Talvez seja por isso que os humanos achem tão difícil superar relacionamentos amorosos. Não é a tristeza que eles precisam superar, é o amor.

página 183

 

Na Estrada Jellicoe trata de assuntos importantíssimos em seu desenvolvimento sem que isso esteja claro em sua premissa: ao trazer uma jovem buscando compreensão e reconciliação com seu passado, ao mesmo tempo fala de vício em drogas, doenças psiquiátricas, de luto, e traz a dimensão do quanto muitas situações são maiores do que, as vezes, somos capazes de enxergar e compreender, ao menos em um primeiro momento.

na-estrada-jellicoe-melina-marchetta-minha-vida-literaria1

Em resumo, Melina Marchetta construiu brilhantemente sua obra, de forma a torná-la uma das minhas mais novas favoritas do gênero. Sem deixar o romance e o mistério de lado – sim, há romance aqui, românticos de plantão -, teceu uma teia de eventos muito bem conectados e desenvolvidos por meio de personagens de personalidade forte e marcante, que imprimem suas características ao livro como um todo. Essa é uma história emocionante e envolvente sobre perdas e superações, e tem o amor como sua força maior. Recomendo Na Estrada Jellicoe a todos que procuram por um livro comovente, arrebatador e muito bem construído, ainda que, em um primeiro momento, não seja assim que ele possa se mostrar.





Deixe o seu comentário

6 Respostas para "[Resenha] Na Estrada Jellicoe – Melina Marchetta"

Maria Alves - 10, maio 2016 às (11:03)

Não conhecia esse livro e nem a autora, parece ser muito bom, aborda temas que estão muito presentes na nossa vida, fiquei curiosa com esse manuscrito e o que aconteceu com a vida dos adolescentes, citados nele, parece envolver mistério e um certo suspense, isso despertou meu interesse pelo livro.

Responder

Mayara R. da Cruz - 10, maio 2016 às (16:19)

Oi Aione, tudo bem?

Nossa, estou doida para conferir este livro desde os tempos do blog da Giu Fernandes…
Parece um YA emocionante e tocante, espero gostar e aproveitar bem aleitura.

Eu adorei as fotos que ilustram a resenha, parabéns flor. <3

Beijos,
May – http://mayeosvicios.blogspot.com/

Responder

Diane Ramos - 10, maio 2016 às (19:26)

Oi, Aione!
Esse livro já estava nos meus desejados, porém, ao ler sua resenha fiquei mais entusiasmada ainda rsrsrs… A premissa é muito atrativa e gostei de saber que existem temas importantes que não são mencionados na sinopse.
Ainda quero ler!
Beijos

Responder

rayane colomes - 13, maio 2016 às (21:23)

que bacana! nao aconhecia este livro. somente vi ele a capa em alguns blogs e no skoob.. parece ser mtooo bom. adoreiii

Responder

Lara Cardoso - 16, maio 2016 às (11:00)

Oi
nem conhecia o livro e amo mistério, mais como falou que ele é meio confuso até fiquei um pouco desanimada, mais a história parece ser interessante e fiquei curiosa para saber qual é esse mistério. Sempre conhecendo livros diferentes aqui.

Responder

Micheli Pegoraro - 23, maio 2016 às (15:12)

Olá Aione,
Quero muito ler esse livro, fiquei bem interessada quando vi o lançamento. Gostei de saber que o livro trata de assuntos importantes, estou cada vez mais fascinada com os YA por abordarem temas extremamente reflexivos. Quero muito ler essa história emocionante e envolvente, já está na minha lista de desejados. Amei as suas fotos, parabéns!
Beijos

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por