[Resenha] Para Poder Viver - Yeonmi Park | Minha Vida Literária
25

maio
2016

[Resenha] Para Poder Viver – Yeonmi Park

Para-Poder-Viver-Minha-Vida-Literaria

Título: Para Poder Viver
Autor: Yeonmi Park
Editora: Companhia das Letras
Número de Páginas: 312
Ano de Publicação: 2016
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraivaSubmarino

Em narrativa memorável, uma jovem norte-coreana conta como escapou de uma das mais sanguinárias ditaduras do planeta. Yeonmi Park não sonhava com a liberdade quando abandonou a Coreia do Norte. Mas sabia que fugir era a única maneira de sobreviver à fome, às doenças e ao governo repressor. Este livro é a história da luta de Park pela vida. O leitor acompanha sua infância no país mais sombrio do mundo. Em seguida, testemunha sua fuga, aos treze anos, pelo submundo chinês de traficantes e contrabandistas. Emociona-se com seu périplo pela China através do deserto de Gobi até a Mongólia, guiada pelas estrelas, em direção à Coreia do Sul. Vibra com seu papel como ativista pelos direitos humanos. Antes dos 21 anos, Yeonmi acumulou experiência suficiente para encantar todas as gerações de leitores neste livro memorável.

Yeonmi Park nasceu em Hyesan, na Coreia do Norte, em 1993, e aos 13 anos fugiu do seu país para buscar melhores condições de vida e, sobretudo, – sobreviver. Nesta autobiografia, ela revela com detalhes todo o caminho percorrido, com relatos acerca dos lugares por onde esteve e das difíceis situações pelas quais passou.

Para-Poder-Viver-Minha-Vida-Literaria1
 

“Eu não estava sonhando com liberdade quando fugi da Coreia do Norte. Eu nem mesmo sabia o que significava ser livre. Tudo que sabia era que, se minha família ficasse para trás, provavelmente morreríamos – de inanição, de alguma doença, das condições desumanas de um campo de trabalho para prisioneiros. A fome tornara-se insuportável; eu queria arriscar minha vida pela promessa de uma tigela de arroz.”

página 15

 

Em meio a um regime autoritário e ditatorial no qual não é permitida a liberdade de expressão e a obediência ao governo é uma regra severa que coloca em risco a vida das pessoas que a ela se opõem, Yeonmi passa sua infância com seus pais e sua irmã. Imersos numa cultura fortemente patriarcal, com sistema de castas e um culto ao líder que faz as pessoas acreditarem, a fim de obedecê-lo, que ele possui até mesmo poderes sobrenaturais, sendo inclusive capaz de controlar mentes, o controle do Estado sobre as pessoas é total e devastador.

Para-Poder-Viver-Minha-Vida-Literaria2
 

“Durante minha infância, meus pais sabiam que a cada mês que passava ficava mais e mais difícil sobreviver na Coreia do Norte, mas não sabiam por quê. A mídia estrangeira era totalmente banida no país, e os jornais só davam boas notícias sobre o regime- ou punham a culpa de todas as dificuldades em malignas tramas de nossos inimigos.”

página 55

 

Quando o país passa por uma forte crise econômica, vem também uma crise alimentar, que logo se espalha e causa uma onda de mortes e doenças, atingindo também a família de Yeonmi. É a partir desse e de outros fatores que ela e sua família vão em busca de uma vida melhor, mas os caminhos até lá não foram nada fáceis.

O livro é dividido em três partes: Coreia do Norte, China e Coreia do Sul. A narrativa é de fácil compreensão e possui um bom ritmo de leitura. O leitor também tem acesso a algumas fotografias em preto e branco que fazem parte do álbum de família de Yeonmi e que nos permitem visualizar algumas das pessoas que aparecem durante a narrativa.

Para-Poder-Viver-Minha-Vida-Literaria3

Como bem sabemos, nenhum regime ditatorial é bom, pelo contrário, é perverso e traz terríveis consequências para a população. A Coreia do Norte existe sob o regime autoritário de culto aos líderes da dinastia Kim, e essa história nos permite abrir um leque de reflexões sobre questões culturais, políticas, econômicas e sociais.

 

“Eu nunca soube que a liberdade poderia ser uma coisa tão cruel e difícil. Até então, eu tinha pensado que ser livre significava poder usar jeans e assistir aos filmes que quisesse sem ficar preocupada com a possibilidade de ser presa.”

página 248

 

O livro como um todo traz uma ótima contribuição acerca da realidade norte-coreana e é uma boa leitura para quem deseja conhecer um pouco mais sobre essa realidade. No entanto, para uma compreensão mais aprofundada sobre a situação geral do país, bem como as polêmicas em torno do mesmo, é preciso buscar também um bom material de apoio, como artigos científicos, livros, matérias de jornais, entre outras referências.

Um dos aspectos que merece destaque é tanto o processo de amadurecimento, mesmo que por obrigação, de Yeonmi Park quanto sua relação afetuosa com a família, algo que contribuiu para que ela tivesse forças para lutar por sua sobrevivência.

Para-Poder-Viver-Minha-Vida-Literaria4

Por fim, é uma leitura que nos agrega conhecimento, impacta, revolta e comove. Ou seja, promove um misto de sensações que culminam no reconhecimento do quanto essa garota foi corajosa e de como a humanidade ainda precisa evoluir em diversos aspectos.

 

” Esta é a história das escolhas que eu fiz para poder viver.”

página 18

 





Deixe o seu comentário

2 Respostas para "[Resenha] Para Poder Viver – Yeonmi Park"

Maria Alves - 25, maio 2016 às (20:08)

Interessante o livro, não conhecia. Um tempo difícil esse, onde as pessoas eram controladas e não tinham liberdade. Deve ser uma historia muito sofrida e comovente e deve nos passar muitas reflexões sobre como funciona esse tipo de governo. Gostei da protagonista ela demonstra ter fibra e garra.

Responder

Dyovanna - 15, setembro 2016 às (23:55)

Muito bom o resumo, estou na metade do livro e estou achando interessante

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por