[Resenha] Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello - Chris Grabenstein | Minha Vida Literária
28

jun
2016

[Resenha] Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello – Chris Grabenstein

fuga-da-biblioteca-do-sr-lemoncello-minha-vida-literaria

Título: Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello
Autor: Chris Grabenstein
Editora: Bertrand Brasil
Número de Páginas: 300
Ano de Publicação: 2016
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♥ Extra ♥ Submarino

Nesta eletrizante aventura rodeada de livros, Kyle é um dos doze convidados para passar uma noite na biblioteca do famoso e excêntrico Luigi Lemoncello. Quando amanhece, no entanto, todas as portas estão trancadas! Agora Kyle e as outras crianças terão que solucionar cada pista e decifrar as charadas para encontrar a saída! Será que você consegue descobrir como escapar da biblioteca?

Confesso que Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello me conquistou primeiramente por sua capa e por seu título: as cores vibrantes ganharam minha atenção, ao passo que a menção de uma biblioteca no enredo fisgou de uma vez meu coração leitor. Esse é o primeiro livro da série infanto-juvenil A Biblioteca do Sr. Lemoncello de Chris Grabenstein, que, até o momento, é composta por dois livros. O autor é famoso por sua série de thrillers Haunted Mystery, e no Brasil tem um livro publicado, Caçadores de Tesouros, escrito em co-parceria com James Patterson.

fuga-da-biblioteca-do-sr-lemoncello-minha-vida-literaria2

Kyle Keeley é o caçula dentre três filhos e vive às sombras de seus dois irmãos, que se destacam por serem um exímio atleta e um gênio precoce. Kyle é fanático por jogos de tabuleiro, principalmente os criados pelo famoso Luigi Lemoncello. Quando descobre que seu ídolo é responsável pelo projeto da nova biblioteca da cidade e estará presente em sua inauguração, Kyle faz de tudo para ser um dos doze jovens selecionados para passar a noite de estreia nela. Ao acordarem, entretanto, os jovens descobrem que estão trancados e, para escaparem, será necessário desvendar as pistas deixadas pelo Sr. Lemoncello nessa biblioteca que se transformou em um tabuleiro real de mais um divertido jogo do excêntrico criador.

Já começo dizendo que o livro é um prato cheio aos bookaholics de plantão. Por se passar em meio a uma biblioteca, a obra é repleta de citações literárias, desde grandes clássicos da literatura até livros mais contemporâneos. Muitos títulos e autores são mencionados, bem como parte de seus enredos, já que as pistas, como um todo, estão atreladas aos volumes disponíveis na biblioteca. Além disso, uma das mensagens da trama está justamente ligada à importância da leitura, de forma a incentivá-la.

fuga-da-biblioteca-do-sr-lemoncello-minha-vida-literaria3

Ainda, por ser um livro infanto-juvenil, sua narrativa em terceira pessoa é bastante ágil, simples e direta, permitindo uma leitura também veloz e fluida. E o próprio fato da história em si ser repleta de ação colabora para que o enredo seja ainda mais dinâmico e envolvente: adorei a maneira de como o autor criou as pistas a serem desvendadas pelos jovens, e fiquei tentando decifrá-las juntamente deles. Mesmo que haja esse tom de mistério pairando a obra, há nela, também, bastante leveza e diversão.

Em segundo plano, aparecem também as típicas mensagens dos livros do gênero, que costumam seguir a linha do “politicamente correto” a fim de transmitir algum ensinamento ao seu público alvo, que se encontra em fase de formação de seus valores e princípios. No caso de Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello, além da importância da leitura, temos também o reconhecimento do trabalho em equipe, com nítida reprovação de atitudes mesquinhas e egoístas, e, de maneira mais branda, um processo de auto-descoberta e auto-valorização, considerando-se que esse é o momento de destaque de Kyle, que sempre se sente inferiorizado perante os irmãos. De qualquer maneira, o que ficou mais evidente em minha leitura foi a aventura em si transcorrendo na biblioteca, mais do que qualquer lição transmitida.

fuga-da-biblioteca-do-sr-lemoncello-minha-vida-literaria1

De modo geral, ainda que Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello tenha uma continuação, o livro tem começo, meio e fim, podendo ser lido como único. Foi uma leitura divertida, destacando-se por seu cenário e pelos inúmeros mistérios que compõe sua trama. É certamente uma ótima opção de leitura para crianças e pré-adolescentes, podendo, também, agradar esses leitores mais velhos que não resistem a um bom infanto-juvenil.





Deixe o seu comentário

2 Respostas para "[Resenha] Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello – Chris Grabenstein"

Mariana Fieri - 29, junho 2016 às (14:58)

Oie!!!
Menina, eu vi esse livro na Saraiva e fiquei doida para comprar. Peguei nas mãos esse e mais uns três (incluindo A vingança está na moda, que quero muito ler tbm). Aí a voz da razão falou comigo e deixei tudo lá, pq ia sair 100 reais. Achei melhor comprar pela internet. hahaha Mas ainda estou aguardando.
Amei a resenha! Que bom que aprovou o livro. Agora fico mais à vontade para comprar.
Bjooos

Responder

Tais - 30, junho 2016 às (09:06)

Assim como você também me apaixonei por essa capa e esse título.
De vez em quando adoro ler infanto juvenis e esse com certeza está na minha listinha, não sabia que tinha continuação.

bjs
Tais
http://www.leitorafashion.com.br

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por