[Resenha] Poética - Ana Cristina Cesar | Minha Vida Literária
20

set
2016

[Resenha] Poética – Ana Cristina Cesar

poética-minha-vida-literaria

Título: Poética
Autor: Ana Cristina Cesar
Editora: Companhia das Letras
Número de Páginas: 503
Ano de Publicação: 2013
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSubmarino

Ana Cristina Cesar deixou em sua breve passagem pela literatura brasileira do século XX uma marca indelével. Tornou-se uma das mais impor-tantes representantes da poesia marginal que florescia na década de 1970, justamente pela singularidade que a distanciava das ‘leis do grupo’. Criou uma dicção muito própria, que conjugava a prosa e a poesia, o pop e a alta literatura, o íntimo e o universal, o masculino e o feminino – pois a mulher moderna e liberta, capaz de falar abertamente de seu corpo e de sua sexualidade, derramava-se numa delicadeza que podia conflitar, na visão dos desavisados, com o feminismo enérgico, característico da época. Entre frag-mentos de diário, cartas fictícias, cadernos de viagem, sumários arrojados, textos em prosa e poemas líricos, Ana Cristina fascinava e seduzia seus interlocutores, num per-manente jogo de velar e desvelar. ‘Cenas de abril’, ‘Correspondência completa’, ‘Luvas de pelica’, ‘A teus pés’, ‘Inéditos e dispersos’, ‘Antigos e soltos’ – livros fora de catálogo há décadas estão agora novamente disponíveis ao público leitor, enriquecidos por uma seção de poemas inéditos, um posfácio de Viviana Bosi e um farto apêndice. A curado-ria editorial e a apresentação couberam ao também poeta, grande amigo e depositário, por muitos anos, dos escritos da carioca, Armando Freitas Filho. Esta obra reúne os vo-lumes independentes do começo da carreira aos livros póstumos da autora.

Ana Cristina Cesar foi uma importante poetisa carioca, escolhida este ano como a autora homenageada da Festa Literária Internacional de Paraty – FLIP. Sua obra, sem dúvidas, é um legado relevante e marcante da literatura brasileira. Essa edição organizada pela editora Companhia das Letras reúne tudo o que a autora publicou em vida e, ainda, vários textos inéditos encontrados em suas anotações e arquivos.

poética-minha-vida-literaria1

Meu percurso de leitura com essa obra teve altos e baixos; se por horas houve certo estranhamento, por vezes me peguei também elogiando mentalmente o potencial criativo da autora. Mas, se a leitura e minha compreensão sobre ela encontraram algumas obstruções, o resultado final, por sua vez, se mostrou visceral.

O livro nos possibilita uma ampla visão e aproximação com a obra de Ana C. e compõe uma preciosidade aos leitores que se interessam pelos seus escritos, sendo repleto de textos de inúmeras composições, sejam eles em forma de poemas, cartas, pequenas anotações e rabiscos. Sem falar da edição, que está belíssima e muito caprichada.

poética-minha-vida-literaria2

Sua escrita possui muita singularidade e personalidade: por vezes demonstra devaneios cotidianos, pensamentos soltos e reflexões melancólicas e, ao mesmo tempo, transparece sensibilidade, agilidade e intimidade com a escrita, além de uma visão de mundo desprendida a padrões pré-concebidos, o que a colocou em seu tempo como poeta marginal.

poética-minha-vida-literaria3

No decorrer da leitura, senti pontadas de amargura, de aflição, de contentamento, de surpresa, de contemplação. Foi um misto de emoções que me fizeram admirar demais a capacidade da autora de transcrever de modo tão real e verdadeiro aquilo que lhe inquietava. Precisei insistir na leitura até me envolver completamente e me familiarizar com o modo de escrever da autora e, ao finalizá-la, surpreendi-me por ter me apegado tanto à sua obra, à lucidez que ela traz sobre a vida, à dureza do existir, às peculiaridades femininas, à profundidade do sentir. É tudo muito íntimo, bonito e expressivo, é poesia e não é qualquer poesia, é a poesia de Ana C.





Deixe o seu comentário

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por