[Resenha] Corte de névoa e fúria - Sarah J. Maas | Minha Vida Literária
28

out
2016

[Resenha] Corte de névoa e fúria – Sarah J. Maas

corte-de-nevoa-e-furia-sarah-j-mass-minha-vida-literaria

Título: Corte de névoa e fúria
Autor: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 658
Data de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♥ Americanas ♥ Saraiva ♥ Submarino

O aguardado segundo volume da saga iniciada em Corte de espinhos e rosas, da mesma autora da série Trono de vidro. Nessa continuação, a jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, Feyre, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano. Incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna. Mas, mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos.

Apesar de ter gostado de Corte de Espinhos e Rosas, iniciei a leitura de Corte de Névoa e Fúria sem grandes expectativas, mais curiosa por alguns detalhes subentendidos no primeiro livro do que de fato animada para a leitura. E Sarah J. Maas não poderia ter me surpreendido mais.

Feyre deu tudo de si para salvar quem ela ama. Agora, ela sobrevive em meio a sua autodestruição, tendo de conviver com as consequências das impossíveis escolhas a que foi forçada a fazer. E quando ela novamente é obrigada a tomar uma difícil decisão, dessa vez em nome de sua própria sobrevivência, novas descobertas ameaçam colocar em risco a vida e o lugar de todos a seu redor, principalmente daqueles que ela mais se importa.

corte-de-nevoa-e-furia-sarah-j-mass-minha-vida-literaria3

Dizer que Sarah J. Maas tem domínio de sua escrita é pouco. A narrativa em primeira pessoa, trazendo a perspectiva de Feyre, não só é intensa e envolvente quanto extremamente poética. As emoções da protagonista são intimamente ligadas a aspectos da natureza e da vida que a rodeia, o que faz da linguagem da obra belíssima e encantadora, além de altamente impactante. A autora sabe muito bem onde e como tocar e afetar o leitor.

“Mas eu estava envolta em um casulo de escuridão e fogo e gelo e vento, um casulo que derreteu o anel de meu dedo até que a liga de ouro escorresse para o vazio, e a esmeralda saiu quicando atrás dela. Envolvi meu corpo com aquela força violenta, como se pudesse evitar que as paredes me esmagassem por inteiro, e talvez, talvez, conseguir um mínimo de fôlego…
Eu não podia sair; não podia sair; não podia sair…”

página 137

Ainda, Corte de Névoa e Fúria foi imensamente além de seu antecessor. O primeiro livro traz uma história interessante, também narrada por uma linguagem poética, e um universo fantasioso cativante, mas não parece ser muito mais do que isso, principalmente por conter elementos de certa forma já clichês e comuns ao gênero. Esse segundo, entretanto, fazendo jus ao próprio título, chega com fúria e destrói absolutamente toda e qualquer ideia pré-concebida sobre a história e as personagens. Sarah J. Maas me deixou sem chão, e eu a amei justamente por isso.

corte-de-nevoa-e-furia-sarah-j-mass-minha-vida-literaria1

Corte de Névoa e Fúria traz uma nova perspectiva sobre todos os fatos construídos anteriormente, e isso não apenas surpreende por ser tão inesperado quanto demonstra a maestria com que a autora construiu a história, praticamente rindo do leitor por tê-lo manipulado e o levado a acreditar em algo só para deixá-lo tão confuso e sem palavras quanto a própria Freyre ao se ver arrastada para o meio do furacão no qual somos todos envolvidos.

“Alívio irrompeu por meu corpo, […] até que eu sentisse e visse e cheirasse aquele laço entre nós, até que nossos cheiros se mesclassem, e eu era dele e ele era meu, e éramos o início, o meio e o fim. Éramos uma canção cantada desde a primeira brasa de luz no mundo.”

página 559

Também, é incrível o quanto a autora toca em questões tão fundamentais, como, por exemplo, a ilusão trazida por relações abusivas, de dominância, e a importância da autodescoberta e autovalorização, buscando não só assumir sua própria identidade quanto também compreender a importância de não abrir mão de quem se é.

corte-de-nevoa-e-furia-sarah-j-mass-minha-vida-literaria2

O livro é recheado de romance, de reflexões, de ação, drama, reviravoltas e magia. É um prato cheio esperando ser devorado, capaz de saciar e de causar vazio nas mesmas proporções. Corte de Névoa e Fúria me destruiu com suas revelações e com sua intensidade, e entrou sem demora em minha lista de livros favoritos. Sarah J. Maas simplesmente fez dessa uma das melhores histórias do gênero que já tive a oportunidade de ler, e, para quem tinha dúvidas se gostaria de continuar a leitura da série antes de iniciar esse volume, mal vejo a hora de ter o próximo em mãos.

 





Deixe o seu comentário

2 Respostas para "[Resenha] Corte de névoa e fúria – Sarah J. Maas"

Mayara R. da Cruz - 28, outubro 2016 às (08:44)

Oi Aione, tudo bem??

Nossa, fiquei mega feliz em ler sua resenha. Porque você não poderia deixar de ler a série, e saber que você foi conquistada completamente com este livro é muito amor.
Eu amo os livros desta autora, sua série Trono de Vidro é uma das minhas favoritas da vida, e quando comecei a ler Corte de Espinhos e Rosas fui com medo, eu amei o livro é verdade, mas ainda assim não foi favoritado, e não foi porque tentei comparar uma com a outra, não. Pois são bem diferentes entre si, aqui o começo já é mais maduro e Feyre me conquistou completamente. Eu to quase chegando na metade deste segundo volume e CARAMBA como tô amando!
Sarah me cativou completamente aqui, e em poucas páginas, o que não é surpresa para mim. Eu amo esta mulher, amo os seus livros e amo as duas séries da mesma forma agora.
To om medo de chegar ao final, sabe quando você enrola para durar mais? Afinal A SEQUÊNCIA É SÓ ANO QUE VEM!! COMO VMAOS LIDAR COM ISSO? E tenho certeza que vai ser destruidor este final.
E eu to apaixonada pelo Rhys, MEUDEUS!
Precisamos de mais livros assim, e que a Sarah vire uma máquina de escrever, porque ficar esperando um ano não dá!!! O que será do meu pobre coração?
2017 parece tão longe agora….

E Mi, se você naõ leu Trono de Vidro vai fundo, é muito bom também. <3

Super beijo,
May – http://mayeosvicios.blogspot.com/

Responder

Aione Simões 28 out 2016

@Mayara R. da Cruz, todo mundo fala super bem mesmo de Trono de Vidro! E Rhys ♥♥♥
Beijos, querida! Sempre ótimo te ver aqui!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por