[Resenha] Um Perfeito Cavalheiro - Julia Quinn | Minha Vida Literária
27

jan
2017

[Resenha] Um Perfeito Cavalheiro – Julia Quinn

um-perfeito-cavalheiro-julia-quinn-minha-vida-literaria

Título: Um Perfeito Cavalheiro
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 304
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraivaSubmarino

Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres.

O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.

Um Perfeito Cavalheiro, terceiro livro da série Os Bridgertons, de Julia Quinn, rivalizou com seu antecessor em minha experiência de leitura no que diz respeito ao proporcionamento de um enredo envolvente e apaixonante. Me encantei tanto pelo livro que desejei maratonar os demais volumes, apenas para poder continuar imersa nesse universo romantizado da sociedade britânica do século XIX.

um-perfeito-cavalheiro-julia-quinn-minha-vida-literaria3

Aqui temos uma história que se inicia como uma releitura de Cinderela. Sophie é filha bastarda de um conde, que, apesar de nunca tê-la assumido, lhe proporcionou educação, conforto e moradia. Porém, quando ele se casa novamente, precisa enfrentar o desagrado de sua nova esposa pela garota, já que ela não aceita conviver com a filha ilegítima do marido. Quando o conde morre e deixa em testamento uma herança para a filha, as enteadas e para a esposa, desde que esta cuide de Sophie até ela atingir 20 anos, a condessa resolve omitir de todos a herança da garota e passa a tratá-la como criada. E quando Sophie vira adulta e vai, escondida, a um baile de máscaras na casa dos Bridgertons, sua vida muda por completo e dá efetivamente início ao enredo criado pela autora.

Apesar das semelhanças próprias da releitura, é apenas o início de Um Perfeito Cavalheiro que segue a trama de Cinderela. Na segunda parte do livro, que se inicia antes das 100 primeiras páginas, a trama segue seu rumo próprio, o que permite aos leitores prosseguirem na leitura encontrando as possíveis surpresas do enredo, mesmo com suas partes previsíveis – e extremamente cativantes.

um-perfeito-cavalheiro-julia-quinn-minha-vida-literaria2

Julia Quinn tem um grande poder narrativo, de forma a envolver o leitor desde as primeiras páginas da história, que se torna ainda mais atraente pelo delicado humor que a permeia – e vale dizer que, ao chegar ao final de Um Perfeito Cavalheiro, a autora aguça ainda mais a curiosidade do leitor sobre a identidade de Lady Whistledown, figura tão cativante na série e que dá humor a ela com seus ácidos e perspicazes comentários em sua coluna semanal. Ainda, suas personagens são apaixonantes, e foi impossível não torcer por Sophie e não sofrer com as injustiças a que ela é submetida, o que apenas aumentou meu envolvimento com a história.

Contudo, foi o romantismo de Um Perfeito Cavalheiro que definitivamente me ganhou. Julia Quinn mescla com maestria romance e sensualidade, criando cenas, ao mesmo tempo, tanto carregadas de emoção e sensibilidade quanto delicadamente leves e singelas. Senti junto das personagens a magia que as envolve, bem como seus frios na barriga e acelerar de coração.

um-perfeito-cavalheiro-julia-quinn-minha-vida-literaria1

Se O Duque e Eu chamou minha atenção para o universo da família Bridgerton e O Visconde Que Me Amava me fez me apaixonar não só pela série como também pelo primogênito da família, Um Perfeito Cavalheiro atestou meu lugar como, definitivamente, mais uma fã da série.





Deixe o seu comentário

15 Respostas para "[Resenha] Um Perfeito Cavalheiro – Julia Quinn"

Aciclea Vieira - 27, janeiro 2017 às (13:35)

Aione,esse apesar de ser o terceiro livro foi ele que me chamou atenção para a série,pois lembro. que comprei os três primeiros volumes junto numa promoção já faz alguns anos, apesar de não ser o meu preferido da série(continua sendo O Visconde que me amava), também achei a história com uma perfeita maestria de escrita,que apesar de ser uma releitura aparentemente,sua trama realmente tem uma forma própria e bem distinta . Emocionante,sim,essa é a palavra para a história da personagem Sophie,puro amor,a série também me ganhou.😘

Responder

Anna Mendes - 27, janeiro 2017 às (14:23)

Oi Aione! Adorei a resenha!
Também adorei a premissa desse livro. Ainda não li nada da autora, mas essa série já está nas minhas metas de leitura. Quero ler mais romances de época e só vejo comentários positivos sobre essa série e sobre a escrita da autora 🙂
Bjos!

Responder

Marta Izabel - 27, janeiro 2017 às (15:03)

Oi, Aione!!
Sou apaixonada por romances de época e essa série definitivamente me conquistou por inteiro!! Adoro essa família, Os Bridgerton!! Sem dúvida vou ler tudo que a Julia Quinn escrever!!
Beijoss

Responder

Kemmy Oliveira - 27, janeiro 2017 às (15:50)

Tô vendo que vou ter que ler esses livros.
Romance de época não é meu gênero favorito, mas como esse ano eu me propus conhecer umas coisas “diferentes” e eu só vejo elogios para essa série acho que vou me jogar
Em nenhuma outra resenha tinha lido que o início tem semelhanças com Cinderela e isso me atraiu bastante.
Bjs!

Responder

Lara Maria - 27, janeiro 2017 às (21:01)

Essa série da Julia parece ser um amorzinho, mas não tenho muito interesse em ler os livros. Quem sabe futuramente rs!

Beijos

Responder

Becca Martins - 28, janeiro 2017 às (11:43)

Oi Mi!
Na época que eu comecei a ler essa série, eu tive que deixar os livros um pouquinho de lado por conta de outros compromissos que acabaram surgindo e não terminei de ler. Mas tenho muita vontade de continuar.
Eu não sabia que o terceiro livro é meio que uma recontagem de Cinderela. Mas me animei muito a ler. Já vi centenas e elogios a respeito desse livro que vou acabar continuando a partir dele e depois ler os outros. kkk
E espero que eu goste tanto quanto você a ponto de me tornar fã!
Beijos!!

Responder

Rossana Batista - 28, janeiro 2017 às (21:00)

Ai que amor deve ser esse livro!
Eu adoro livros que tem tipo uma releitura de contos de fadas. Realmente a Julia Quinn sabe fazer com que a gente se envolva e conheça bem cada uma dos personagens. Eu quero muito ler esse livro!

Responder

Cailes Sales - 28, janeiro 2017 às (23:20)

Oii Aione!!
Como vc sabe, sou uma grande fã da série, mesmo tendo lido apenas os três primeiros! Confesso ter procrastinado a leitura por não querer a série chegasse ao fim! Porém, darei continuidade agora!
Adoro Um Perfeito Cavalheiro, mesmo não sendo o meu favorito dos três volumes iniciais, é igualmente encantador!
Ansiosa para ver tb a sua opinião nos vídeos de leituras do mês!

Abraço!

Responder

Nicoli Vieira - 29, janeiro 2017 às (14:16)

Aione, meu sonho é poder ler a série completa dos “Os Bridgertons”, de todos os livros da série, ainda não havia lido a resenha de “Um perfeito cavalheiro”, e posso dizer que já quero. Primeiramente, por começar com essa releitura de “Cinderela”, e claro, por ser um livro da Julia. Toda essa história parece fluir de uma maneira única e delicada, com certeza eu não pararia de lê-lo até chegar à última página.

Responder

Rudynalva Correia Soares - 29, janeiro 2017 às (23:09)

Aione!
Não costumo fazer metas de leitura, porém esse ano me propus a ler essa série de qualquer jeito, porque a cada nova resenha, fico mais curiosa por conhecer seus protagonistas e acompanhar as histórias de amor e conquista que os envolvem.
Desejo uma ótima semana!
“A parte que ignoramos é muito maior que tudo quanto sabemos.” (Platão)
cheirinhos
Rudy

Responder

Roberta Batista - 30, janeiro 2017 às (18:17)

Essa série com certeza é muito encantadora. Ambientes de romances de época na Inglaterra são tão lindos, a gente consegue imaginar como se fosse antigamente mesmo, como se a gente estivesse dentro daquela história. Gosto do jeito que a Julia Quinn escreve e sempre me surpreendo com a trama.

Responder

thaynara ribeiro - 30, janeiro 2017 às (20:33)

A série da Sarah MacLean e essa da Julia são duas que estão me fazendo reconsiderar o trauma que tenho com livros históricos pq é cada resenha maravilhosa que fico de queixo caído e desejando ler, Saber que foi uma releitura de Cinderela só me fez gostar mais. Estou esperando uma promoção e nesse aniversário da Amazon espero que tenha pelo menos em ebook

Responder

suzana cariri - 31, janeiro 2017 às (01:17)

Oi!
Faz um tempo que li esse livro e essa historia me conquistou, gostei muito da Sophie e sua historia principalmente sua interação com a família Bridgerton e realmente essa narrativa da Lady Whistledown, mesmo as vezes quando lia sendo algo tão natural na historia que sentia uma extensão da narração trás um ar todo diferente a essa historia, mas acho que esse titulo não se aplica muito as atitudes do Benedict ao longo da historia !!

Responder

Ana I. J. Mercury - 31, janeiro 2017 às (20:53)

Aiiii eu amei o primeiro livro, o único que li da série até agora, mas quero muito ler logo todos!!!
A cada resenha que leio fico mais encantada e ansiosa por essa série.
Eu adoro a história da Cinderella e é claro que já fiquei aqui imaginando o que aparecerá de parecido em Um perfeito cavalheiro.
E quero me surpreender com as diferenças também, rs
bjss

Responder

camila rosa - 31, janeiro 2017 às (23:02)

Nossa eu estou louca para ler esse livro, eu já li ao primeiro da série e amei, espero gostar dos outros tanto quanto do primeiro, a Julia Quinn, tem uma escrita muito gostosa, e eu estou amando ler romances de época.
Beijos *-*

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por