[Resenha] Macbeth - Richard Appignanesi/Robert Deas | Minha Vida Literária
06

fev
2017

[Resenha] Macbeth – Richard Appignanesi/Robert Deas

macbeth-minha-vida-literaria

Título: Macbeth
Adaptação: Richard Appignanesi
Ilustração: Robert Deas
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 216
Ano de Publicação: 2016
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraivaSubmarino

Macbeth chega à coleção que combina o estilo do mangá japonês e Shakespeare. “Salve, Macbeth, que será rei!” Com esta enganadora profecia, três feiticeiras plantam a semente da ambição criminosa na alma do chefe guerreiro Macbeth. Incitado por Lady Macbeth, sua esposa, ele embarca numa orgia assassina contra velhos amigos e rivais, até a confrontação final, quando percebe, muito tarde, que as feiticeiras o iludiram. Nesta versão da narrativa shakespeariana de assassinato e sobrenatural, guerreiros samurais recuperam um mundo pós-atômico de mutantes.

Macbeth em formato de mangá, traduzido por Alexei Bueno – um dos mais premiados poetas brasileiros -, faz parte da coleção Mangá Shakespeare, publicada no Brasil pela Galera Record.

macbeth-minha-vida-literaria1

Aqui, a proposta é que seja uma forma original e divertida de conhecer as obras de Shakespeare. As ilustrações são inspiradas nos mangás japoneses, unindo o tradicional ao moderno de modo a disseminar importantes conteúdos que marcaram o universo literário e tornaram-se clássicos.

Minha experiência de leitura foi, acima de tudo, extremamente fluída. Com isso, destaco o fato de que a sequência dos diálogos em junção com o contexto mais contemporâneo desenvolvido foi extremamente bem sucedido.

macbeth-minha-vida-literaria2

Como sabemos, Macbeth é uma tragédia Shakespereana que envolve profecias, mortes, relações de poder e confrontos. Assim, o mangá reconstrói toda essa conjuntura, porém, neste caso, transformando o icônico general em um guerreiro samurai num mundo pós-atômico.

Em relação à edição, nas primeiras páginas temos a apresentação geral dos personagens e as ilustrações em cores. Depois, adentramos na história através das imagens em preto e branco, o que para mim funcionou muito bem e fez todo o sentido, já que a trama possui um clima carregado por embates que ficaram ainda mais envolventes com essa atmosfera criada pelo ilustrador Robert Deas.

macbeth-minha-vida-literaria3

De modo geral, a leitura funcionou satisfatoriamente, me estimulando a buscar o livro original – o que acredito ser uma das principais funções dessa coleção: nos incentivar a ler os clássicos. O mangá funciona como uma das porta de entrada para tal por ser um mecanismo interativo, atrativo e que certamente funcionará muito bem sobretudo para os jovens que desejam conhecer a obra Shakespereana.





Deixe o seu comentário

13 Respostas para "[Resenha] Macbeth – Richard Appignanesi/Robert Deas"

Lili Aragão - 06, fevereiro 2017 às (08:38)

Apesar de não ler mangas achei bem interessante essa releitura de um clássico de Shakespeare e como você destacou ao final a leitura deve estimular os jovens a querer conhecer mais os clássicos. Dando uma opinião leiga, achei os desenhos bem construídos e pelo que vi da resenha e das imagens. acho que deve ser uma história contada de forma ágil e que prende o leitor. 😉

Responder

Palavras e Notas - 06, fevereiro 2017 às (11:31)

Olá!

Nunca nem ao menos tinha ouvido falar do original Macbeth, nem tanto dessa coleção de mangás da editora ;-; Por ter esse carácter sobrenatural e a mistura de muuita ficção, a premissa e até mesmo os seus comentários positivos não me foram estimulantes 🙁

Tirando o fato de que faz tempo que não leio um mangá e que esse post me lembrou que preciso terminar um aqui em casa, não foi dessa vez, mas parabéns pela resenha e que bom que foi uma aventura (não diria exatamente “leitura”) proveitosa ^^

Abs!

Responder

Aciclea Vieira - 06, fevereiro 2017 às (12:26)

Clívia,amo Shakespeare e gosto muito de mangá é essa releitura nesse formato é uma composição perfeita para ser degustada, Macbeth é uma das minhas obras preferidas do autor e amo a forma fluida , dinâmica e divertida do mangá,com algumas ilustrações coloridas e a maioria geralmente em preto e branco,ansiosa para conferir essa nova versão.😘💟

Responder

Caroline Garcia - 06, fevereiro 2017 às (14:33)

Não sou muito chegada a ler mangás.
Tenho alguns aqui, mas não consigo ler bem, uma pena!
Não conhecia essa obra ainda.
Parece ter uma boa história e as ilustrações são bem bacanas.
Curti bastante por ser uma releitura de um clássico.
Acredito que seja uma boa pedida pra quem curte esse tema.
Beijos,
Caroline Garcia

Responder

thaynara ribeiro - 06, fevereiro 2017 às (20:20)

Não sou muito de ler mangá mas curti a resenha já que amo samurais rsrs gostei do estilo da ilustração, achei que foge do mangá clássico orienta e é bem interessante

Responder

Giulianna Santicioli - 06, fevereiro 2017 às (23:37)

Acho uma ótima ideia trazer um clássico para a linguagem atual, ainda não li o mangá, mas adoro Shakespeare e admito que tem que ter uma paciência e uma atenção muito grande quando se lê clássicos e por causa desses empecilhos muitas pessoas deixam de desfrutar de bons livros por serem difíceis, acho que nesse formato vai ser muito mais fácil compreender a história e apresentar a literatura clássica para os jovens.

Responder

Rudynalva Correia Soares - 06, fevereiro 2017 às (23:55)

Oi Clívia!
Acho interessante a proposta da editora em trazer os clássico de Shakespeare em forma de mangá, já que eles estão sendo cada vez mais procurados para leitura e trazer um clássico dramático para o mundo lúdico, deve mesmo trazer um ótimo resultado.
Desejo uma semana alegre e feliz!
“Um saber múltiplo não ensina a sabedoria.” (Heráclito)
cheirinhos
Rudy

TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

Responder

Milena Moreira - 07, fevereiro 2017 às (02:43)

Nunca li mangas, nem me interessei em ler eles mas eu até que gostei desse por ser uma releitura de Shakespeare, que infelizmente só li Romeu e Julieta.

Responder

Kris Soares - 09, fevereiro 2017 às (20:10)

Adoro mangas, achei muito legal essa adaptação, uma ótima idéia para instigar novos leitores como eu que nunca li nada de Shakesper.

Responder

Camila Cristina - 10, fevereiro 2017 às (14:17)

Apesar de ja ter lido inumeros livros, nunca li um Manga… não sei pq, ja que vontade não me falta kkk
Ainda nãotinha ouvido falar de Macbeth, e realmente adorei a proposta do Manga. Sempre tive vontade tambem de ler Shakesoeare, so que acabo tendo um bloqueio por ser um classico Acho que Macbeth seria a solução para minhas presses kkk, com certeza ira entrar para a listinha de leitura

Responder

Alison de Jesus - 11, fevereiro 2017 às (18:54)

Olá, deve ser muito interessante ler a obra clássica adaptada em mangá, os desenhos parecem ter um traço original pela fotos acima, adorei a dica, beijos.

Responder

Rissia Ribeiro - 14, fevereiro 2017 às (01:42)

Achei bem legal a ideia de trazer essas histórias nesse estilo, uma forma de mostrar os clássicos para todas as idades de uma maneira inovadora, embora eu deva dizer pessoalmente que não iria funcionar pra mim isso porque eu realmente prefiro o desenho ao estilo manga já que leio muito desse estilo desde de criança.

Responder

Adriana Holanda Tavares - 14, fevereiro 2017 às (09:55)

Não acompanho mangás tem uns dez anos, deixei de lado pela imensa dificuldade que tinha em conseguir os volumes na ordem correta, aliás quadrinhos também. Mas achei esse a ideia bem interessante, não gostei muito da capa, achei bem feinha, sou muito obcecada por livros com capas bonitas!

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por