[Resenha] O Príncipe Corvo - Elizabeth Hoyt | Minha Vida Literária
04

ago
2017

[Resenha] O Príncipe Corvo – Elizabeth Hoyt

Título: O Príncipe Corvo
Autor: Elizabeth Hoyt
Editora: Record
Número de Páginas: 350
Ano de Publicação: 2017
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraiva ♥ Submarino

Anna Wren está tendo um dia difícil. Depois de quase ser atropelada por um cavaleiro arrogante, ela volta para casa e descobre que as finanças da família, que não iam bem desde a morte do marido, estão em situação difícil.

O conde de Swartingham não sabe o que fazer depois que dois secretários vão embora na calada da noite. Edward de Raaf precisa de alguém que consiga lidar com seu mau humor e comportamento rude.
E encontrar um emprego.

Quando Anna começa a trabalhar para o conde, parece que ambos resolveram seus problemas. Então ela descobre que ele planeja visitar o mais famoso bordel em Londres para atender a suas necessidades “masculinas”. Ora! Anna fica furiosa — e decide satisfazer seus desejos femininos… com o conde como seu desavisado amante.

O Príncipe Corvo é o primeiro livro da Trilogia dos Príncipes de Elizabeth Hoyt, série de romance de época adulto originalmente publicada em 2006, mas que chegou ao Brasil pela editora Record apenas este ano. Os próximos dois livros, O Príncipe Leopardo e O Príncipe Serpente, serão respectivamente publicados em Agosto e Setembro.

Anna Wren ficou responsável pelas finanças da família desde a morte de seu marido, há cinco anos. Quando a situação se torna insustentável, chega o momento dela precisar procurar um emprego. É quando ela começa a trabalhar como secretária de Edward de Raaf, o conde de Swartingham – cargo que absolutamente ninguém consegue permanecer por mais de alguns dias, devido ao difícil temperamento do conde. Porém, ela não só é capaz de enfrentá-lo como também surgem fagulhas de atração entre eles. Ao descobrir que Edward frequenta um bordel em Londres para satisfazer suas necessidades masculinas, Anna decide que também pode satisfazer as suas próprias frequentando o mesmo local – e indo ao encontro ao conde, sem que ele saiba sua identidade.

A narrativa de O Príncipe Corvo é a tipicamente de um romance de época; em terceira pessoa, não só intercala as perspectivas de Anna e Edward como traz o delicioso tom do gênero, que mescla diversão, ironia e, certamente, muita paixão. Elizabeth Hoyt tem uma escrita que torna muito fácil o desenrolar da leitura por conta de sua fluidez natural, oriunda, principalmente, da narrativa simples e das personagens cativantes. Ainda, cada início de capítulo traz um trecho do conto que dá nome ao livro; uma fábula lida pelas personagens ao decorrer do enredo. Dessa maneira, é como se o leitor tivesse duas histórias para acompanhar – e ambas são capazes de atrair sua atenção.

Anna Wren foi com certeza minha personagem favorita da obra. Adorei seu temperamento forte e decidido, sua maneira de não abaixar a cabeça para quem quer que seja e por sua personalidade sempre questionadora, principalmente no que diz respeito às diferenças de papéis atribuídos a homens e mulheres. O Príncipe Corvo fala de paixões e desejos e, sobretudo, defende os direitos das mulheres de tê-los em uma época em que a elas mal se era possível pensar em direitos, fossem eles quais fossem. O duque, por sua vez, cativa por seu ar taciturno e mal-humorado, criando o clima de tensão ideal para uma história ao estilo amor e ódio entre os protagonistas.

O Príncipe Corvo é, sem dúvida alguma, um livro altamente sensual. Suas passagens eróticas são bastante explícitas, e presentes em diversos momentos da trama. Ainda assim, há sensualidade e romantismo na maneira de Elizabeth Hoyt descrever tais cenas, de maneira a fugir do que poderia ser vulgar ou cansativo. A autora sabe dosar as pitadas exatas para fazer do romance atrativo e agradável.

No resumo, a leitura de O Príncipe Corvo me agradou por ter sido leve, envolvente e me proporcionado bons momentos de entretenimento. Contudo, principalmente por ter achado o final um pouco rápido demais e as resoluções de alguns conflitos demasiadamente simples em comparação à expectativa sobre eles criada, o livro não passou, para mim, de simplesmente agradável – e esperei mais, devido aos muitos comentários positivos sobre ele. De qualquer maneira, a obra certamente agradará os fãs do gênero, e continuo curiosa para ler os próximos volumes (que podem ser lidos de maneira independente, sem que seja necessário respeitar a ordem de leitura entre eles).





Deixe o seu comentário

13 Respostas para "[Resenha] O Príncipe Corvo – Elizabeth Hoyt"

Lili Aragão - 04, agosto 2017 às (14:22)

Oi Aione, tô lendo e amando esse livro, a narrativa da autora é super envolvente e fico ansiosa pra dar continuidade as duas histórias, conto do Príncipe Corvo que vem no inicio de cada capítulo é encantador. Ainda não cheguei ao final então ainda não sei se vou concordar contigo e achar um pouco rápido, mas até o momento a leitura com essa pegada mais leve e sensual tem me agradado bastante *__*

Responder

RUDYNALVA CORREIA SOARES - 04, agosto 2017 às (14:26)

Aione!
Já gostei porque é um romance de época.
A capa está linda!
A varíola arrasou muitas famílias na época e deixou muitas sequelas.
O Conde Eduward tem vários motivos para ter seu humor alterado, temos de entendê-lo.
Ana parece uma protagonista forte, que não se entrega as ‘dores’ e sofrimento e vai em busca de resolver seus problemas.
Bom ver que o livro apesar do que é esperado, traz muitas novidades.
Adoro quando os livros trazem esse lado mais aprimorado sobre a personalidade das personagens.
O bom de ler um romance é justamente o prazer que ele nos dá.
Já nem gosto muito de ler sinopses mesmo, as vezes são enganosas.
Adorei!
Desejo um mês repleto de realizações e um ótimo final de semana!
“A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
Cheirinhos
Rudy
TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

Responder

Fabiana Roberta - 04, agosto 2017 às (19:21)

Oi Aione tenho que começar falando da capa deste livro simplesmente lindíssima, já pensou se fosse de capa dura,como você disse tambem só estou lendo comentários positivos e com isso as expectativas estam bem altas com relação a leitura apesar do final ser bem corrido quero muito ler.
Bjs

Responder

Nayane Evylle - 05, agosto 2017 às (07:20)

Oi Aione! Estou louca pra ler esse livro ! Sei que vou amar esse casal, principalmente a Anna, que é uma mocinha bem a à frente do seu tempo *-* Já tinha visto que o final parece arrastado, mas como não li a trama ainda , não sei dizer. Espero ler logo *-*

Responder

Karina Maria - 05, agosto 2017 às (15:56)

Adoro romances de época e assim que bati o olhar na capa desse livro, simplesmente fiquei apaixonada e cheia de expectativas. Gosto de como os romances de época possuem narrativas tão leves, divertidas e românticas, me prendendo sem grande esforço e mesmo que eu não seja a maior fã de cenas explícitas eróticas – não que eu odeie, não me interprete mal, mas para mim é algo que não faz diferença se tem ou não tem em um romance -, o modo como as autoras escrevem torna tudo especial.
Anna parece uma protagonista que gostarei muito, o modo como é determinada é seu charme especial, sem dúvida e espero que o conde me conquiste também.
É uma pena, entretanto, que a autora acabou solucionando algumas coisas de forma tão simples e rápida, pois parece ter diminuído o encanto que a obra poderia ter sobre você. Ainda sim, tenho muita curiosidade sobre O Príncipe Corvo. Espero que os próximos livros da trilogia consigam te agradar mais do que esse, nos detalhes em que a autora pecou.
Abraços

Responder

Bianca Freire - 05, agosto 2017 às (21:26)

Oie, eu acompanhei sua saga lendo esse livro pelo stories e confesso que fiquei curiosa pela história. Eu quero começar a ler livros de época e você e sua gêmea estão com certeza me dando boas indicações. Vou dar uma chance ao livro e vamos combinar que essa edição parece tão linda!

Responder

Lana Silva - 07, agosto 2017 às (10:18)

Ultimamente tenho me deparado bastante com livros com finais corridos, como aconteceu com esta obra, os autores acabam deixando algumas resoluções para ultimas páginas, e acada sendo solucionado de maneira simples e nada cativante. De uma forma geral este foi um romance de época que me cativou bastante, por se tratar de uma época em que as mulher não podiam nem pensar, e isto e tratado de maneira real. Outro ponto e ser um romance sensual, e as cenas hot serem bem descritas.

Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro “Dois Mundos”, o primeiro da série “Tesouros da Tribo de Dana” da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

Responder

Raquel Rodrigues - 07, agosto 2017 às (15:10)

Eu ja tinha visto o livro, mas não sabia do que se tratava, porém sempre fiquei curiosa pra saber por causa da capa que acho linda !! O livro parece der bom, é um gênero que eu sempre quis ter a oportunidade de conhecer ja que façam muito bem, adorei que o livro tem muita diversão, ironia ( amo hahah) o mais importante de tudo paixaaaaao, aa pensa em uma pessoa apaixonada por romances, essa sou ei hahaha) achei ela bem ousada hahahahahahaha se o Conde pode ela tbm pode e porque não com ele??? Hahahaha. É uma pena que o livro não passou de agradável pra você, gostaria que ele tivesse alcançado suas expectativas.

Responder

Giulianna Santicioli - 07, agosto 2017 às (15:53)

Estou louca para ler esse livro! Admito que ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre ele e que queria ele só por causa dessa capa maravilhosa; adoro quando o livro mescla romance com erotismo, sempre fico com mais vontade ainda de ler e o conto do Príncipe Corvo também deve ser bem legal.
Beijos!

Responder

Nicole Longhi - 07, agosto 2017 às (20:29)

Estoooou muito curiosa para ler este livro, desde o lançamento.
Sou apaixonada por romances de época, ainda mais quando envolve Duques.
Não gosto de quando há romance erótico em excesso, então fico muito feliz que a autora soube como dosar sem tornar vulgar e cansativo.

Beiijinhos

Responder

magomes8 - 07, agosto 2017 às (21:58)

Aionee, eu já adicionei esse livro na minha Quero Ler do Skoob, gente como faz para ler tantos livros no ano? to perdida kkkkk
Adorei sua resenha, fiquei curiosa para ler e achei bonita a capa! Acho que vou colocá-lo na MLVoltaasAulas hahahah

Responder

Gabriela Souza - 08, agosto 2017 às (16:32)

Oi, Aione!
Não sou fã de romance (principalmente os de época), mas tenho que admitir que a capa desse livro é linda. Adoro o fato de que, na grande maioria dos livros desse gênero, temos protagonistas fortes conquistando direitos que antigamente elas não possuíam. Uma pena que o livro teve um final muito rápido, mas que bom que no geral ele foi agradável. Beijoss

Responder

Márcia Saltão - 08, agosto 2017 às (17:54)

Oi!
Gosto de romances de época e estou bem animada para fazer a leitura desse livro! Achei a edição linda!
Uma pena o final ter sido desenvolvido um pouco rápido, mas mesmo assim, vou querer ler. Desejando que os próximos volumes sejam igualmente bons, mas com finais mais detalhados,
Excelente resenha!
Beijos.

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por