[Resenha] Todo Amor - Vinicius de Moraes | Minha Vida Literária
06

set
2017

[Resenha] Todo Amor – Vinicius de Moraes

Título: Todo Amor
Autor: Vinicius de Moraes
Editora: Companhia das Letras
Número de Páginas: 278
Ano de Publicação: 2017
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraivaSubmarino

Vinicius de Moraes reinventou o amor. O tema parecia velho quando ele aliou a poesia dos livros à música popular, trazendo o amor para o centro das atenções como uma emoção sempre nova. Com organização do poeta Eucanaã Ferraz, Todo amor reúne mais de cem fragmentos — entre cartas, crônicas, poemas e letras de canção — que formam um painel admirável e apaixonante.

De “Eu sei que vou te amar” até “Canto triste”, o leitor pode observar a enorme variedade de formas que esse sentimento assume na produção do poeta: a alegria, a tristeza, o ciúme, a devoção absoluta, a veneração, o arrependimento, o perdão, o lance cômico e a expectativa do fim.

Todo Amor é a coletânea que reúne poemas, letras de música, crônicas e cartas de Vinicius de Moraes. A primorosa edição produzida pela Companhia das Letras vem ao encontro de seu belíssimo conteúdo.

Como o próprio nome indica, o amor é a temática que engloba a poesia de Moraes em seus mais diversos tons: ora é o amor sublime e idealizado, ora é o sofrido de uma separação. Há o amor travesso e brincalhão, e aquele sensual e erotizado. Seja qual for a faceta do sentimento (ou do homem que o escreve), é ele que marca cada uma das páginas da obra.

A edição conta com a apresentação de Eucanaã Ferraz, que aponta sobre a evolução de Moraes como poeta e indicando as diferentes fases por que sua poesia passou. Contudo, como Ferraz menciona, os poemas de Todo Amor não estão agrupados segundo sua cronologia, justamente para tornar claro ao leitor como certos temas, termos e perspectivas são constantes, independentemente da época em que foram escritos. Ainda que o tratamento de Vinicius possa diferir de um texto para outro, há inegavelmente algo que os conecta e faz deles tão próprios do autor.

Fazer a leitura de Todo Amor foi um mergulho em sensibilidade. Fui, por diversas vezes, arrebatada pelas palavras de Vinicius, pelo amor tão intensamente sentido e vivido por ele de tantas formas e situações. Ao final do livro, há uma cronologia do autor e nela podemos ver sua trajetória pessoal e profissional. Moraes foi casado nove vezes, o que indica completamente o quanto ele está, verdadeiramente por inteiro, em seus versos. Seus relacionamentos podem não ter sido imortais, já que ele próprio acredita serem chama; mas, certamente, foram infinitos em sua duração – porque assim era Vinicius. O fervor e intensidade de seus sentimentos estão presentes em sua obra, e tive altos e baixos enquanto a acompanhei, indo, tão de repente, do riso ao pranto.

 Se vale a pena conhecer o trabalho de Vinicius de Moraes por si só, Todo Amor faz desse contato imperdível. O trabalho gráfico realizado pela Companhia das Letras fez desse livro um dos mais bonitos da minha estante, em capa dura e com ilustrações que só fazem do conjunto ainda mais belo, sensível e poético.

Fiz a leitura de Todo Amor de uma só vez, principalmente por não ter conseguido parar de ler poesia após poesia, além dos outros gêneros textuais. Contudo, sei que esse é um daqueles livros para se recorrer inúmeras outras vezes, buscando em cada verso um novo sentido ou uma lembrança, seja daquilo já lido, seja daquilo vivido.





Deixe o seu comentário

5 Respostas para "[Resenha] Todo Amor – Vinicius de Moraes"

RUDYNALVA CORREIA SOARES - 06, setembro 2017 às (21:14)

Aione!
Ler um livro com os poemas, cartas e músicas do Vinícius de Moraes, é bem como falou, uma viagem a sensibilidade e principalmente ao culto do amor que ele trazia em cada linha escrita.
Deve ser um livro nostálgico e apaixonante.
Como não esejar ler? Ainda mais com essa edição linda da editora.
Desejo um ótimo feriado!!
“A sabedoria consiste em ordenar bem a nossa própria alma.” (Platão)
Cheirinhos
Rudy
TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

Responder

Lili Aragão - 07, setembro 2017 às (09:40)

Oi Aione, um livro que fala de amor é lindo e necessário, e fiquei super feliz de saber que ele é desses que não conseguimos largar. As fotos mostram como a edição está linda e caprichada e espero poder ler também mais a frente *__*

Responder

Fabiana Roberta - 07, setembro 2017 às (12:04)

Oi Aione,este livro com certeza é belíssimo a editora caprichou nesta edição, ja li os sonetos de Vinicius e fiquei apaixonada então com certeza vou adorar ler suas outras poesias.
Bjs

Responder

Franciele Débora - 13, setembro 2017 às (19:14)

Não gosto muito de ler livros de poesias, não é um tema que me agrada tanto assim, mas deve ser um livro ótimo pra quem gosta de poesias. Infelizmente esse livro não faz o meu tipo, mas devo confessar que adição está linda!
Beijos.

Responder

Lily Viana - 20, setembro 2017 às (19:59)

Olá Aione,
O livro é uma fofura!
E sabe, estou estudando sobre a segunda fase do modernismo onde ele e uns dos autores maravilhada e contemplado dessa época. Os poemas que o autor escrever são uma fofura, uma maravilha, incrível, eu mesma não sei como expressar mas são perfeitas e esse livro mostra um pouco dele. Gostei muito e estou desejando conhecer!

Responder

Últimas Resenhas

Calendário de posts

setembro 2017
S T Q Q S S D
« ago    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Participo

<div class="titulo participo"><h6>Participo</h6></div>

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por