[Resenha] Como Se Casar com Um Marquês – Julia Quinn | Minha Vida Literária
21

nov
2017

[Resenha] Como Se Casar com Um Marquês – Julia Quinn

Título: Como Se Casar com Um Marquês
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 320
Ano de Publicação: 2017
Skoob: Adicione
Compre: Amazon ♥ AmericanasSaraiva ♥ Submarino

Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa. Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa. Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual.

É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente… Elizabeth Hotchkiss. Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada.

Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.

Como se casar com um marquês foi uma releitura deliciosa de ser feita, como se estivesse sendo meu primeiro contato com a obra. Mesmo lembrando do desfecho geral da trama, ainda assim me diverti com as personagens tão cativantes que só Julia Quinn sabe criar.

Elizabeth ficou responsável por cuidar de seus três irmãos mais novos após a morte de seus pais. Assim, ela vive preocupada com o futuro da família, já que suas posses são insuficientes para garantir a eles a vida compatível ao título que carregam. Trabalhando como dama de companhia de Lady Danbury, Elizabeth encontra um livro na biblioteca de sua patroa intitulado Como se casar com um marquês, um guia que dá dicas para conquistar um marquês. Como não tem nada a perder, a jovem resolve testar as orientações com James, novo administrador da propriedade de Lady Danbury. Porém, ela não sabe que ele, na realidade, é o Marquês de Riverdale, sobrinho de Lady Danbury disfarçado a pedidos da tia a fim de investigar a chantagem que ela vem recebendo.

Dizer que o segundo volume da duologia Agentes da Coroa segue uma estrutura completamente original em relação aos demais romances de época seria mentira. Assim, Como se casar com um marquês traz os elementos típicos do gênero, como um casal se apaixonando e resistindo à paixão por algum motivo pessoal; traumas do passado que marcam suas personalidades; mal-entendidos e mágoas que afetam a relação entre eles. Contudo, nem por isso a leitura se torna menos agradável.

Em terceira pessoa, a narrativa se alterna nas perspectivas ora mais próximas de Elizabeth ora de James, mas sempre permeada pelo humor típico de Julia Quinn. A autora mescla diversão e romantismo como ninguém, nos presenteando com uma leitura leve e cativante. Porém, como sempre em seus livro — ao menos em minha opinião —, o destaque fica para a maneira de como a autora constrói suas personagens. Se a trama de Como se casar com um marquês acaba sendo, em partes, mais do mesmo de outros livros do gênero, são suas personagens que dão vida à história.

É impossível não se encantar pela dedicação de Elizabeth aos seus irmãos e, assim, também se apegar a eles, ou suspirar pela relação surgida entre ela e James. Também, aos fãs da série Os Bridgertons, é delicioso poder reencontrar Lady Danbury e sua ácida personalidade, ou mesmo ter mais do apaixonante casal de Como agarrar uma herdeira, que tem uma participação aqui. Aliás, a cena em que todas essas figuras estão reunidas ao lado dos protagonistas e familiares de Elizabeth resultou na mais divertida da obra, valendo quase que por toda a leitura.

Dessa maneira, Como se casar com um marquês traz em suas páginas romantismo, humor, uma pitada de mistério e personagens completamente apaixonantes, de maneira a nos proporcionar uma leitura despretensiosa, capaz de nos relaxar e entreter exatamente como deveria.   





Deixe o seu comentário

3 Respostas para "[Resenha] Como Se Casar com Um Marquês – Julia Quinn"

Fabiana Roberta - 22, novembro 2017 às (14:09)

Oi Aione eu amei o primeiro livro li sua resenha e fui logo começar a ler,é estou vendo que com este não vai ser diferente eu adorei o James e estou super ansiosa pra ler sua história, amo os livros da Júlia Quinn eles sempre aquecem meu coração.
Bjs

Responder

RUDYNALVA CORREIA SOARES - 26, novembro 2017 às (21:08)

Aione!
Fiquei feliz em saber que esse exemplar é ainda melhor do que o primeiro, mais irreverente e hilário.
James e Elizabeth devem bem dar o tom do clima sexual entre eles, sem contar com os trechos engraçados.
Gosto demais da autora.
Desejo um ótimo domingo!
“A poesia contém quase tudo que você precisa saber da vida.” (Josephine Hart)
cheirinhos
Rudy
TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

Responder

Monique ferreira - 27, novembro 2017 às (16:34)

Aione…..
Caraca essa resenha!!!😮
Fiquei curiosissima para ler esse livro…
Julia Quinn sempre arrasando….
Bjs

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por