[Resenha] Meu Coração É Todo Seu - Aurélia Cruz | Minha Vida Literária
07

dez
2017

[Resenha] Meu Coração É Todo Seu – Aurélia Cruz

Título: Meu Coração É Todo Seu
Autor: Aurélia Cruz
Editora: Publicação Independente
Número de Páginas: 290
Ano de Publicação: 2017
Skoob: Adicione
Compre: Amazon

Jovem e dedicado, padre Emanuel vê sua fé e seus sentimentos abalados ao conhecer Maia, uma fotógrafa bonita e bem-sucedida.
Maia, por sua vez, tenta a todo custo manter o controle de seus sentimentos para que nenhum homem a magoe ou abandone.
Quando Caio entra em sua vida trazendo carinho e proteção ela crê que está segura, até que uma tragédia pode abalar esse amor e separá-los para sempre.

Mesclando a doçura e as dúvidas do surgimento de um romance inesperado com as dificuldades decorrentes de conflitos familiares, Meu Coração É Todo Seu, de Aurélia Cruz, se desenvolve ora com momentos de mais sensibilidade ora com outros de mais intensidade.

Caio e Emanuel são irmãos, porém completamente diferentes um do outro, principalmente por Caio não compreender a vida religiosa levada pelo irmão, que se tornou padre por conta de uma promessa feita por sua mãe. A vida de ambos é impactada pela chegada da fotógrafa Maia, que também se vê afetada pela entrada de Caio em sua vida. É quando as personagens precisarão lidar não apenas com os próprios sentimentos, mas principalmente com uma tragédia colocada em seus caminhos.

O que mais me chamou a atenção antes de iniciar a leitura de Meu Coração É Todo Seu foi a presença de um padre no enredo, algo que foge do habitual entre os romances com que tenho contato. No fim, esse acabou sendo, também, o aspecto na obra que mais me cativou. As passagens narradas por padre Emanuel foram as mais belas e sensíveis, ao mesmo tempo que seus conflitos internos também foram os mais bem explorados e aprofundados. Acima de tudo, vi Emanuel como alguém concreto e real, um personagem que sem dúvidas poderia existir.

A narrativa do livro se dá em primeira pessoa, alternando os capítulos de acordo com as perspectivas das diferentes personagens. Ao mesmo tempo em que essa técnica permite que as conheçamos melhor, em outros momentos senti que ela prejudicou um pouco a leitura, no sentido de recontar acontecimentos já narrados por outra personagem. Talvez, se os acontecimentos, nesses casos, fossem relembrados ao invés de demonstrados novamente, a sensação de repetição — ou até mesmo de confusão, uma vez que os retrocessos quebram a linearidade dos acontecimentos — fosse minimizada e permitisse uma maior fluidez da leitura.

Em relação à obra geral, minha maior impressão foi a de potencialidade de Aurélia Cruz. Meu Coração É Todo Seu é seu primeiro livro e, com ele, revela tanto o talento já existente na autora quanto os aspectos de sua escrita que podem ser refinados. Embora as passagens de padre Emanuel tenham me encantado, por exemplo, a relação entre ele e Caio não foi tão aprofundada, assim como a relação entre Caio e Maia: minha sensação era de que a história do casal não era própria deles, mas desenvolvida a partir de uma ideia pré-concebida sobre o que deveria existir em um romance do gênero. Os diálogos do livro, por sua vez, em certos momentos dão a sensação de artificialidade ou são colocados em excesso na narrativa — algo, na realidade, bastante comum de se encontrar em trabalhos de escrita iniciantes. Por fim, a predominância de cenas com descrição de acontecimentos e sentimentos sem que eles sejam demonstrados ao leitor me deram a sensação de, principalmente, acompanhar a história, mas não de me fazer senti-la; senti falta de ter vivenciado as emoções e conflitos, ao invés de simplesmente ter consciência de que eles existiam.

Apesar de ter encontrado pontos que, sim, poderiam ter sido mais bem trabalhados, a leitura de Meu Coração É Todo Seu foi positiva, principalmente por trazer uma premissa diferenciada. Há passagens eróticas na história, mas elas não são colocadas em demasia, ao mesmo tempo que Caio não faz parte do time de mocinhos abusivos. Os momentos de mais sensibilidade da leitura me conquistaram e me deixaram tanto curiosa para conferir trabalhos futuros de Aurélia Cruz quanto na expectativa de que seu potencial possa ser ainda mais desenvolvido em seus próximos livros.

 

Esta postagem é um publieditorial.





Deixe o seu comentário

9 Respostas para "[Resenha] Meu Coração É Todo Seu – Aurélia Cruz"

Pamela Liu - 07, dezembro 2017 às (16:21)

Oi Aione.
A premissa desse livro é bem interessante.
Gostei da narrativa ser em primeira pessoa e alternada entre os personagens. Pena que esse recurso deixou a leitura um pouco repetitiva.
Achei bem legal ter um personagem padre. Acho que nunca li nada que tivesse um personagem assim na história.
Achei a capa lindíssima.
Bjs

Responder

Aline Teixeira - 07, dezembro 2017 às (18:08)

Olá! Apesar de clichê a autora inovou colocando um padre na história. Mas a trama não conseguiu me prender, ache um romance bem sem sal. Não gosto de tirar conclusões precipitadas mas não sei se leria Meu Coração é Todo Seu. Achei a capa bem meiga. Beijos

Responder

Juliani - 07, dezembro 2017 às (19:35)

Olá Aione,
Vi que este livro estava disponível para download gratuito na plataforma Kindle da Amazon, e logo pela capa e pela sinopse fiquei muito encantada e entusiasmada com o livro. Comecei e ler e fiquei impressionada em quão gostosa e envolvente é a leitura deste livro. A autora descreveu tão bem os personagens que eu consegui imaginá-los perfeitamente em minha imaginação. E aos próximos leitores, fica aqui o meu recado, não se deixem enganar pelo título, pois nem tudo é o que parece ser…
Grande abraço 💕

Responder

Lili Aragão - 08, dezembro 2017 às (09:09)

O personagem que mais te cativou é o que mais me preocupa nessa história, eu geralmente não gosto quando temos religião, fé, misturado ao romance, mas gostei de saber que a escrita da autora é sensível e que mesmo esse sendo seu primeiro romance e tenha algumas coisas que podem ser melhoradas ela se sai muito bem e nos entrega uma boa história. Ótima resenha e desejo sucesso e sorte a autora que está começando 😉

Responder

Daiane Araújo - 09, dezembro 2017 às (01:53)

Comecei ler a resenha achando que o livro tratava-se de um triângulo amoroso, talvez… Não me chamou muito atenção e nem despertou em mim a vontade de lê-lo…

Responder

Fabiana Roberta - 09, dezembro 2017 às (11:05)

Oi Aione achei a sinopse deste livro bem interessante e também um personagem padre não encontramos com frequência mas o livro não me chamou muito a atenção gostei da capa mas quem sabe mais pra frente eu de uma chance.
Bjs

Responder

Thuanne Hannah Ramos de Souza - 11, dezembro 2017 às (09:57)

Um padre na história torna tudo bem diferente, hein? Nunca li algo assim. A escrita tem algumas falhas mas deve ser exatamente por ser o primeiro trabalho da autora, mas pelo que li, as coisas boas ultrapassam as coisas ruins.

Responder

Elizete Silva - 11, dezembro 2017 às (10:15)

Olá! Não conhecia o livro, o enredo parece ser interessante, concordo com você quanto a ser cansativo quando os autores acabam repetindo as cenas, quando colocadas em ponto de vista diferentes. Bacana sua resenha mostrar o que pode ser melhorado para os próximos livros.

Responder

Vitória Pantielly - 11, dezembro 2017 às (18:06)

Oi Aione
Normalmente eu gosto bastante de narrativas intercaladas, mas nesse caso também acho cansativo a mesma passagem somente com visões diferentes, apesar disso tenho que dizer que achei a história diferente, espero que a autora tenha trabalhado bem o personagem Emanuel, é difícil colocar um padre em um romance, sem tirar a essência dele.
Beijos

Responder

Últimas Resenhas

Calendário de posts

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Participo

<div class="titulo participo"><h6>Participo</h6></div>

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por