Arquivos Literatura Nacional | Página 5 de 25 | Minha Vida Literária
19

maio
2015

[Resenha] Cinderela Pop – Paula Pimenta

paulacapa

Título: Cinderela Pop
Autor: Paula Pimenta
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 160
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasCulturaExtraFnacSaraivaSubmarinoTravessa

Cintia é uma princesa dos dias atuais: antenada, com opiniões próprios, decidida e adora música! Essa princesa pop morava com os pais em um castelo enorme de onde via toda a cidade. Todas as noites ela olhava pela janela, de onde ficava admirando a vista e sonhando… com um príncipe que ainda não conhecia. Porém, um dia, o castelo de Cintia desmoronou e com ele tudo à sua volta. Desiludida, ela deixou de acreditar em romances sem deixar o mínimo espaço para o amor. Ela só não contava com um detalhe… havia o que ele mais queria era descongelar o coração da nossa gata (nada) borralheira!

Continue lendo »

02

maio
2015

Notícias da Semana

Livros de colorir_L&PM Pocket

E que tal um livro de bolso para colorir? Entrando na onda dos livros de colorir anti-stress, a L&PM Pocket anunciou essa semana seu mais novo sucesso, que será publicado em breve. Fiquem de olho!

Fonte: L&PM Editores

 
 
 
Continue lendo »

28

abr
2015

[Resenha] No mundo da Luna – Carina Rissi

No mundo da Luna

Título: No mundo da Luna
Autor: Carina Rissi
Editora: Verus
Número de Páginas: 476
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♦ Americanas ♦ Cultura ♦ ExtraLivraria da FolhaMartins FontesSaraivaSubmarino ♦  Travessa

A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome.
Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção?
Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito — não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.
Com seu estilo ágil e fluido, Carina Rissi criou em No mundo da Luna uma leitura viciante, permeada de humor, magia e paixão, que vai conquistar você do início ao fim.

Continue lendo »

11

fev
2015

[Cobertura] Lançamento do Segundo – Eu me chamo Antônio na Livraria Cultura

Simpatia, simplicidade e amor. Foi assim a maneira com que o escritor Pedro Gabriel recebeu uma fila de fãs na Livraria Cultura, em Fortaleza, na última quinta-feira, 5. Lançando a sequência do seu livro Segundo – Eu me chamo Antônio, o autor está em turnê por várias livrarias do Brasil.

Pedro Gabriel e Alana Gabriela

Com o olhar cheio de poesia e sensibilidade, Pedro foi recebendo cada fã, batendo fotos, conversando e autografando livros, tanto o primeiro quanto o segundo. Entre os que estavam na fila, havia um público maior de adolescentes, assim como também havia mulheres, homens, casais, mães, crianças, avós…todos para prestigiar o alter ego de Antônio, que transformou situações banais de nossos relacionamentos e de nosso cotidiano em dois livros lindos e sinceros. Não é à toa que Pedro Gabriel já conquistou mais de 900 mil seguidores no facebook e 500 mil no instagram.

A sessão de autógrafos estava para começar às 17h, porém desde as 15h os fãs já faziam fila para colocar seus nomes na lista da Livraria Cultura, a qual anotou o nome de cada um que ia receber o autógrafo de Pedro, a fim de organizar da melhor forma possível o lançamento do livro. Às 17h20, com todo o primeiro andar da Cultura lotado de pessoas com o Eu me chamo Antônio na mão, o autor chega. De blusa preta, calça jeans e tênis vermelho; sorriso encantador, jeitinho tímido, olhar de poesia e um mar de sentimentos por dentro, pronto para ancorar no cais do coração de cada um que estava naquela fila, apenas à espera dele.

Livraria CulturaLivraria Cultura

Logo que o protagonista do dia chegou, começou a sessão de autógrafos. Pedro recebeu com abraços e beijos o carinho dos fãs e autografou seus livros, que muitas vezes eram sete de uma só vez. Ao todo, Pedro autografou 300 livros e recebeu um pouco mais de 200 pessoas. Ele também distribuía brindes promocionais, tais como broches com a capa do seu livro, ímãs e marcadores de página.

Eu me chamo Antônio

Eu, como última da fila, peguei apenas o marcador de página. Porém ganhei um momento singular com Pedro, ainda que uma conversa de cinco minutos ou menos. Pedro autografou em “nosso” livro: “Alana Gabriela, que a sua vida seja cheia de poesia. Antônio”. Sim, valeu a pena sair da Cultura às 21h, que foi quando a sessão de autógrafos acabou. Acredito que Pedro tenha deixado aos fãs da cidade de Fortaleza uma aura pura de seus sentimentos, a qual refletiu no final do nosso dia, no dia seguinte e a cada instante que lemos algumas frases de qualquer um de seus livros. Livros estes que são repletos de versos simples, mas profundos, pequenos, porém cobertos de fascinação.

Cobertura_Alana

Como não se encantar com as aliterações, rimas e versos de Pedro, que começou em 2012 escrevendo sua poesia em forma de rabiscos nos guardanapos de um barzinho que frequentava no Rio de Janeiro? A questão dos guardanapos foi porque, num belo dia, ele esqueceu seu caderninho de anotações em casa, então resolveu escrever em guardanapos suas ideias e as situações que presenciava, tudo em forma de poesia. E poesia rica em traços, sentimentos e inspiração.

8

Falando em inspiração, olha quem são os escritores preferidos de “Antônio”: Leminski (que brincava com as palavras, assim como Pedro), Manoel de Barros, Mario Quintana, Arnaldo Antunes e Millôr Fernandes. Ele falou que sempre gostou da poesia visual, porque sempre casou muito bem com versos curtinhos e com desenho. Com isso, o escritor, que nasceu na África e veio aos 12 anos para o Brasil, já encantou os fãs com dois livros cheios de criatividade.

Agora, Pedro aguarda a vida lhe ensinar novas histórias para que ele as transforme em poesia e mostre ao mundo como a solidão, a saudade, o (des)amor, a liberdade, o sabor, a esperança, a espera, as lembranças, o silêncio e outros sentimentos podem ser vistos em prosa poética, com direito a desenhos e rabiscos carregados de sensibilidade e também de irreverência.

A turnê de lançamento do Segundo livro do autor Pedro Gabriel já passou por Recife, Fortaleza, Belém e Manaus, e agora segue por mais duas cidades:

Curitiba
Data: 26/2
Horário: 19h
Local: Livraria Curitiba ParkShopping Barigui (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600 — Mossunguê)

Porto Alegre
Data: 27/2
Horário: 19h
Local: Fnac Barra Shopping Sul (Endereço: Av. Diário de Notícias, 300 — Cristal)

30

jan
2015

[Resenha] O Irmão Alemão – Chico Buarque

IRMAO-ALEMAO

Título: O Irmão Alemão
Autor: Chico Buarque
Editora: Companhia das Letras
Número de Páginas: 340
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

A narrativa se estrutura numa constante tensão entre o que de fato aconteceu, o que poderia ter sido e a mais pura imaginação. Na São Paulo dos anos 1960, o adolescente Francisco de Hollander, ou Ciccio, encontra uma carta em alemão dentro de um volume na vasta biblioteca paterna, a segunda maior da cidade. Em meio a porres, roubos recreativos de carros e jornadas nem sempre lícitas a livros empoeirados, surgem pistas que detonam uma missão de vida inteira. Ao tentar traçar o destino de seu irmão alemão, parece também estar em jogo para o narrador ganhar o respeito do pai, que, apesar dos arroubos intelectuais de Ciccio, tem mais afinidade com Domingos, ou Mimmo, seu outro filho, galanteador contumaz, leitor da Playboy e da Luluzinha, e sempre a par das novas sobre Brigitte Bardot. A despeito das tentativas de mediação da mãe, Assunta – italiana doce e enérgica justa e com todos compreensiva -, a relação dos irmãos é quase feita só de silêncio, competição e ressentimento.
Num decurso temporal que chega à Berlim dos dias presentes, e que tem no horror da ditadura militar brasileira e nos ecos do Holocausto seus centros de força, O irmão alemão conduz o leitor por caminhos vertiginosos através dessa busca pela verdade e pelos afetos.

Continue lendo »

17

jan
2015

Notícias da Semana

A série HarryDraco-Jim Potter já ganhou vários prêmios, vendeu mais de 450 milhões de exemplares e até virou curso de uma Universidade no Reino Unido. Buscando reinventar, a editora Bloomsbury vai lançar em outubro deste ano a edição ilustrada do primeiro livro do HP, com ilustrações de Jim Kay. Aqui no Brasil, quem vai lançar Harry Potter e a pedra filosofal (o mais vendido da saga) é a editora Rocco, mas só em 2016. A Bloomsbury divulgou essa semana as primeiras imagens ilustradas dessa nova edição, trazendo os personagens Rubeus Hagrid, Hermione Granger, Draco Malfoy e Ron Weasley. A saga do bruxo foi originalmente publicada entre 1997 e 2007 e adaptada para o cinema em oito longas-metragem, de 2001 a 2011.

Fonte: Editora Rocco

Continue lendo »

12

dez
2014

[Resenha] Quilômetros de Saudade – Angélica Pina

QUILÔMETROS-DE-SAUDADETítulo: Quilômetros de Saudade
Autor: Angélica Pina
Editora: Giostri
Número de Páginas:  168
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Daniela é uma jovem mineira que, durante uma viagem de férias a Natal, conhece Fernando. Os dois se entendem muito bem e iniciam uma amizade virtual, que não evolui porque, além da distância a separá-los, existe Jorge, o belo e atraente namorado da moça, por quem é apaixonada e que detém sua total lealdade. Fernando passa por um momento delicado após o fim de um relacionamento, por isso mesmo não representou durante a viagem nenhuma ameaça ao namoro de Daniela. Aproximando-se cada vez mais de Fernando, e após sofrer uma decepção com Jorge, Daniela um dia se vê apaixonada pelo amigo, mas sem coragem de se declarar e pensando sempre na questão da distância entre Minas Gerais e o Rio Grande do Norte, que os atrapalharia no caso de desejarem viver algo juntos e foi o estopim para o fim do namoro anterior dele. Até que ponto a distância geográfica realmente impede a plenitude de um sentimento? Uma história sobre amor, decepção, redescoberta da felicidade e sobre como o conceito de distância tem diversos significados.

Continue lendo »

09

dez
2014

[Resenha] Put Some Farofa – Gregório Duvivier

PUT SOME FAROFA

Título: Put Some Farofa
Autor: Gregório Duvivier
Editora: Companhia das Letras
Número de Páginas:  208
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

“Dont repair the mess. The house is yours. I make question. Pardon anything. Go with god. Come back always.” Publicada em Julho de 2014, a crônica que dá título a este volume, que cria uma conversa imaginária de um brasileiro com um gringo visitando o Brasil durante a copa, rapidamente se tornou um viral de internet, até ser comentada em artigo do Washington Post. Trata-se de uma amostra da verve humorística embebida de zeitgeist, crítica ferina e muito afeto de Gregorio Duvivier, um dos autores mais promissores do Brasil na atualidade. Reunindo o melhor de sua produção ficcional, Put some farofa traz textos publicados na Folha de S.Paulo e esquetes escritos para o canal Porta dos Fundos, além de alguns inéditos. Se Gregorio traz o raro dom da multiplicidade, tendo se destacado no cenário cultural brasileiro ao mesmo tempo como ator, roteirista, comediante, cronista e poeta, também múltiplo é este volume, que transita entre ficções, memórias de infância, ensaios sobre artistas que o influenciaram, artigos panfletários, exercícios de linguagem e outras experimentações. Os textos vão da pauta que está sendo debatida naquele dia no jornal ao completo nonsense; do amor ao ódio, do íntimo ao universal. No conjunto, o que espanta no autor é o frescor, a coragem, a visão transformadora e, sobretudo, a capacidade inesgotável de se renovar a cada semana, contando sempre com a inteligência e a sensibilidade do leitor.

Continue lendo »

02

dez
2014

[Resenha] Uma Janela No Tempo – Lorena de Macedo

Uma Janela no TempoTítulo: Uma Janela No Tempo
Autor: Lorena de Macedo
Editora: Literata
Número de Páginas:  300
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Orelha de Livro: Adicione
Compare e Compre: Saraiva Digital

“Brasil, 1956. Imagine ser possível viajar no tempo e espaço, transpor barreiras energéticas e fazer com que sua consciência seja capaz de voltar a um fato pretérito específico. O que você mudaria se pudesse voltar ao passado e fazer de novo? Daniel Pope é um rapaz que passara metade da vida se equilibrando sobre os escombros deixados pela tragédia que devastou sua família, destruindo sonhos e promessas de um futuro promissor. Mas quando a máquina de viagem no tempo chega às suas mãos, o rapaz tentará então regressar ao passado para evitar o sumiço de sua irmã caçula, uma garotinha que desapareceu na floresta quando ambos ainda eram crianças. Em sua luta desesperada para mudar o curso das coisas, Daniel perpassará pela história de sua família, deixando-se envolver por uma narrativa rocambolesca, permeada de mistério, magia, loucura e amores desencontrados. Mas ele não estará sozinho. Cecília Vieira, uma jovem aspirante à jornalista, o acompanhará nessa busca pela verdade e redenção, e ambos viverão um amor que somente a manipulação do tempo será capaz de alterar. “

Continue lendo »

páginas 123456789... 25»

Últimas Resenhas

Calendário de posts

setembro 2017
S T Q Q S S D
« ago    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Participo

<div class="titulo participo"><h6>Participo</h6></div>

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por