Arquivos Trilogia "Delírio" | Minha Vida Literária
17

jun
2013

Sweet Sixteen à la Distópicos

Sweet Sixteen é a comemoração do aniversário de 16 anos de garotas na América do Norte, semelhante às festas de 15 anos das brasileiras. Em alguns livros distópicos juvenis atuais, entretanto, os jovens não recebem exatamente festas de aniversários ao atingir essa idade…

Ao invés disso, as tradições podem ser um pouquinho diferentes.
Vamos conferir como?

Continue lendo »

18

mar
2013

Delírios após “Delírio”

Muitas vezes, um livro mexe comigo a ponto de me deixar pensando nele por bastante tempo. Invariavelmente, quando penso demais em algo, sinto a vontade de escrever sobre isso. Delírio me causou essa vontade e, dessa vez, resolvi dividir com vocês o resultado de minhas reflexões.
Portanto, o post de hoje será um pouco diferente do que costumo fazer por aqui.
Eu espero que vocês gostem!
Pense numa sociedade sem amor.
Seria maravilhoso estar livre do sofrimento que o sentimento proporciona, não seria? Se o amor não existisse, Romeu e Julieta teriam tido mais vida para viver em suas histórias, Bentinho não teria ganhado o apelido de “Casmurro” após o descontentamento pela possível traição de Capitu, e Heathcliff não teria enlouquecido em seu Wuthering Heights.
Baseado nessa lógica, o amor surge como uma doença em “Delírio”.

Continue lendo »

15

mar
2013

[Vídeo] Resenha + Promoção: Delírio – Lauren Oliver

Título: Delírio
Autor: Lauren Oliver
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 352
Ano de Publicação: 2012
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Buscapé

Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?

Continue lendo »

16

ago
2012

Parece, Mas Não É

“Parece, mas não é” é uma coluna onde trago livros que, ao ver a capa pela primeira vez, achei tratarem de um assunto, mas, ao ler suas sinopses, descobri que não tinham nada a ver com o que pensei!

Continue lendo »

Últimas Resenhas

Calendário de posts

setembro 2017
S T Q Q S S D
« ago    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Participo

<div class="titulo participo"><h6>Participo</h6></div>

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por